Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.01.2013 30.01.2013

Veteranos e novatos em musicais contracenam em ‘Os Miseráveis’

Por Edu Fernandes
 
Até chegar às telas de cinema, Os Miseráveis passou por um caminho parecido com O Fantasma da Ópera. Tudo começa nas páginas da literatura e inspira um musical nos palcos da Broadway.
 
Depois, os versos e canções ganham a tela grande. No caso de Os Miseráveis, o elenco é composto tanto por atores com larga experiência em musicais, no teatro e no cinema, quanto por novidades. O filme estreia no Brasil em 1º de fevereiro.
O protagonista é Jean Valjean, um homem que ficou preso por quase 20 anos por roubar pão. Ele sai em condicional, mas não consegue trabalho por causa de seu passado criminoso.Desesperado, volta a roubar, mas é salvo pela misericórdia de um padre.
No longa, Valjean é vivido por Hugh Jackman, que já se apresentou na Broadway em espetáculos musicais. Seu talento vocal pôde ser conferido na animação Happy Feet – O Pinguim (2006), mas esta é a primeira vez que vemos o ator australiano em carne e osso em um musical para o cinema.
Jean Valjean percebe que não conseguirá ir muito longe enquanto seu crime o assombrar. Por essa razão, rasga os documentos da condicional e começa uma vida nova. Oito anos depois, ele é um bem-sucedido empresário. Em sua fábrica trabalha Fantine, que foi abandonada pelo marido e tem de sustentar sozinha sua filha Cosette.
A operária é interpretada por Anne Hathaway, que participou de números musicais com Jackman em duas oportunidades, em cerimônias de entrega do Oscar. Foi a amizade entre os dois que motivou Hugh a indicá-la para o papel, com o qual Anne tinha uma ligação familiar. Em 1987, a mãe dela viveu Fantine no teatro.
 
Anne Hathaway foi indicada ao Oscar
Assim como Jackman, Hathaway mostrou seus dotes musicais em animações: Rio (2011) e Deu a Louca na Chapeuzinho (2005). Por outro lado, ela também foi vista cantando em Uma Garota Encantada (2004).
Uma série de acontecimentos infelizes obriga Valjean a desistir de seu disfarce e a tomar Cosette sob sua tutela. Portanto, ele continua um fugitivo. Em todo esse tempo, esteve em seu encalço o inspetor Javert. O antagonista é o papel de Russel Crowe (72 Horas). Apesar de fazer parte de uma banda, esta é a primeira vez que o neozelandês atua em musical.
Para ficar ao lado da menina, Jean Valjean precisa retirá-la da estalagem onde mora. Ela é responsabilidade do casal Thénardier, uma dupla de golpistas. Eles são interpretados por Sacha Baron Cohen e Helena Bonham Carter, que trabalharam juntos anteriormente em outro musical: Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007).
Cohen tem experiência musical e até compôs canções para seus filmes, como Borat (2006) e Bruno (2009). Sua performance musical mais conhecida é no mundo da animação, com o hit “I Like to Move It, Move It”, de Madagascar (2005). Carter também já cantou em uma produção animada, com sua participação em A Noiva Cadáver (2005).
 
Os personagens de Sacha Baron Cohen e Helena Bonham Carter são o alívio cômico
Passam-se mais oito anos, e agora Cosette é uma bela moça. Um dia, ela avista o militante Marius e um amor à primeira vista nasce. Dentro do movimento libertador do qual o rapaz participa está Éponine, que é secretamente apaixonada por ele. A moça é filha dos Thénardier.
Amanda Seyfried defende Cosette nessa fase da história, mas ela já viveu a personagem na infância, quando tinha sete anos de idade. No entanto, seu papel de maior evidência em musicais foi em Mamma Mia! (2008), outra transposição da Broadway para as telas do cinema.
Os outros dois vértices do triângulo amoroso são os papéis de Eddie Redmayne (Sete Dias com Marilyn) e da estreante Samantha Barks. Os Miseráveis é a primeira experiência do ator inglês em musicais, e ele dá conta do recado. Já Samantha é íntima de Éponine, pois a interpretou nas apresentações em comemoração aos 25 anos do espetáculo teatral.
Depois desse primeiro filme, há outros projetos futuros para Barks. Essas oportunidades tendem a se repetir para outros atores de teatro, uma vez que os musicais estão em alta em Hollywood.
Veja o trailer de Os Miseráveis:
 

 
 
 
Recomendamos para você