Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Games 19.08.2013 19.08.2013

Sam Fisher volta muito mais violento para ‘Splinter Cell: Blacklist’

Por Guilherme Machado
 
Sam Fisher está de volta para o sétimo jogo da franquia Tom Clancy’s Splinter Cell após o Splinter Cell: Blacklist ser anunciado durante a conferência da Microsoft na E3 2012.
 
O primeiro game da franquia, lançado em 2002, foi bastante comparado ao Metal Gear Solid pelo estilo de espionagem e cautela, mais conhecido como stealth. Desde então, o protagonista Sam Fisher foi abraçado pelo público e Tom Clancy continuou a escrever suas tramas de sucesso.
 
O game será lançado nos Estados Unidos no dia 20/08 e aqui no Brasil deve chegar às lojas no começo de setembro para PS3, Xbox 360, PC e WiiU.
 
TOTALMENTE EM PORTUGUÊS
 
Uma das grandes novidades de Splinter Cell: Blacklist é que será totalmente em português do Brasil, desde os menus até as legendas e vozes dos personagens.
 
A Ubisoft é uma empresa que cada vez mais investe no público brasileiro, trazendo jogos em português e reduzindo os preços em comparação a outros títulos no mercado. Essa medida fortalece o cenário gamer no país e pode servir de incentivo para que outras desenvolvedoras apostem suas fichas no Brasil.
 
ENREDO
 
A narrativa parte do momento em que a presidente dos Estados Unidos extingue a unidade chamada Third Echelon e a substitui pela Fourth Echelon, que é composta por uma equipe de elite de diferentes agências.
 
Sam Fisher acaba sendo convocado para liderá-la e essa unidade tem como missão eliminar um grupo de doze terroristas que ameaçam a segurança do país com o projeto que chamam de “Blacklist”.
 
JOGABILIDADE VIOLENTA
 
O game promete ser um dos mais violentos da série, mesmo depois da polêmica que ocorreu na apresentação do jogo na E3. O trailer despertou incômodo em alguns críticos, pois possuía cenas fortes de tortura e isso acabou fazendo com que a desenvolvedora as retirasse do produto final.
 
Blacklist traz um novo sistema chamado “Killing in Motion” (matando em movimento), que consiste na possibilidade de o jogador marcar diversos inimigos e executá-los perfeitamente em apenas um movimento enquanto corre.
 
Outro mecanismo implementado é o de diferentes estilos de jogo a serem adotados. Por exemplo, no modo Ghost, devemos ser o mais stealth possível, passando despercebidos pelo cenário e matando os inimigos um a um em silêncio. Já o modo Panther é recomendado a quem curte violência e gosta de sair atirando para todos os lados sem a preocupação de ser descoberto.
 
Dessa maneira, cria-se uma atmosfera especial para cada um, dando liberdade para seguir da forma que quiser.
 
O game promete ser um dos mais violentos da série

MODO MULTIPLAYER

 
Para a alegria dos fãs, o modo “Spies vs. Mercs” estará de volta em Splinter Cell: Blacklist. O modo online conta com dois times: Mercs (mercenários) e Spies (espiões).
 
Os espiões serão sorrateiros em ambientes escuros e contarão com apetrechos para matar os inimigos sem revelar suas posições. Já os mercenários terão armamento pesado, serão menos ágeis que os espiões, porém mais fortes.
 
Um conceito simples de modo multiplayer, mas que com certeza fará com que a vida útil do game se prolongue por muito mais tempo.
 
Modo online
 
 
EXPECTATIVA ALTA DOS FÃS
 
Para os dois gamers de São Paulo, a chegada do jogo no Brasil nunca foi tão aguardada. Guilherme, 17, é fã de Splinter Cell desde a época do Chaos Theory e se diz impaciente para poder jogar o novo título: “Sam Fisher, assim como o Snake do Metal Gear, é um dos meus personagens favoritos, pois amo jogos de espionagem e stealth. Com certeza, Blacklist promete!”
 
Rafael, 19, não vê a hora de testar o modo on-line que, segundo ele, está fantástico e diferente de tudo que já se viu anteriormente na série: “Só de saber que posso utilizar o stealth no modo multiplayer sem ser prejudicado por ser vulnerável é uma coisa sensacional!”
 
BRINDE EXCLUSIVO NA COMPRA DO JOGO PARA PS3
 
Blacklist só chega às lojas no começo de setembro, mas quem fizer a pré-compra no site da Saraiva da edição Black Signature para PS3 ganhará um box metálico exclusivo do jogo.
 
A edição especial Black ainda conta com extras, como uma arma tática com flechas de gás, uma roupa que permite a Sam Fisher carregar mais apetrechos e um rifle silenciado especial.
 
Trailer do jogo
 
 
 
 
Recomendamos para você