Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 27.06.2013 27.06.2013

Séries de ficção e comédia para ficar de olho na próxima temporada

Por Willians Glauber
 
Nesta Fall Season de 2013/2014 (de setembro a maio), serão 48 séries novas estreando na TV aberta dos EUA. Da temporada passada, 38 produções se despediram da telinha, entre encerramentos e cancelamentos.

Por conta disso, o SaraivaConteúdo decidiu mostrar quais as opções entre comédia e ficção que merecem um voto de confiança. Seja pelo enredo, pelo elenco, por quem está nos bastidores ou simplesmente pela promessa de se tornar uma nova sensação da TV.

 
GRANDES NOMES NAS COMÉDIAS
Das comédias que chegaram para a temporada 2012/2013, apenas Mindy Project e The Neighbors ganharam a segunda temporada. Este ano, os canais decidiram apostar na força do elenco para trazer a audiência de volta à TV, em vez de inovar os roteiros.
 
“As sitcoms com apelo familiar predominaram, provavelmente cobiçando o sucesso de Modern Family. A pouca criatividade é relativamente compensada com o elenco. Afinal, o grande trunfo dessa nova demanda é a quantidade de atores e atrizes de volta às telas”, analisa Marco Aurélio Agnese, que escreve sobre séries para o site Loggado.
 
The Crazy Ones
 
The Crazy Ones traz de volta à telinha ninguém menos que Robin Williams, que não faz parte do elenco regular de uma série desde 1982, quando encerrou a quarta temporada de Mork & Mindy.
 
Na nova série, Williams será pai de Sydney (vivida pela atriz Sarah Michelle Gellar, sempre lembrada como Buffy, a caça-vampiros). Os dois trabalham juntos numa agência de publicidade: ele é dono do lugar e não leva as coisas muito a sério; já ela quer fazer de tudo para se tornar reconhecida no meio.   
 
 
Sean Saves the World
 
Sean Hayes é outro que ganha uma série pra chamar de sua. Desde que Will & Grace terminou, em 2006, o ator não conseguiu emplacar outro personagem que fizesse tanto sucesso quanto seu inesquecível Jack.
 
Em Sean Saves the World, ele interpreta o personagem Sean, um pai gay que se vê obrigado a morar com sua filha adolescente. O humor físico e as tiradas à la Jack tomarão conta da comédia, que promete tirar boas gargalhadas do público.
 
 
Mom
 
“Na comédia, eu aguardarei a estreia da nova série do Chuck Lorre para a CBS, Mom, que traz para a TV a atriz Anna Faris”, diz Toni Izidoro, administrador do site Séries Conteúdo.
 
A relação conturbada de três gerações de mães e filhas é o mote de Mom, fruto da mente de Lorre, criador de séries como Two and a Half Men, The Big Bang Theory e Mike & Molly.
 
Em Mom, Anna Faris dá vida a Christy, uma ex-alcoólatra que tenta se manter sóbria e cuidar, sozinha, do casal de filhos. Sua mãe, que é ex-viciada, é apenas uma de suas dores de cabeça.
 
A atriz ficou conhecida por suas participações na franquia de filmes Todo Mundo em Pânico. Ela havia feito algumas aparições em séries antes, mas essa é sua primeira protagonista em uma produção para a TV.
 
 
Super Fun Night
 
Mas as situações engraçadas não acontecem apenas entre pais e filhos. Uma reunião entre amigas, por exemplo, pode render boas risadas. Principalmente se for protagonizada por Rebel Wilson, que roubou a cena como a colega de quarto chata de Kristen Wiig em Missão Madrinha de Casamento.
 
FICÇÃO PARA OS AMANTES DO GÊNERO
“As produções que envolvem o nome de J. J. Abrams sempre são badaladas e geram uma certa expectativa”, explica Eduardo Silva, que também escreve para o site Loggado.
 
Almost Human
 
Ele está falando de Almost Human, série cuja história trata de policiais que, em 2048, contam com a ajuda de robôs para manter a segurança das cidades. Mas um desses androides, em especial, parece ter as características emocionais de um humano.    
 
Abrams é ninguém menos que o criador das séries Lost e Fringe, além de produtor executivo de Person of Interest e Revolution. Para muitos, seu nome entre os créditos já é motivo suficiente para dar uma chance a qualquer produção.
 
 
Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D.
 
J. J. Abrams à parte, uma das produções mais aguardadas da próxima temporada (se não a mais aguardada) é Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. Para quem não ligou a sigla ao filme, S.H.I.E.L.D. é a agência secreta vista no longa The Avengers – Os Vingadores.
 
A série será uma espécie de continuação do filme. Na história, após a luta em Nova York, a S.H.I.E.L.D. passa a investigar as pessoas com superpoderes.
 
 
AS QUE TÊM FORTES CHANCES DE SOBREVIVER
O SaraivaConteúdo conversou com Fábio Lins, diretor do site Viciado em Série. Ele conta quais são suas apostas e quais séries podem sobreviver e conquistar audiência suficiente para uma possível renovação.
 
“Existem séries que virão pra ficar, como Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.”, diz Lins. Ele também aponta os spin-offs Once Upon a Time in Wonderland e The Originals como possíveis sucessos da temporada 2013/2014.
 

“Eu estou apostando em Dracula, uma premissa conhecida, mas eficaz; Almost Human, um drama sci-fi dos competentíssimos J. J. Abrams e J. H. Wyman; e Intelligence, uma espécie de série policial evoluída, protagonizada por Josh Holloway (o Sawyer de Lost)”, conclui. 

 
 
 
 
Recomendamos para você