Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Música 30.08.2013 30.08.2013

Sete dias de muita música

Por André Bernardo*
Colaboração: Marcelo Martins da Silva Prado
 
Em sua quinta edição, a versão brasileira do Rock in Rio não para de crescer. Este ano, 153 atrações, nacionais e internacionais, vão se revezar, de 13 a 22 de setembro, nos 5 palcos do festival: mundo, sunset, eletrônica, rock street e street dance.
 
É tanta opção que, até agora, o rapper Flávio Renegado ainda não sabe a que shows vai assistir. “É um show melhor do que o outro”, constata ele, fã de Beyoncé e Justin Timberlake. Se Renegado se apresenta pela primeira vez no Rock in Rio, Guto Goffi participou de três das quatro edições brasileiras do festival. Este ano, o baterista do Barão Vermelho toca no tributo a Cazuza.
 
Das bandas que vão se apresentar por lá, quer assistir ao Iron Maiden, que fecha uma das noites dedicadas ao heavy metal. “Já tentei ir a dois shows da banda no Brasil e, por algum motivo sobrenatural, nunca consegui”, confessa, ansioso. Para que ninguém perca nada, o Almanaque preparou uma prévia da programação, com shows indicados pelos participantes e experts no assunto.
 
OS IMPERDÍVEIS DO FESTIVAL
 
Beyoncé – Eleita artista do milênio pelo Billboard Music Awards em 2011, Beyoncé chega ao Brasil com a “The Mrs. Carter Show World Tour”. Ao lado da The Suga Mama Band, formada só por mulheres, promete levar a plateia ao delírio. Detalhe: o nome da turnê faz alusão ao seu marido, o rapper Jay-Z. Sexta – 13/09
 
Muse – Um “flash mob” em pleno Rock in Rio? Sim, é o que planejam os fãs do Muse. A brincadeira vai rolar na música “Madness”, do álbum “The 2nd Law”, o sexto da banda. “A diversidade de estilos do Muse é impressionante. Em um mesmo álbum, eles vão do pop rock à música clássica”, elogia Henrique Mota, do Muse BR. Sábado – 14/09
 
Justin Timberlake – Justin Timberlake ainda fazia parte do N Sync quando desembarcou pela primeira vez no Rock in Rio, em 2001. Doze anos depois, volta ao Brasil para divulgar seu novo álbum, The 20/20 Experience. “Dos discípulos de Michael Jackson, é um dos mais aplicados”, observa o crítico musical Silvio Essinger, de O Globo. Domingo – 15/09
 
 
Metallica – A banda fundada em 1981, pelo baterista Lars Ulrich, é uma das mais bem-sucedidas do heavy metal. “Os shows do Metallica são sempre ótimos e intensos. É diversão garantida”, salienta o editor-chefe da “Rolling Stone”, Pablo Miyazawa. Quinta – 19/09
 
Alice in Chains – Ao lado dos grupos Nirvana, Soundgarden e Pearl Jam, a banda pode ser considerada uma das maiores representantes do movimento grunge. O novo álbum, The Devil Put Dinosaurs Here, é o segundo após a morte do vocalista Layne Staley, em 2002, substituído por William DuVall. Quinta – 19/09
 
Sepultura + Les Tambours du Bronx – Para o diretor artístico do Palco Sunset, Zé Ricardo, o show do Sepultura, com participação do grupo francês Os Tambores do Bronx, foi a grande aposta de 2011. “Não tinha dinheiro para bancar o show. Fui à sala do Roberto Medina e assumi o risco. Felizmente, deu certo”, recorda. Tão certo que, em 2013, eles repetem a parceria. Quinta – 19/09
 
Bon Jovi – Para festejar os 30 anos de estrada, Bon Jovi pretende percorrer 85 cidades do mundo inteiro. O Rio é uma delas. O show “Because We Can” mistura antigos e novos sucessos. “Assisti ao show deles em Lisboa (Portugal) e posso garantir: é eletrizante!”, afirma Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio. Sexta – 20/09
 
Bruce Springsteen – A turnê do “The Boss” foi a segunda mais lucrativa de 2012. Na estrada com a “Wrecking Ball Tour” – título de seu 17º álbum –, Bruce gosta de shows com mais de três horas de duração e de revisitar todas as fases da carreira. “Pela importância histórica, é um show imperdível”, frisa André Barcinski, crítico do jornal “Folha de S. Paulo”. Sábado – 21/09
 
Iron Maiden – Das atrações internacionais que já tocaram no evento, a “Donzela de Ferro” é uma das mais assíduas. Desde que tocou na primeira edição do festival, já voltou ao Brasil nove vezes. Para o deleite dos fãs, o fundador do Iron, Steve Harris, promete ressuscitar antigos sucessos. “É sempre bom ver os mestres de perto”, brinca o guitarrista do Sepultura, Andreas Kisser. Domingo – 22/09
 
Rob Zombie – Cineasta nas horas vagas, Robert Bartleh Cummings vem ao Brasil para divulgar seu novo trabalho, Venomous Rat Regeneration Vendor. “A presença de palco do Rob é simplesmente arrebatadora”, elogia Régis Tadeu, blogueiro do site Yahoo! Quinta – 19/09
 
 
ENCONTROS PODEROSOS NO PALCO
 
O Poeta Está Vivo – Um tributo a Agenor de Miranda de Araújo Neto, o Cazuza, que morreu em 1990, abre a quinta edição do festival. A homenagem vai contar com participação de Maria Gadu, Rogério Flausino e Paulo Miklos. Ney Matogrosso vai cantar “O Tempo Não Para” e Bebel Gilberto, “Preciso Dizer que Te Amor”. A curadoria é de Frejat. “Por si só, a abertura do festival já é emocionante. Relembrando Cazuza, então, vai ser de tirar o fôlego”, aposta Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio. Sexta – 13/09
 
Maria Rita + Selah Sue – Ganhadora de seis prêmios Grammy Latino, Maria Rita recebe a cantora e compositora belga Selah Sue, autora dos singles “Raggamuffin” e “Crazy Vibes”. “Além da Alicia Keys e do John Mayer, também gosto muito da Maria Rita e Selah Sue”, enfatiza o cantor Ivan Lins. Sexta – 13/09
 
Viva a Raul Seixas – Nos 40 anos de lançamento de Krig-ha, Bandolo!, o primeiro álbum do Raulzito, Detonautas, Zeca Baleiro e Zélia Duncan se unem para homenagear o eterno “Maluco Beleza”. “Vamos tocar os clássicos, mas também alguns lados B para quem conhece bem o trabalho do grande mestre”, adianta Tico Santa Cruz. Sábado – 14/09
 
George Benson + Ivan Lins – Um dos mais elogiados shows da primeira edição do Rock in Rio, em 1985, George Benson e Ivan Lins está de volta, 28 anos depois. “Não é todo dia que rola um encontro desses, é show classe A!”, afirma Fernanda Abreu. Domingo – 15/09
 
Nando Reis + Samuel Rosa – E lá se vão 17 anos desde que Nando Reis e Samuel Rosa compuseram sua primeira música juntos: “É Uma Partida de Futebol” para o álbum Samba Poconé, do Skank. De lá para cá, vieram muitas outras. “Eu e o Samuel quase não fazemos shows juntos. Só em ocasiões especiais”, diz Nando. Domingo – 15/09
 
Ben Harper + Charlie Musselwhite – Os dois se conheceram em 1997, na gravação de um disco do lendário John Lee Hooker. Mas levaram 16 longos anos até gravarem seu primeiro álbum juntos, Get Up!, de 2013. “Musicalidade altíssima em raro encontro”, enaltece Pedro Só, editor da revista “Billboard”. Sexta – 20/09
 
Gogol Bordello + Lenine – Não é de hoje que Zé Ricardo, o curador do Palco Sunset, tenta levar Lenine ao Rock in Rio. Finalmente, o sonho virou realidade. O cantor divide o palco com a banda punk cigana formada por integrantes de vários países. Sábado – 21/09
 
Moraes Moreira + Pepeu Gomes + Roberta Sá – O guitarrista Pepeu Gomes é o único artista brasileiro a tocar nas quatro edições do Rock in Rio. Em sua quinta participação, recebe Moraes Moreira e Roberta Sá. “Sou fã da Roberta e será um privilégio assistir a um show dela com esses dois mestres da MPB”, destaca a cantora Mallu Magalhães. Sábado – 21/09
 
 
PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL
Alicia Keys – Premiada 14 vezes pelo Grammy, Alicia Keys lançou, em 2012, o álbum “Girl on Fire”, que estreou em primeiro lugar na “Billboard Top 200”. Por aqui, a faixa-título fez parte da trilha sonora da novela “Salve Jorge”, da TV Globo. “Nos últimos anos, Alicia vem gravando álbuns de maior apelo pop. A turnê ‘Set the World on Fire’ vai ser bem interessante”, crê Mauro Ferreira, crítico do jornal O Dia. Domingo – 15/09
 
Ghost B.C. – Desde o lançamento do álbum Opus Eponymous em 2010, o Ghost já angariou admiradores famosos, como James Hetfield, do Metallica. O sexteto sueco chama a atenção pelo visual encapuzado de seus integrantes, os autodenominados “bestas sem nome”. Já o vocalista atende pela alcunha de “Papa Emeritus”. Quinta – 19/09
 
Nickelback – A banda canadense surgiu em 1995 e, desde então, já lançou sete álbuns. O mais recente, Here and Now, foi lançado em 2011. Um dos sucessos da banda é a canção “How You Remind Me”, já regravada pela também canadense Avril Lavigne, mulher do vocalista Chad Kroeger. Sexta – 20/09
 
John Mayer – A lista de exigências ecologicamente corretas do cantor foi o que mais chamou a atenção dos organizadores do Rock in Rio. Entre outras coisas, ele pediu cestas de lixo para reciclagem. Mayer traz a turnê “Born and Raised”, título de seu quinto álbum de estúdio, de 2012. Sábado – 21/09
 
Phillip Phillips – Você pode até não associar o nome à pessoa, mas Phillip Phillips foi o vencedor da 11ª edição do “American Idol”. Logo após ganhar o reality-show, emplacou seu primeiro single, “Home” e lançou o álbum, The World From the Side of the Moon. Sábado – 21/09
 
Flávio Renegado + Orelha Negra – O que esperar do inusitado encontro de um rapper mineiro com um grupo instrumental português? “Tudo”, garante Renegado. “Conhecia o trabalho, mas não sabia quem eram. Eles também gostam de misturar sons e linguagens”, elogia o cantor. Sexta – 13/09
 
 
 
OS 30 ANOS DO ROCK IN RIO
 
Em 2015, a primeira edição do Rock in Rio vai completar 30 anos. Pensando nisso, o Almanaque perguntou a um timaço de jornalistas e críticos musicais: se pudessem escolher os “headliners” da próxima edição do festival, quem escolheriam? Confiram as respostas abaixo:
 
Robbie Williams
(Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio)
 
Gilberto Gil e Carlos Santana
(Zé Ricardo, diretor artístico do Palco Sunset)
 
Rolling Stones, Hermeto Pascoal e Steely Dan
(Antônio Carlos Miguel, crítico musical e blogueiro do site G1)
 
The Who, Van Halen, David Guilmour e Allman Brothers
(Régis Tadeu, jornalista e blogueiro do site Yahoo!)
 
The Who e Lobão
(Jamari França, jornalista e blogueiro do site O Globo)
 
Al Green, Leonard Cohen e Smokey Robinson
(Pedro Só, editor da revista "Billboard")
 
Adele
(Mauro Ferreira, crítico musical do jornal "O Dia")
 
Dire Straits
(Guilherme Bryan, autor de "Quem Tem Um Sonho Não Dança")
 
Led Zeppelin, Pink Floyd, Paul McCartney e Van Halen
(Pablo Miyazawa, editor-chefe da revista "Rolling Stone")
 
 
Leonardo Cohen, Radiohead, Portishead e Nick Cave
(André Barcinski, crítico do jornal "Folha de S. Paulo")
 
*Matéria publicada na edição n°88 do Almanaque Saraiva – Setembro 2013
 
 
Recomendamos para você