Bel Sanmax por Bel Sanmax Filmes e séries / HQ 19.11.2019 19.11.2019

Entenda o universo de Watchmen

Um mundo onde os heróis são falíveis, no qual todas as características que os definem são humanas. Uma realidade em que atos heroicos são acompanhados de falhas, e grandes feitos carregados de duplo sentido: seriam ações egocêntricas ou de genuíno auto sacrifício?
Este é um mundo de Watchmen, uma série de novelas gráficas criadas pelo escritor inglês Alan Moore, também autor de V de Vingança, pelo ilustrador Dave Gibbons, publicadas entre 1986 e 1987.

No universo de Watchmen, não há histórias em quadrinhos de super-heróis, nos moldes do Capitão América e Superman (já houveram – mas tais HQs ficaram obsoletas com o advento dos vigilantes – quadrinhos sobre piratas são a preferência popular).

No universo das HQs contemporâneas, histórias de heróis mais respeitadas pelos fãs são aquelas em que eles “abraçam” as próprias sombras, e mergulham nas contradições e vulnerabilidades da psique humana, como em O Cavaleiro das Trevas e Logan, e muitos outros exemplos.

Watchmen é considerada a HQ precursora dessa abordagem “realista”. O título, considerado uma obra-prima do gênero, explora o lado real, humano, falível e ególatra dos que atuam publicamente como defensores dos cidadãos de bem.

Watchmen- Absolute Edition

Watchmen- Absolute Edition (Cód: 1152422)

R$370,10 em até 10x de R$ 37,01 sem juros Quero este produto

Lado B

watchmen: divulgação

Em Watchmen, os verdadeiros heróis são tão humanos quanto o resto da população. O título Watchmen, que em português pode ser traduzido como “os que vigiam”, ou “os que guardam”, se refere ao grupo de vigilantes protagonistas da trama.

Os auto-intitulados Crimebusters (a segunda “leva” de vigilantes da história – sucessores dos Minutemen), são pessoas normais, porém dotadas de habilidades um pouco superiores, por assim dizer, às pessoas que se propõem a defender.
Watchmen desconstrói o arquétipo do herói, e questiona as verdadeiras e profundas motivações de tais figuras, através do arco narrativo de cada membro dos Crimebusters.

Eles representam, individualmente, as diferentes facetas da clássica figura. Seria majoritariamente altruísta o estimulo de “defender” a sociedade? Em Watchmen, os vigilantes raramente são instigados a agir somente pelo puro humanitarismo – exemplos vão do narcisismo a excitação sexual, provinda das injeções de adrenalina.

A conclusão da HQ, portanto, é um próprio teste de Rorschach: assim como o vigilante de mesmo nome, que usa uma máscara a qual recria as figuras da técnica de avaliação psicológica, cabe ao leitor decidir para que lado da escala, entre heróis e vilões, os atos dos protagonistas podem ser interpretados.

Watching the Watchmen

Watching the Watchmen (Cód: 2622712)

R$121,00 em até 4x de R$ 30,25 sem juros Quero este produto

Prólogo

A série Watchmen, exibida a partir de 2019 na HBO, narra os desdobramentos contemporâneos da história, nas HQS encerrada em 1985. A linha do tempo explora e “re-imagina” o mundo de Watchmen 34 anos depois. Há muita polêmica quanto à linha narrativa usada como base para o programa, já que a ideia de Moore nunca foi dar seguimento ao enredo de Watchmen.

A DC Comics atualmente detém os direitos de Watchmen, depois de comprar o selo ao qual o título pertencia. Contra a vontade de Moore, na última década a DC lançou graphic novels estreladas pelos Crimebusters.

Chamada de “Before Watchmen”, cada HQ foi criada por autores diferentes, com histórias de origem dos heróis – antes dos acontecimentos da saga original de Alan Moore.

Watchmen And Philosophy - A Rorschach Test

Watchmen And Philosophy - A Rorschach Test (Cód: 2674418)

R$100,40 em até 3x de R$ 33,47 sem juros Quero este produto

3 décadas

watchmen: divulgação

O criador da série, Damon Lindelof, também o desenvolvedor de Lost e The Leftovers, havia recusado duas vezes propostas da HBO para criar o programa. Fã da obra original, ele acreditava que Watchmen não deveria ser estendido através de outras histórias, pois não haveria necessidade.

A primeira vez que foi abordado pela HBO foi em 2009, após a estreia do filme de mesmo nome, dirigido por Jack Snyder. Lindelof, que trabalhou com o canal na série The Leftovers, recebeu o terceiro convite em 2017, quando tal o programa terminou.

Dessa vez, Lindelof resolveu pensar um pouco antes de dar a sua resposta. “Eu me perguntei: como fã, se houvessem mais histórias sobre Watchmen, o que eu gostaria de assistir? “.

Before Watchmen- Nite Owl/Dr. Manhattan

Before Watchmen- Nite Owl/Dr. Manhattan (Cód: 8830282)

R$ 74,00 R$60,70 em até 2x de R$ 30,35 sem juros Quero este produto

Trama

Lindelof construiu a narrativa da série sem alterar nada da linha do tempo e acontecimentos da graphic novel original, que se passa em uma realidade alternativa, mas terrivelmente familiar. Na saga base, das HQs, Richard Nixon cumpriu o seu quinto mandato como presidente dos Estados Unidos da América.

Depois de o país vencer a Guerra do Vietnã, Nixon passou a ser visto como o líder natural a seguir no poder, e as regras constitucionais foram alteradas para contemplar mandatos continuados. O combate foi vencido com ajuda dos poderes atômicos do Dr. Manhattan, e da liderança militar do Comediante. Na história de Lindelof, o atual presidente é o ator Robert Redford.

Este fato, entre aspas, é curioso, pois além das histórias de origem dos personagens publicadas pela DC, há a série de recente de HQs do mundo de Watchmen chamada Doomsday Clock. Os títulos também reinterpretam o cânon da criação de Alan Moore, mas são vistos com uma certa desconfiança pelos fãs da obra base. Apesar de serem obras elogiadas pela crítica, há esta parcela de apreciadores fiéis a filosofia do autor, que já revelou não apoiar nenhum tipo de continuação literária de Watchmen, pois a saga, para ele, já teve a sua conclusão.

Watchmen Companion

Watchmen Companion (Cód: 10614431)

R$179,40 em até 5x de R$ 35,88 sem juros Quero este produto
Recomendamos para você