Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 17.03.2014 17.03.2014

Série ‘Believe’ tem Alfonso Cuarón e J.J. Abrams nos bastidores

Por Willians Glauber
 
A partir de 19 de março, às 20 h, quem estiver assistindo ao canal a cabo Warner verá o resultado do trabalho conjunto de Alfonso Cuarón e J.J. Abrams, que estão por trás do novo seriado Believe.
 
Na trama, Bo tem 10 anos e seus poderes de levitação, controle da natureza, visão do futuro e telecinese só aumentam, porém a menina não consegue controlá-los totalmente.
 
Desde bebê, seus dons sempre despertaram o interesse de forças maléficas, que querem usá-los para controlar o planeta. Com o objetivo de protegê-la, o personagem Tate, um ex-prisioneiro fugitivo da cadeia, terá que levar a garota a uma aventura por diferentes cidades para fugir de quem os persegue.
 
A série foi criada por Cuarón (que divide o crédito da ideia com Mark Friedman) e quando Abrams, que é produtor executivo da série, ouviu a premissa da história, logo percebeu que precisava ver aquilo na TV. Detalhe: os dois se conhecem há 20 anos.
 
O PILOTO DE BELIEVE
Tanto Cuarón quanto Abrams possuem características próprias como idealizadores de conteúdo audiovisual. O SaraivaConteúdo já assistiu ao piloto da nova série, e realmente as particularidades de cada um são perceptíveis.
 
“Em termos de estilo narrativo, a principal característica de Abrams é a ‘caixa mágica’, sempre existe um mistério, algo a ser desvendado ou que funcione como catalisador para a história. No caso de Believe, saber o que aconteceu com os protagonistas deve ser a caixa mágica do momento”, explica Fábio M. Barreto, jornalista, diretor e autor do romance Filhos do Fim do Mundo. Ele mora em Los Angeles e já entrevistou J.J. Abrams quatro vezes.
 
O primeiro episódio da série foi escrito e dirigido por Alfonso Cuarón, cujas marcas registradas como diretor e roteirista também são nítidas no desenrolar das cenas. “O ponto mais forte de Cuarón é o dinamismo que impõe a seus longas, conseguindo criar situações catastróficas ou intensas. Sendo visionário em temas já batidos por outros diretores, mas colocando sua visão”, destaca Anderson Vidal, colaborador do site Blah Cultural.
 
“Acredito que sua principal característica seja o lado sombrio que entrega em seus trabalhos”, complementa Vidal.
 
A série Believe é o 12º seriado já produzido por Abrams e o segundo trabalho de Cuarón para a TV
CUARÓN E SEUS FILMES
Ter uma série com o nome de Alfonso Cuarón nos bastidores é algo que pode agregar grande valor qualitativo a uma produção para a TV, ainda mais depois que o diretor, roteirista e produtor mexicano ganhou o Oscar por seu trabalho de direção no filme Gravidade, mérito que também foi reconhecido com um Globo de Ouro.
 
Cuarón tem um currículo de longas-metragens benquistos pela crítica. O primeiro que dirigiu foi A Princesinha, de 1985, produção pela qual recebeu o prêmio de Nova Geração da Academia de Críticos de Filmes de Los Angeles.
 
Em 2003, o mexicano foi indicado ao Oscar pela primeira vez, resultado do seu trabalho como corroteirista (dividindo os créditos pelo roteiro com seu irmão Carlos Cuarón) do filme E Sua Mãe Também, que foi dirigido por Alfonso.
 
Os dotes de Cuarón como roteirista – e editor – foram coroados mais uma vez com duas indicações ao Oscar em 2007, pelo filme Filhos da Esperança, dirigido por ele e que ao todo ganhou 28 prêmios.
 
Alfonso Cuarón (esquerda) recebeu há pouco tempo o Oscar de Melhor Diretor pelo filme Gravidade. Já Abrams (direita) é produtor de quatro séries na TV aberta dos EUA; Believe será mais uma de suas investidas no gênero de ficção científica 
 
ABRAMS E SUAS SÉRIES
Comparado a Cuarón, Abrams tem um currículo quilométrico quando o assunto é produções para a TV. Sem precisar de muitas apresentações, seu nome é sempre relacionado a Lost, série de mistério que se tornou um hit no mundo todo quando estreou, em 2004.
 
“Um produtor e criador é medido pela quantidade de sucessos. Das séries mais recentes, apenas Undercovers e Alcatraz não deram muito certo; logo, ele tem um histórico favorável por saber identificar o público e entregar o que ele pede. Não é fácil encontrar alguém com tantos acertos por aqui [em Los Angeles]”, analisa Barreto.
 
E no quesito produção executiva de séries, se tem alguém que entende do assunto é Abrams: ao todo, já produziu 12 seriados. Hoje, ele é produtor executivo de quatro dramas que estão na grade de programação de canais abertos dos EUA: além de Believe, há Revolution, Person of Interest e Almost Human.
 
Assista ao trailer de Believe:
 
 
Recomendamos para você