Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 04.07.2013 04.07.2013

Três séries que merecem uma maratona nas férias

Por Willians Glauber
 
Todo fã de série sempre tem aquela temporada mal começada: um episódio aqui, outro ali, mas nunca chegou ao último. Talvez seja porque os personagens não eram cativantes o suficiente ou a história nem era tão empolgante quanto parecia.
 
Mas ao contrário dos seriados que você deixou para trás, os que virão a seguir não só merecem uma chance, como pedem uma maratona. “Séries para fazer maratona não devem ser cansativas ou pesadas; devem ter uma trama intrigante e que impulsione o espectador a ver os próximos episódios”, diz Bruno Carvalho, editor-chefe do site Ligado em Série.
 
THE NEWSROOM
 
The Newsroom, que volta à programação da HBO em julho, é o tipo de série que rima com maratona. O responsável pela trama é ninguém menos que Aaron Sorkin, criador do sucesso West Wing: Nos Bastidores do Poder (que ficou no ar por 7 anos) e roteirista de A Rede Social.  
 
A produção nos apresenta os bastidores de um telejornal político. E antes que você torça o nariz, aqui política e chatice não são sinônimos. Por meio da ficção, a série mostra como fatos que realmente aconteceram (as últimas eleições nos EUA, por exemplo) se tornaram informação e chegaram até as pessoas.
 
A série The Newsroom traz um raciocínio rápido, com análises e críticas embutidas em diálogos ágeis
 
Ao longo dos episódios, acompanhamos a correria que envolve a preparação de um jornal ao vivo, os imprevistos e as diversas situações desconcertantes. Quem protagoniza a série é o veterano do Cinema Jeff Daniels.
    
“O que precisa ser feito são apostas em séries mais curtas, entre 10 e 15 episódios, como já faz a HBO. Estamos em uma época que a TV aberta perde espaço para a TV a cabo”, explica Celso Landolfi, que escreve sobre séries no site LoGGado.
 
Por que merece uma maratona?
 
Os diálogos são rápidos, os raciocínios bastante complexos e ágeis, há muito conteúdo para ser absorvido; por isso, assistir aos episódios em sequência ajuda a contextualizá-lo melhor. Se você piscar o olho, literalmente perderá partes importantes da série.
 
Além disso, ela nos proporciona momentos de “roer unhas”, seguidos daquela curiosidade quase insuportável de querer saber o que vai vir no próximo episódio. Quando você perceber, já assistiu aos dez capítulos da primeira temporada.
 
The Newsroom  
1ª temporada em DVD e na programação da HBO
2ª temporada a partir de 14 de julho, na HBO
 
GAME OF THRONES
 
Game of Thrones traz algo bem diferente do que já foi visto em séries do gênero e com um cuidado especial em todos os detalhes. Adaptar bons livros com esse cuidado também torna uma série bem atrativa”, analisa Leandro Chaves, também do site LoGGado.
 
Ela é uma adaptação para a TV dos cinco livros do autor George R. R. Martin (e mais estão a caminho). O enredo é recheado de mitologia, batalhas, traições, criaturas sobrenaturais e muitas intrigas políticas e sexuais, além de uma enxurrada de mortes.
 
Game of Thrones tornou-se uma das maiores audiências da TV a cabo nos EUA e ganhou fãs por todo o mundo, com uma trama complexa
 
Na série, sete famílias disputam o controle de uma terra chamada Westeros, e elas farão de tudo para chegar até o "trono de ferro".
 
Por que merece uma maratona?
 
Apesar de a produção não estar na categoria das mais leves, a maratona é merecida. A complexidade do contexto em que os personagens são inseridos, o desenvolvimento e o amadurecimento de cada um deles tornam a experiência mais interessante. 
 
A história ganha maior fluidez quando os episódios são vistos sem interrupções. E os roteiristas fazem questão de terminar cada um deles com um recurso que chamam de cliffhanger (em tradução livre, seria "à beira do precipício"). São aqueles momentos que nem as mentes mais criativas imaginariam para a trama e que geram reações espontâneas como “O QUE?” e “NÃO!”.
 
Ainda que os episódios tenham um pouco mais de 1 hora de duração, a maratona não é algo impossível ou maçante. Este repórter que vos escreve fez o teste: como eu não havia assistido à segunda temporada, precisava me atualizar para acompanhar o terceiro ano da série. Foram mais de 10 horas em frente à televisão, e só fui perceber que elas tinham passado quando subiram os créditos do último episódio.  
 
Game of Thrones
1ª e 2ª temporadas em DVD
3ª temporada na programação da HBO
 
THE MIDDLE
 
Já se deparou com aquele personagem que faz você se apaixonar à primeira vista? Isso acontece logo nos primeiros minutos de The Middle. A relação de cumplicidade entre telespectador e personagens começa quando você se depara com Frankie em uma situação um tanto quanto ridícula e, a princípio, impossível de acontecer.
 
The Middle 
 
A partir daí, a vontade de saber como a mãe da família Heck se meteu naquela enrascada fala mais alto. Além de Frankie, quem protagoniza as inúmeras cenas de comédia são: Mike, o pai meio desligado; e os irmãos Axl, o adolescente que adora andar de cuecas e hibernar em seu quarto, e a jovem Sue, que nasceu com o azar incrustado no DNA.
 
Além dos dois, há o caçula Brick, um gênio incompreendido que, entre inúmeras esquisitices, insiste em repetir com um sussurro a última palavra de determinadas frases.
 
Por que merece uma maratona?
 
A resposta é simples: as situações envolvendo a família Heck são tão inacreditavelmente engraçadas, que não se render ao próximo episódio é uma tarefa difícil. 
 
The Middle
1ª, 2ª e 3ª temporadas em DVD
4ª temporada desde 12 de junho na Warner
 
 
 
 
Recomendamos para você