Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

Spin-offs de séries para ficar de olho

Por Thaís Ferreira
Cada vez que uma série acaba, os fãs ficam um pouco órfãos. Os personagens que eram conhecidos se vão. A rotina de esperar por novos episódios e de ficar ansioso por cada começo de temporada também termina. Mas para felicidade de quem não consegue ficar sem seu seriado favorito, é cada vez mais comum que canais e produtoras encomendem spin-offs dos programas de sucesso.
Em alguns casos, a atração principal ainda nem terminou e já são produzidos novos seriados baseados nos elementos ou nos personagens que não tiveram espaço durante a trama.
Angel, derivada de Buffy, A Caça Vampiros; Fraiser, de Cheers; e Private Practice, de Grey's Anatomy, são exemplos de spin-offs que agradaram ao público. No entanto, usar uma fórmula já consagrada não é garantia de sucesso. Joey, spin-off de Friends, durou apenas duas temporadas e não conseguiu satisfazer aos fãs. O mesmo aconteceu com The Lone Gunmen, baseada em Arquivo X e, mais recentemente, com Once Upon a Time In Wonderland, derivada de Once Upon a Time – ambas foram canceladas na primeira temporada.
Entre sucessos e fracassos, o SaraivaConteúdo decidiu consultar os fãs de algumas séries que vão ganhar spin-offs para saber quais são as expectativas para as estreias desses novos seriados. 
BETTER CALL SAUL
Breaking Bad terminou em 2013 e é considerado um dos maiores sucessos recentes da televisão americana. A história de Walter White agradou tanto ao público quanto à crítica: a atração bateu recordes de audiência e foi vencedora de diversos prêmios, entre eles o Globo de Ouro de melhor série dramática. Uma nova produção baseada no seriado entrará no ar: o personagem Saul Goodman (Bob Odenkirk), o advogado trambiqueiro que se torna consultor de White, foi o escolhido para estrelar seu próprio programa.
“Vai ser difícil igualar Breaking Bad, mas o spin-off pode dar certo se a trama for bem amarrada e seguir com a receita que mistura bem drama, realidade crua e toques sutis de comédia”, opina Bruna Eliza de Carvalho, fã da série.
Better Call Saul vai estrear em 2015 nos Estados Unidos e já foi renovada para uma segunda temporada. O seriado vai se passar anos antes de Saul conhecer White. No elenco, além do próprio Bob Odenkirk, estão confirmados Jonathan Banks, que volta a interpretar Mike, e Michael McKean, que interpretará Chuck, o irmão de Saul que também é advogado. Os responsáveis pelo seriado são Peter Gould e Vince Gilligan, autor e produtor de Breaking Bad.
“O Saul é um personagem bastante carismático e que pode ser mais explorado, por isso a nova série tem grandes chances de agradar aos telespectadores”, afirma a fã de Breaking Bad Carine Stein.
 
Cena de Better Call Saul
HEROES: REBORN
Heroes é outra produção de grande sucesso que também ganhará spin-off no próximo ano. A atração, que estreou em 2006, teve quatro temporadas e foi cancelada em 2010, deixando muitas perguntas sem respostas. Heroes: Reborn é uma nova tentativa do criador Tim Kring de resgatar a trama e alguns dos personagens antigos.
As lacunas entre o antigo seriado e o novo serão preenchidas com uma websérie que apresentará os novos protagonistas. A premissa continua a mesma: do dia para noite, pessoas aparentemente comuns descobrem ter poderes especiais.
“As primeiras temporadas de Heroes foram excelentes e, se a nova série seguir a mesma fórmula, tem grandes chances de ser bem-sucedida”, afirma Peterson Cardoso, fã do programa original.
O ator Jack Coleman, que interpretou Noah Bennett, pai da líder de torcida Claire (Hayden Panettiere), é um dos já confirmados no elenco.
CSI: CYBER
Depois de dois spin-offs bem sucedidos, um em Miami e outro em Nova York, é a vez de uma equipe de CSI se concentrar em crimes on-line. CSI: Cyber será estrelada pela atriz Patricia Arquette, conhecida pelo papel principal em Medium. Ela será Avery Ryan, agente especial que comandará a Divisão de Crimes Cibernéticos da cidade de Quantico, Virgínia.
Um episódio-piloto foi exibido em abril deste ano para testar a recepção da audiência. A resposta foi positiva e a atração começou a ser produzida. O enredo será baseado na obra da psicóloga Mary Aiken, especialista em crimes no mundo virtual.
“A franquia CSI já é muito bem-sucedida, e os produtores já sabem como agradar aos fãs, por isso as chances de CSI: Cyber dar certo são grandes. Além disso, a popularidade de Arquette vai ajudar a impulsionar a audiência”, afirma Joyce Martins, fã de CSI.
Confira os bastidores do episódio-piloto:
 
 
THE FLASH
Não é a primeira vez que Flash estrela sua própria série de televisão: houve uma em 1990 e a segunda em 2007; ambas duraram apenas uma temporada. Desta vez, o herói mais rápido dos quadrinhos da DC Comics apareceu primeiro em Arrow, que conta a história do Arqueiro Verde.
As participações começaram na segunda temporada e agradaram aos fãs do seriado: “O ator Grant Gustin foi muito bem durante sua presença no seriado e convenceu no papel de Flash. Vai ser interessante ver como o personagem vai se desenvolver em um programa solo”, afirma Renato Ribeiro, fã de Arrow.
Na mesma linha do seriado do Arqueiro Verde e de Smallville, The Flash vai mostrar a juventude do herói e como ele começa a desenvolver suas habilidades e poderes. Além disso, ele tentará descobrir quem é o assassino de sua mãe.
Assista ao trailer de The Flash, que estreia dia 7 de outubro nos Estados Unidos:
 
 
 
Recomendamos para você