Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Games 11.03.2013 11.03.2013

StarCraft II – Um novo ponto de vista

Por Míriam de Souza
 
Terran, Protoss ou Zerg. Não importa o seu favorito, porque as batalhas vão recomeçar. Dia 12/03, chega às lojas StarCraft II: Heart of the Swarm, primeira expansão de StarCraft II: Wings of Liberty.
Em um ponto distante da Via Láctea chamado Setor Koprulu, três espécies de vida inteligente se enfrentam. Tudo isso começou quando a Terra teve uma crise de superpopulação. A solução encontrada pelos governos foi exilar no espaço criminosos e outras pessoas indesejáveis.
Alguns séculos depois, uma colônia planetária dos Terrans – como foram chamados esses humanos extraterrestres – é atacada por Protoss, uma raça humanoide com poderes psíquicos. Outra ameaça são os Zerg, seres semelhantes a insetos e que atuam sob uma mentalidade coletiva.
 
O jogo que será lançado amanhã é o segundo capítulo do que pretende ser uma trilogia. Wings of Liberty tinha sua história focada nos Terrans, sob o ponto de vista do líder rebelde Jim Raynor. Heart of the Swarm vai mostrar por dentro como funciona o Enxame (Swarm), sociedade dos Zerg. Um terceiro episódio chamado Legacy of the Void, ainda sem previsão de lançamento, mostrará os Protoss mais de perto.
HUMANA, MAS NEM TANTO
 
Dois anos após o fim de Wings of Liberty, o jogador assume controle de Sarah Kerrigan. Ela é uma personagem importante logo no primeiro StarCraft. De origem humana, Kerrigan tem habilidades psíquicas mortais. Depois de ser abandonada em meio ao enxame Zerg, a agente foi infectada e virou um híbrido das duas raças. Com o aumento em seu poder, autointitulou-se Rainha das Lâminas e passou a controlar os Zerg.
 
Imagem de StarCraft II: Heart of the Swarm
Mas a Rainha das Lâminas saiu da ativa, já que Kerrigan voltou à forma humana. Agora, a antiga líder tenta recuperar sua influência sobre os Zerg. Sem sua liderança, os insectoides se dividiram em diversos grupos rivais, e cabe a ela unificá-los. Apenas depois disso a Terran conseguirá vingança sobre Arctutus Mengsk, ditador do Setor Koprulu.
 
O modo single player traz 20 missões de campanha. Nelas, o jogador tem que viajar pela galáxia para fortalecer Kerrigan e a raça Zerg. Esses seres podem se apropriar dos genes de outras espécies para se tornarem mais poderosos. O DNA da antiga Rainha das Lâminas também pode ser manipulado, garantindo habilidades diferentes antes de cada missão com estratégia em tempo real.
Novas armas de guerra são apresentadas no modo multiplayer da expansão. Entre elas, estão os Tempestos Protoss e os Hospedeiros do Enxame. Velhos conhecidos de Wings of Liberty também tiveram updates em suas habilidades. Outras novidades são os sistemas de grupos e clãs, replays de jogo em grupo (reexibição das melhores jogadas de uma partida) e melhorias na interface.
 
O jogo chega às lojas esse mês
 
TAMBÉM PARA LER
 
O livro StarCraft II: Ponto Crítico detalha os acontecimentos entre o final de Wings of Liberty e o começo de Heart of the Swarm. Escrito pela norte-americana Christie Golden, o romance aborda os dois anos que separam os games, mostrando a relação tumultuada entre Jim Raynor e Sarah Kerrigan enquanto estão a bordo da nave Hyperion.
 
15 ANOS DE ESTRATÉGIA EM TEMPO REAL
 
Em março, a série StarCraft completa 15 anos. A desenvolvedora norte-americana Blizzard, influenciada pelo sucesso da franquia Warcraft, começou a elaborar um game de ficção científica em 1995.
 
Ao ser apresentado ao público, StarCraft não chamou muita atenção, pois era muito semelhante ao “padrinho” de sucesso. A comparação não era de todo errada, já que o sistema de jogo usado como base era o de Warcraft II: Tides of Darkness. Foi preciso redesenhar todo o sistema para criar um game mais original.
 
O lançamento foi só em 1998, mas valeu a pena esperar. StarCraft foi o jogo mais vendido para PC naquele ano. Até hoje, é considerado um dos mais influentes games de estratégia em tempo real.
 
StarCraft II: Heart of the Swarm é a primeira expansão de StarCraft II: Wings of Liberty
Um dos motivos disso é o uso de três raças com poderes equilibrados. Os Terrans são adaptáveis e mais simples de controlar. Os Zerg têm unidades com produção extremamente rápida, o que permite atacar por dezenas de frentes. No entanto, elas não são nada resistentes quando comparadas às unidades Protoss – estas, sim, têm um custo de produção maior.
 
Na Coreia do Sul, o sucesso de StarCraft é impressionante. Gamers profissionais dedicam horas e mais horas treinando para competições. Existem dois canais de televisão coreanos (Ongamenet e MBC Game) que transmitem apenas partidas desse tipo, replicando o costume nacional de exibir ao vivo partidas do tradicional jogo de tabuleiro Go. Lim Yo-Hwan, o mais famoso pro gamer da Coreia, chegou a ter um milhão de membros em seu fã-clube.
 
Veja o trailer oficial de StarCraft:
 
 
SERVIÇO:
 
LANÇAMENTO OFICIAL DO GAME STARCRAFT II: HEART OF THE SWARM
 
Quando: 11/03, segunda-feira, 21h
Onde: Saraiva Shopping Center Norte
Mais informações, clique aqui.
 
 
Recomendamos para você