Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 09.12.2013 09.12.2013

Retrô SC 2013 – Frederico Barbosa elege os melhores livros de poesia

Por Zaqueu Fogaça
 
Eis que o ano se finda e é chegado o momento de fazer uma análise de tudo. Neste caso, a ideia é repassar o que aconteceu na poesia. No entanto, criar uma retrospectiva é uma tarefa que se apresenta tão complexa quanto injusta.
A certeza mesmo é a de que 2013 foi especial para o gênero no país. Afora publicações de autores consagrados, este ano também revelou novos talentos da poesia.
Então, no lugar de uma exaustiva lista, entra em cena uma retrospectiva especial feita por um poeta. Para isso, o SaraivaConteúdo convidou Frederico Barbosa, autor de Na Lata (Iluminuras), que reuniu cinco obras poéticas.
“Estes cinco livros de poesia, publicados em 2013, demonstram a rica diversidade da nossa poesia hoje”, adianta Frederico.
A seguir, confira a relação de títulos do gênero que o poeta relacionou e comentou a pedido do SaraivaConteúdo.
1. TODA POESIA (COMPANHIA DAS LETRAS) – PAULO LEMINSKI
 
Toda Poesia
 
"O maior fenômeno editorial do ano de 2013 foi um livro de poesia. Como explicar o sucesso arrebatador da primeira reunião de toda a poesia de Paulo Leminski? Ajudam a entender a demanda represada: o culto à figura já lendária do poeta curitibano falecido há quase 25 anos e, principalmente, a força de sua poesia, que, sendo telegráfica, ágil, incisiva e próxima da linguagem publicitária, realiza uma rara e difícil síntese do que há de melhor no rigor da poesia concreta e na agilidade da poesia marginal."
2. BERNINI (SELO DEMÔNIO NEGRO) – HORÁCIO COSTA
 
Bernini
"Horácio Costa publica um livro dos mais impactantes da poesia brasileira contemporânea, confirmando amplamente sua posição como um dos mais importantes criadores do Brasil nos últimos 40 anos. Mesclando o alto repertório e a baixeza das notícias de jornal, a estética barroca a que se refere o título e as pequenezas do cotidiano paulistano, Horácio Costa inventa um novo caminho para a poesia brasileira de hoje."
3. CORPOS EM CENA (EDITORA PATUÁ) – SUSANNA BUSATO
 
Corpos em Cena
"Professora universitária e uma das mais finas e preparadas leitoras da poesia contemporânea, a crítica literária Susanna Busato lança seu primeiro livro de poesia. Dona de uma voz muito peculiar, concisa e cortante; dominando como poucos a técnica da poesia, os jogos de sonoridade e ideias, Busato apresenta um livro de alta intensidade erótica. Prova cabal de que a poesia de amor e sexo não precisa ser melosa e derramada."
4. ILHÉU (EDITORA PATUÁ) – EDSON CRUZ
 
Ilhéu
"Edson Cruz é um grande articulador da poesia brasileira contemporânea. Iniciativas suas, como os sites Cronópios e Musa Rara ou o livro O Que É Poesia, reúnem escritores das mais diversas tendências para discutir poesia. O agitador lança agora seu terceiro livro de poesia. O título, paradoxalmente, deve ser lido literal e metaforicamente: o poeta nasceu em Ilhéus; a voz lírica está ilhada no presente, tentando resgatar o passado por meio dos poemas. Edson Cruz resgata a poesia memorialista com a elegância e a delicadeza que lhe são peculiares."
 
5. NÓIS É PONTE E ATRAVESSA QUALQUER RIO (REZA BRAVA) – MARCO PEZÃO
 
Nóis é Ponte e Atravessa Qualquer Rio
"Um grande herói da poesia popular em São Paulo, Marco Pezão, fotógrafo e um dos criadores tanto da Cooperifa quanto do concorrido sarau A Plenos Pulmões, finalmente reúne seus poemas neste belo volume publicado por Marcelino Freire. Uma das características da poesia de Pezão é falar diretamente com seu público da periferia, que o poeta tem incendiado com recitais há décadas, sem se esquecer de certa elaboração formal que veio buscar com estudo e aperfeiçoamento constantes. Em suma, é ponte que tem auxiliado milhares de pessoas a se interessarem por poesia no Brasil."
 
 
Recomendamos para você