Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 21.12.2011 21.12.2011

Retrospectiva: destaques do ano na literatura estrangeira em 2011

Por Cintia Lopes
Capa do livro Um Dia baseada na adaptação para o cinema
Se, nos anos anteriores, vampiros e bruxos dominavam a lista dos livros mais vendidos e comentados, neste ano de 2011 fica claro que a preferência do público mudou.
 
Nada de tramas sobrenaturais. Pelo contrário. Tanto que os romances invadiram as prateleiras das livrarias e reconquistaram uma posição de destaque, ao lado das publicações de suspense.
 
Dois jovens autores – o inglês David Nicholls (Um Dia) e o americano Nicholas Sparks (Um Homem de Sorte) – foram responsáveis pela mudança no perfil do segmento de literatura estrangeira.
Outros autores que conseguiram manter a fidelidade dos fãs em 2011 foram George R.R. Martin, Rick Riordan e Suzanne Collins. Os aficionados por séries de aventuras elegeram como favoritos A Tormenta de Espadas, o terceiro volume da coleção As Crônicas de Gelo e Fogo, O Trono de Fogo, da coleção As crônicas dos Kane, e A Esperança, da trilogia de Jogos Vorazes, da Rocco, respectivamente.
 
Os livros também tiverem grande aceitação, principalmente entre o público jovem. É claro que parte do sucesso de vendas se deve à exibição no cinema e na tevê. As editoras não negam que a prática ajuda, e muito, na repercussão do livro e reflete automaticamente na vendagem dos títulos.
Já Rick Riordan, que despontou para o sucesso após o lançamento da bem-sucedida série Percy Jackson, investiu novamente no mix de aventura e mitologia em O Trono de Fogo. A saga  vendeu 1,5 milhão de exemplares até agora e continua acumulando fãs.
Além das séries, os livros de suspense e policiais conquistaram uma grande fatia do público. O craque Harlan Coben, autor de mais de 20 títulos e que acumula 50 milhões de livros vendidos no mundo, vigorou nas listas com os livros Quebra de Confiança e Alta Tensão, ambos editados pela Sextante.
 
O elogiado Cemitério de Praga, de Umberto Eco, muito bem recebido entre a crítica, também apresenta uma trama de suspense recheada de assassinatos e complôs.
 
Confira abaixo a seleção dos principais lançamentos de literatura estrangeira de 2011 que o SaraivaConteúdo preparou para você.
 
Um Dia, de David Nicholls
 
Com uma narrativa original, David Nicholls arrematou os fãs com a história de encontros e desencontros entre Emma e Dexter. Eles iniciam uma amizade para a vida toda após passarem a noite de formatura juntos, no dia 15 de julho de 1988. Nas duas décadas seguintes, a data será sempre lembrada pelos dois, juntos ou separados. O livro editado pela Intrínseca no Brasil atingiu a marca de 80.000 exemplares vendidos e, sem dúvida, foi um dos grandes lançamentos do ano.
 
Um Amor Para Recordar, Nicholas Sparks
 
O autor Nicholas Sparks entre suas publicações
 
Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort no ano de 1958 quando conhece Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja e última pessoa na cidade por quem pensava em se apaixonar. Mas uma reviravolta do destino faz de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais é a mesma.
A Tormenta de Espadas, George R.R. Martin
 
 
Depois de trabalhar por dez anos como escritor e produtor de várias séries nos Estados Unidos, George R.R. Martin começou a escrever em meados dos anos 90 a saga de As Crônicas de Gelo e Fogo, iniciada pelo best-seller A Guerra dos Tronos. Em A Tormenta de Espadas, o terceiro livro da série, os Sete Reinos estremecem com a chegada dos temíveis selvagens pela Muralha. Numa maré interminável de homens, gigantes e terríveis bestas, Jon Snow – que está entre eles – se divide entre sua consciência e o papel que é forçado a desempenhar. As Crônicas de Gelo e Fogo inspirou a série exibida na HBO.
O Trono de Fogo, Rick Riordan
 
 
Na segunda parte da série As Crônicas dos Kane, os irmãos Carter e Sadie enfrentam vários desafios desde que os deuses do Egito Antigo foram libertados. Descendentes da Casa da Vida, ordem secreta que remonta à época dos faraós, os dois têm poderes especiais, mas ainda não os dominam por completo. Eles correm contra o tempo depois que o maléfico Apófis se ergue. Para terem alguma chance de derrotar as forças do caos, os irmãos vão precisar da ajuda de Rá, o deus sol.
 
O Cemitério de Praga, Umberto Eco
 
O italiano Umberto Eco, de O Nome da Rosa, aborda em seu novo livro um dos mais impressionantes episódios de falsificação da história: os protocolos dos sábios de Sião, um texto forjado pela polícia secreta do Czar Nicolau II para justificar a perseguição aos judeus. Os escritos descreviam um suposto plano para a dominação mundial pelos judeus e serviriam de inspiração a Hitler para os campos de concentração. O protagonista Simone Simonini, que o próprio autor define como um dos mais repulsivos personagens literários já criados, é um mestre do disfarce e da conspiração.
 
 
A Esperança, Suzanne Collins
 
 
O volume final da trilogia Jogos Vorazes é exatamente o livro pelo qual os fãs esperavam: complexo, imaginativo e, ao mesmo tempo, brutal e humano. Depois de sobreviver aos jogos por duas vezes, Katniss Everdeen tenta se encontrar no papel de símbolo de uma revolução, enquanto luta para proteger sua mãe e sua irmã no meio de uma guerra. A série mistura ficção científica com reality show, passando pela mitologia e pela filosofia. A saga ganhará adaptação para o cinema, com estreia mundial prevista para 23 de março de 2012. A direção do longa está a cargo de Gary Ross, de Quero Ser Grande, e a protagonista Katniss será interpretada por Jennifer Lawrence.
Marina, Carlos Ruiz Zafón
 
Carlos Ruiz Zafón
Crédito foto: Douglas Kirkland Suhrkamp Verlag
 
Do mesmo autor de A Sombra do Vento, Zafón constrói agora, em Marina, um suspense envolvente, em que o leitor descobre aos poucos novas pistas e personagens de uma inusitada história sobre um imigrante de Praga que fez fama e fortuna em Barcelona e teve um fim trágico com sua bela esposa. Ou, pelo menos, é o que todos imaginam que tenha acontecido. Até que Óscar e a jovem Marina decidem desvendar o mistério da trama, repleta de reviravoltas. O próprio Zafón chegou a declarar que Marina é o seu livro favorito entre todos os outros já publicados.
 
 
Quebra de Confiança, Harlan Coben
 
Harlan Coben
Crédito foto: MiriamBerkley
 
No primeiro caso do detetive Myron Bolitar, Harlan Coben mostra a indústria do sexo e dos negócios escusos por trás da contratação de grandes atletas. Depois de agenciar alguns atletas pouco conhecidos, Myron agora é o empresário de Christian Steele, a maior promessa do futebol americano. Mas, ao mesmo tempo em que vive o auge na carreira, Christian enfrenta um drama na vida pessoal, com o desaparecimento da noiva, Kathy Culver. Agora, com a ajuda de Win, seu melhor amigo, Myron tenta impedir que as notícias sobre a ex-noiva de Christian atrapalhem a carreira do rapaz.
 
Um Homem de Sorte, Nicholas Sparks
 
Nesta trama, Logan Thibault é o homem de sorte. Ao encontrar a foto de Elisabeth nas areias do Iraque, o soldado não imaginava que um dia deveria a vida àquela jovem. Desde que resolve guardar a fotografia de Elisabeth, sua sorte começa a mudar. Ao voltar para casa, Logan sai em busca da mulher que havia salvado sua vida. Como os traumas da guerra ainda eram fortes, Logan decide atravessar os Estados Unidos a pé, do Colorado a Hampton, o que lhe dá tempo suficiente para refletir antes de conhecer Elisabeth.
 
 
 
O livro, baseado em mais de quarenta entrevistas com Jobs ao longo de dois anos – e entrevistas com mais de cem familiares, amigos, colegas, adversários e concorrentes –, narra a vida atribulada do empresário criador da Apple, um homem de personalidade forte e polêmica. Graças à sua paixão pela perfeição, Jobs revolucionou seis grandes indústrias: a computação pessoal, o cinema de animação, a música, a telefonia celular, a computação em tablet e a edição digital. Embora tenha cooperado com esta obra, Jobs não exigiu o direito de ler os originais antes de ser publicado.
 
Claraboia, José Saramago
 
José Saramago
Crédito foto: Cleo Velleda
 
Finalizado em 1953 e até agora inédito, Claraboia narra o dia a dia dos moradores de um modesto prédio de Lisboa. Esse é o cenário principal das histórias simultâneas que compõem este romance da juventude de José Saramago. Os dramas cotidianos dos moradores tecem uma trama multifacetada, repleta de elementos do consagrado estilo da maturidade do escritor, em especial a maestria dos diálogos e o poder de observação psicológica. O romance, que foi encaminhado para publicação a uma editora lisboeta por intermédio de um amigo jornalista, acabou esquecido no fundo de uma gaveta. O original nunca foi devolvido ao autor. Na década de 1980, o já consagrado José Saramago foi contatado pela mesma editora. Mas a mágoa pela falta de resposta na juventude levou-o a declarar que não desejaria ver o romance editado em vida, deixando para seus herdeiros a decisão sobre o que fazer com o livro. Após seu desaparecimento, a família resolveu publicá-lo. Saramago ganhou o Premio Nobel de Literatura em 1998.
 
 
Segundo volume da série As Canções do Serafim, iniciada com Tempo dos Anjos, a veterana escritora Anne Rice, com mais de 75 milhões de livros vendidos em três décadas de carreira, retoma a saga de Toby O’Dare, o ex-assassino de aluguel que continua sua árdua jornada em busca da redenção após dez anos de crimes, com a ajuda do serafim Malchiah – um anjo da mais alta hierarquia – e com seu próprio anjo da guarda, Shmarya. Craque na temática sobrenatural, a autora de A Entrevista Com Vampiro prova que continua uma imbatível contadora de histórias com instigantes questionamentos metafísicos. Anne Rice esteve no Brasil e participou em setembro da XV Bienal do Livro no Rio de Janeiro.
Especiais, Scott Westerfeld
 
 
Terceiro volume da série iniciada por Feios, Especiais traz novamente a protagonista Tally Youngblood. Seja enquanto feia ou perfeita, ela nunca foi uma menina comum. Tanto que, desta vez, Tally é escolhida para se tornar uma Especial e acaba sendo um dos membros mais importantes da Circunstâncias Especiais — uma Cortadora. A jovem Tally agora é praticamente uma arma letal, com reflexos rápidos, dentes e unhas afiadas e uma beleza cruel. Mas o mais importante de tudo é que ela passa a ver e sentir o mundo de uma maneira diferente.
 
Alta Tensão, Harlan Coben
 
Um dos autores mais lidos no mundo, Harlan Coben traz uma nova história com seu personagem mais premiado. Desta vez, Myron Bolitar fica frente a frente com um passado de mentiras e traição. Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder. Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros, que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade.
 
O Sonho do Celta, Mario Vargas Llosa
 
 
Em O Sonho do Celta, Mario Vargas Llosa volta à forma do romance histórico para narrar a saga do controverso Roger Casement. Irlandês a serviço do Império Britânico, Casement conheceu a violência da colonização na África e na América do Sul no começo do século XX. Ao denunciar os abusos e os maus-tratos contra colonos, passou a valorizar a liberdade acima de tudo. E, em nome da liberdade, voltou-se contra seu próprio governo. Em 2010, Vargas Llosa ganhou o Prêmio Nobel de Literatura.
 
Anna e o Beijo Francês, Stephanie C. Perkins
 
Com uma história de traições, descobertas e amizade, a autora Stephanie Perkins leva o leitor a descobrir, junto com Anna, a protagonista americana que é obrigada a passar uma temporada em Paris, as dores e as delícias do primeiro amor, selado com um “beijo francês” e tendo como cenário a cidade mais romântica do mundo.
 
Questões do Coração, Emily Giffin
 
 
Em Questões do Coração  – As Pessoas Que Você Mais Ama São As Mais Difíceis de Manter Por Perto, Giffin conta duas histórias de amor distintas envolvendo um mesmo homem. Nick, Tessa e Valerie passam a reavaliar suas vidas, tentam descobrir o que é o verdadeiro amor e percebem como as relações podem ser vulneráveis, por mais sólidas que possam parecer.
 
Paixão, Lauren Kate
 
No terceiro volume da coleção Fallen, Lauren Kate dá continuação à saga sobrenatural de amor entre uma jovem mortal e um anjo caído. Antes de se conhecerem na Sword & Cross e lutarem contra Imortais e Párias, Luce e Daniel viveram muitas vidas. Para tentar compreender seu destino, Luce se arrisca a atravessar séculos por suas vidas passadas para descobrir mais sobre a história dos dois e a maldição que os atormenta. Ultrapassando a impressionante marca de 200 mil exemplares vendidos apenas no Brasil e traduzida para mais de 30 países, a série será adaptada para o cinema pelos estúdios Disney.
 
 
O Viajante do Século, Andrés Neuman
 
 
Na cidade de Wandernburgo, Hans conhece a inteligente e insinuante Sophie, por quem se apaixona. No entanto, há uma questão que se coloca entre eles: ela foi prometida a um membro de uma das famílias mais notáveis do vilarejo, e qualquer mudança de rumo trará consequências fatais.
 
 
 
Dos games para a literatura. Baseado no jogo homônimo, Assassin’s Creed é uma febre mundial e já vendeu mais de 28 milhões de exemplares nas plataformas PC, Xbox e Playstation. Nesta obra, Oliver Bowden transporta para os livros a história do jovem que embarca em uma jornada épica em busca de vingança. Para erradicar a corrupção e restaurar a honra de sua família, ele aprenderá a Arte dos Assassinos.
 
 
 
Recomendamos para você