Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Filmes e séries 26.09.2017 26.09.2017

Saulo Vasconcelos: rei dos musicais fala sobre o beijo na ficção

Beijos famosos da ficção por Saulo Vasconcelos

Não há exagero em chamar Saulo Vasconcelos de “rei dos musicais” no Brasil. Aclamado por público e crítica, já foi o protagonista de várias temporadas brasileiras de sucessos da Broadway. Interpretou a Fera em “A Bela e a Fera”, o Fantasma em “O Fantasma da Ópera”, Sam Carmichael em “Mamma Mia” e vários outros, em duas décadas de carreira.

O musical é um formato de espetáculo desafiador para muitos atores. Além de interpretar, é preciso saber cantar, mantendo a voz potente e afinada todas as noites. Saulo Vasconcelos atuou em produções originais, que traziam o mesmo padrão técnico dos musicais exibidos na Broadway, com a única diferença das letras das canções, que tinham versões em português.

Nessa entrevista exclusiva para o blog da Saraiva, Saulo Vasconcelos nos falou sobre um tipo de cena que exige muito de atores e atrizes, o beijo técnico. Nos contou ainda sobre quais foram as cenas de beijo mais impactantes que ele já fez no palco, além das suas cenas preferidas desse estilo no cinema, TV e literatura.

Saulo Vasconcelos: como é o beijo técnico perfeito.

“O beijo cênico é um trabalho que envolve fatores abstratos e subjetivos, como o amor e o tesão, e deve ser feito com muito carinho e respeito. Para a cena ser perfeita, não pode faltar a ilusão corpórea da paixão, o toque, o fogo, a sensualidade. É por isso que eu friso muito a questão da ética entre os atores em cena. Devemos criar a ilusão de paixão, sem ferir a intimidade do colega. ”

Na pele do personagem, sentindo o que ele sente

Apesar de todo o profissionalismo e da ética envolvidas em uma cena de beijo técnico, uma das características do trabalho de um ator é entrar no personagem, sentir o que ele sente. Por isso, perguntamos a Saulo como ele analisaria os sentimentos dos personagens em duas de suas mais famosas interpretações. Confira:

1- A Bela e a Fera. No papel da Fera, percebo que ele é transformado pela presença dela. Mesmo com toda a turbulência, violência e drama em que Bela conhece a Fera, eles se apaixonam de uma maneira bonita, e ela o transforma em uma pessoa digna de ser amada. Então, o papel do beijo, nessa história, tem a ver com redenção e segunda chance.

2- O Fantasma da Ópera. No papel do Fantasma, posso assegurar que o beijo que Cristine deu não foi nada romântico, mas de compaixão, para provar que não tinha nojo dele. Foi transformador. Ajudou o Fantasma a compreender que não podia forçar Cristine a viver um amor que ela não podia dar. Então, ele a manda ir embora, como um gesto de amor.

Finalmente, pedimos que Saulo nos falasse sobre as suas cenas preferidas de beijo, em filmes, literatura e televisão. Confira:

 

Cinco beijos famosos do cinema, na opinião de Saulo Vasconcelos

1 – Uma Linda Mulher – O beijo de Vivian Ward (Julia Roberts) e Edward Lewis (Richard Gere), seguramente foi muito aguardado. Na época, Brasília, que é a cidade de onde eu venho, tinha poucos cinemas, e o filme bateu o recorde de tempo em cartaz.

2 – Diário de uma Paixão Noah Jr. (Ryan Gosling) e Allie Hamilton (Rachel McAdams) me deixaram impressionado com seu beijo. É um dos meus filmes românticos favoritos. Gostei muito daquele casal, porque rolou muita química entre os dois.

3 – Feitiço do Tempo – Adoro a transformação de sentimento que aconteceu no beijo de Phil (Bill Murray) e Rita (Andie MacDowell). A princípio, ele só queria seduzir e insistiu, primeiro, na malandragem, porque era arrogante. Mas ele estava preso em um feitiço do tempo, e revive todos os dias o mesmo dia. Quando o feitiço é quebrado, a gente fica aguardando o beijo. Quando acontece, Phil realmente se conecta com Rita e se apaixona profundamente.

4 – A Bela e a Fera – Tenho um carinho muito especial pelo beijo de redenção do filme, que estreou no cinema, em 1946, e, de lá para cá, já ganhou pelo menos 12 versões, sendo a última, um live action. Você quer que a maldição da Fera seja quebrada e que se transforme em príncipe, porque entende que a Fera merece aquele beijo.

5 – A Proposta   O carinho e o amor que começa a rolar entre Margaret Tate (Sandra Bullock) e Andrew Paxton (Ryan Reynolds) depois do beijo que era para ser “falso”, diante de toda a família, é muito impressionante. Eles vão se apaixonando depois desse primeiro beijo, e ainda tem um beijo, no final, que consolida a paixão dos dois.

A Bela e A Fera - Blu-Ray 3D

A Bela e A Fera - Blu-Ray 3D (Cód: 9712848)

R$79,90 em até 2x de R$ 39,95 sem juros Quero este produto

Saulo Vasconcelos indica cinco beijos famosos da literatura

1 –  Romeu e Julieta (William Shakespeare), que é meu clássico preferido. Tem drama, tem morte no final, é maravilhoso.

2 – O Grande Gatsby (F. Scott Fitzgerald). O beijo de Jay Gatsby e Daisy Buchanan. O enigmático e mega -poderoso milionário fica desconsertadíssimo na frente de linda Daisy, de um jeito surpreendentemente encantador.

3 –  A Culpa É das Estrelas (John Green). O beijo de Hazel Grace e Augustus Waters começa no olhar, quando ele fita os olhos dela na reunião do grupo de apoio aos doentes de câncer. Quando o beijo acontece, é de um outro tipo, com muita ingenuidade, carinho, amor, dedicação pelo drama que o outro está vivendo. Existe uma compreensão absurda que torna o beijo inesquecível.

4 – Um Dia (David Nicholls). Eu adoro o beijo de Dexter Mayhew e Emma Morley, que aconteceu em 15 de julho de 1988, no mesmo dia em que se conheceram e ficaram juntos. Foi o suficiente para brotar um amor inesquecível.

5- E o Vento Levou (Margaret Mitchell). Gostei mais da descrição desse beijo entre Scarlett O’Hara e Rhett Butler no livro do que no filme. Memorável! Antes do beijo, Rhett diz: “você precisa ser beijada por alguém que sabe como beijar, é isso o que você precisa!” Ele tem uma pegada muito bacana, cheia de paixão e sensualidade.

Romeu E Julieta

Romeu E Julieta (Cód: 9360359)

R$56,00 em até 1x de R$ 56,00 sem juros Quero este produto

Beijos famosos na televisão, por Saulo Vasconcelos

1 – Lost: Os beijos de Kate (Evangeline Lilly) e Sawyer (Josh Holloway). O “clima” começa com uma chantagem que exigia um beijo, e ela cedeu. Foi muito fogoso esse beijo. Os dois têm uma relação de amor e ódio e a gente fica esperando que eles fiquem juntos por causa do apelo da química entre eles.

2 – Sex and the City: Adoro os beijos de reconciliação de Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) e Mr. Big (Chris Noth), porque eles brigam e se reconciliam direto.

3 – Friends: O beijo mais aguardado de todos foi o de Ross Geller (David Schwimmer) e Rachel Green (Jennifer Aniston). Eu comprava o VHS para assistir à série, porque não conseguia esperar sair na televisão. E eu aguardava muito o beijo entre o Ross e a Rachel.

4 – Arquivo X: Depois de quase sete temporadas, eu queria muito um episódio em que os personagens Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson) se beijassem. E então tivemos essa cena no episódio “Millennium”, quando finalmente os agentes se deixaram levar pela tensão que havia entre eles desde o início. Não foi nada muito quente, mas foi interessante.

5 – Amor à Vida: Essa novela apresentou um beijo muito importante para a história da televisão, que aconteceu entre Félix Khoury (Mateus Solano) e Nicolas Corona, o Niko (Thiago Fragoso). Foi um dos primeiros beijos gays da TV brasileira. E foi muito impactante, em uma cena delicada e cheia de respeito. Também foi importante pela mensagem de tolerância e aceitação às pessoas como elas são.

DVD Friends - 1ª Temporada - 4 Discos

DVD Friends - 1ª Temporada - 4 Discos (Cód: 118442)

R$49,90 em até 1x de R$ 49,90 sem juros Quero este produto
Recomendamos para você