Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Livros 21.09.2017 21.09.2017

A Zona Morta: Stephen King tira o leitor da zona de conforto

A Zona Morta-clássico de Stephen King em nova ediçao

A Zona Morta (The Dead Zone) é o sétimo romance de ficção de Stephen King. Lançado em 1979, tornou-se um clássico no gênero de ficção e horror. Foi adaptado para o cinema como “A hora da Zona Morta”, estrelado por Christopher Walken, e inspirou a série de TV “O Vidente”.

Relançado para o mercado brasileiro pela Suma de letras, A Zona Morta é um dos pontos altos da carreira de Stephen King, que ajudou a fazer dele um dos escritores mais importantes da cultura popular norte-americana. Vamos falar um pouco sobre a obra e saber por que quase 30 anos depois de lançada, ela se mantém tão atual.

A Zona Morta

A Zona Morta (Cód: 9524870)

R$ 52,90 R$41,90 em até 1x de R$ 41,90 sem juros Quero este produto

O que você faria se pudesse prever o futuro?

A Zona Morta conta a história de John Smith. Depois de ficar inconsciente ao levar um tombo enquanto estava patinando, John passa a ter pequenas intuições sobre o futuro. Nada que o preocupe, mas o pior está por vir.

Tempos mais tarde, John é um professor universitário e tem um namoro feliz, quando sofre um acidente que o deixa em coma por cinco anos. Ao acordar, percebe que não consegue reconhecer alguns objetos do cotidiano. Ao mesmo tempo, percebe que tem capacidade de saber coisas sobre as pessoas apenas por tocá-las – segredos, detalhes sobre suas vidas e até mesmo o futuro. John conjectura se algo no acidente teria despertado uma zona morta de seu cérebro.

Essa capacidade logo se mostra um estorvo para John, quando reportagens e pedidos de ajuda começam a surgir. Seu dom – ou maldição, o obriga a ter de refletir sobre quais as suas responsabilidades em relação ao que prevê.

Esse drama se torna ainda mais complexo quando John prevê que um prefeito recém-eleito, Greg Stillson, chegará a se tornar presidente dos EUA. E, uma vez no poder, levará o mundo a um conflito nuclear devastador. Diante dessa previsão, o que John deve fazer? Até onde ele está disposto a ir para impedir a chegada de Stillson ao poder e o fim do mundo?

Pessoas normais em situações de terror e suspense

Uma das qualidades da obra de Stephen King são os personagens que ele cria. Eles não são estereótipos unidimensionais, inseridos na narrativa para criar situações. Em  A Zona Morta, vemos que John Smith, apesar de ter um poder sobrenatural, não se torna um super-herói que acha que com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. Ele fica em dúvida, vacila e faz escolhas erradas. Mesmo os antagonistas possuem um background para suas ações, como os problemas emocionais de Stillson, que o perseguem desde a juventude. Os personagens se desenvolvem de forma crível. Conduzidos pelos geniais diálogos, uma das especialidades de King, eles são capazes de pensamentos e reações parecidas com as nossas.

Suspense sempre no máximo

Apesar da magnitude da ameaça e do dilema moral, o leitor não encontra sobressaltos em A Zona Morta. Mestre em causar reações no leitor, King faz o suspense se estender por toda a história, criando uma sensação de antecipação contínua, que ele quebra ou confirma com muita habilidade.

Leia sem(?) medo!

Recomendamos para você