Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 28.09.2011 28.09.2011

TV paga aposta na onda das reprises

Por Andréia Silva
Nem parece que acabou. Quem liga a TV em alguns horários nobres da TV paga vai encontrar velhos seriados, alguns que já chegaram ao fim a mais de uma década, mas continuam atraindo público – tanto os fãs quanto novos espectadores – e garantindo a audiência das emissoras.
Na onda revival, somam-se séries como Seinfield, E.R, Dawson’s Creek, Charmed, Will and Grace, Frasier entre outras. Até as que chegaram ao fim recentemente, mas que devido ao grande público, nem saíram da programação, como Lost, Smallvile e Brothers and Sisters. A última grade novidade nas reprises é Arquivo X, que voltou a ser exibida no último dia 18, desde a sua primeira temporada, no canal pago TCM.
Arquivo X foi um dos fenômenos da TV americana. Durou de 1993 a 2002, gerou dois filmes e games. Além de consagrar a dupla de detetives Fox Mulder e Dana Scully. Na trama, tudo o que vemos hoje nas principais séries, mutações genéticas, seres de outro planeta, fenômenos sobrenaturais e crimes misteriosos já estavam lá.
“Além de matar a saudade dos fãs, a reprise mostra de onde vieram tramas como Lost, Supernatural, Fringe, entre outras, o que para uma galera mais nova, eram inovadoras, mas todas beberam de Arquivo X”, diz o jornalista Cláudio Machado, 39, mais um que já está dormindo mais tarde para acompanhar as aventuras – já conhecidas – de Mulder e Scully, exibidas pelo TCM na faixa da meia-noite, de segunda a sexta.
O canal Viva também voltou a exibir produções nacionais, sendo os principais destaques TV Pirata e Armação Ilimitada. “Para quem é mais velho e acompanhou esses dois programas, revê-los é como voltar no tempo, relembrar gírias, modas, e claro, uma época que, pelo menos para mim, parecia mais divertida”, diz Machado.
Um dos melhores exemplos do sucesso das reprises é a série Friends, que desde que chegou ao fim em 2004, depois de 10 temporadas, nunca mais deixou de ser exibida na TV. Hoje tem três horários garantidos na grade da Warner, com uma das melhores médias de audiência do canal, que voltou a exibir a sitcom novamente, do começo, em 2010, após encerrar todas as temporadas na primeira reprise.
“Continuo achando as duas geniais. Seinfeld, no seu jeito de fala sobre o nada, e Friends são construídas em cima das coisas cotidianas com algumas coisas absurdas”, diz o estudante Rafael Valverde, 20. Como tinha 14 anos quando o programa chegou ao final, Valverde hoje aproveita a hora do almoço para grudar na TV e acompanhar a reprise dos episódios. Já a também estudante Renata Camargo, 21, aproveita para reparar em outros detalhes de Friends, única produção reprisada que ela diz assistir, como “valores e influência no comportamento”.
 
O elenco de Frasier.
Para os mais velhos, vale virar a madrugada com reprises como Frasier, que durou de 1993 a 2004, outra das preferidas de Machado. “Um humor mais refinado, beira o estilo Seinfeld, e que hoje em dia não é um tipo de humor visto nas séries atuais, talvez uma ou outra”, conta o jornalista. Frasier ganhou dois horários de reprise, às 7h e às 2h, horário que para uns é muito cedo, para outros muito tarde. Mas Machado diz não se importar. “O sono, com humor e ficção científica a gente despista”.
 
Leia Mais
 
Recomendamos para você