Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Música 15.08.2017 15.08.2017

The Joshua Tree do U2 ganha reedição de 30 anos

U2. O nome é bem pequeno, mas a importância da banda de rock irlandesa para a indústria fonográfica é infinitamente maior. E, de todos os álbuns lançados em seus mais de 40 anos de estrada, nenhum é mais cultuado que “The Joshua Tree“.

O disco, que consolidou a carreira da banda nos Estados Unidos, em 1987, ao lançar nas paradas singles como “With or Without You”, “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” e “Where the Streets Have No Name”, deu ao grupo dois prêmios Grammy (entre eles, o de Álbum do Ano) e vendeu mais de 25 milhões de cópias.

Por conta de tudo isso, “The Joshua Tree” ganha em seus 30 anos uma turnê comemorativa. Ela vai passar pelo estádio do Morumbi, em São Paulo, nos dias 19, 21 e 22 de outubro. E ainda uma edição especial que contém um show realizado no Madison Square Garden em 1987, lados B dos singles e faixas remixadas. Além disso, em sua nova versão, o álbum conta com um livro com fotos feitas pelo guitarrista The Edge no deserto de Mojave, em 1986.

U2 - Live At Glastonbury Festival 2011 - Blu-Ray

U2 - Live At Glastonbury Festival 2011 - Blu-Ray (Cód: 9403145)

R$39,90 em até 1x de R$ 39,90 sem juros Quero este produto

Hinos politizados e rock grandioso

Bono, The Edge, Larry e Adam na capa do álbum The Joshua Three – Foto: Divulgação Universal Music – Anton Corbijn

“As letras de ‘The Joshua Tree’ revelam um mundo parecido com o nosso hoje. A direita em ascensão, um túnel que parecia ter uma luz distante em termos de direitos civis. Em certos países, uma tensão popular. Era um mundo mais reacionário, como resposta aos liberais anos 1970. Assim como hoje passamos por uma investida reacionária por causa do liberalismo dos anos 2000”, contextualiza o crítico musical Rodrigo Salem, correspondente da Folha de São Paulo em Los Angeles.

De acordo com ele, fã da banda desde a adolescência, “The Joshua Tree” é um marco por entregar ao mundo algo que não se via mais naquela época: hinos politizados, rock grandioso de estádio e uma fusão de ritmos norte-americanos que não era repetida desde que os Stones passaram a desbravar os EUA.

“O disco mostrou para os EUA que havia uma fonte de música inesgotável por ali. Ele trouxe de volta aos holofotes gênios como Bob Dylan e BB King“, recorda. E lembrando também que Bono, na época, era apenas um jovem inocente, cheio de ideias para mudar o mundo.

“De certa forma, ele conseguiu, mas também ganhou críticos mais ferrenhos da sua mistura de política e música. Mas quem o entrevistou sabe que a banda em si é muito bem-humorada em relação a tudo isso. Eles se levam bem menos a sério do que a imagem que temos deles.”

U2. Os trabalhos que você precisa conhecer.

Na opinião do crítico, “The Joshua Tree” disputa com outros dois discos do U2 o lugar de mais importante da carreira. E, dos três, foi o primeiro a levar a banda para o topo das paradas. O U2 era a “cara” da década de 1980, com direito a capas na Time e Rolling Stone.

“O segundo álbum é o ‘Achtung Baby!’, que mostrou um grupo não interessado em repetir fórmulas, e o terceiro ‘All That You Can’t Leave Behind’, que restaurou a confiança do U2 depois do ‘POP’, muito atacado pela crítica”, explica Salem. Quem sabe, daqui alguns anos, esses discos também não ganhem turnês e relançamentos especiais?

U2 - The Unforgettable Fire - LP

U2 - The Unforgettable Fire - LP (Cód: 9749377)

R$179,90 em até 5x de R$ 35,98 sem juros Quero este produto
Recomendamos para você