Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

Questões da atualidade visitam o cinema e viram tema das histórias

Por Luma Pereira
Ao lado, cena do filme Margin Call: O Dia Antes do Fim
 
Os acontecimentos da atualidade não estão mais restritos às páginas dos jornais e revistas, nem às telas da televisão. Esses fatos do cotidiano, nacionais e internacionais, podem chegar também ao cinema e ser retratados em filmes.
 
A realidade invade a ficção e é mostrada de maneira artística pelos cineastas. São muitas as produções que colocam determinado tema da sociedade atual em discussão, mostrando o acontecimento de acordo com o ponto de vista dos diretores.
 
O SaraivaConteúdo preparou uma lista de filmes, antigos e recentes, em que, mais uma vez, a arte literalmente imita a vida e faz com que as notícias diárias ganhem ares de cinema e efeitos especiais de Hollywood.
 
 
Antigas guerras
 
Casablanca
Dirigido por Michael Curtiz, em 1942, Casablanca fala sobre a Segunda Guerra Mundial, ainda ocorrendo na época de lançamento do filme.
 
Rick Blaine (Humphrey Bogart) é dono de uma casa noturna em Casablanca, na parte francesa do Marrocos. O local é rota de fuga dos nazistas, e passes são vendidos no mercado negro. No enredo, Rick encontra Ilsa (Ingrid Bergman), um amor do passado.
 

O Grande Ditador

Primeiro filme falado de Charles Chaplin, satiriza os regimes totalitários. Foi produzido em 1940, quando o Nazismo e o Fascismo ainda estavam vigentes, parodiando, no cinema, a atualidade daquela época.
 
Hotel Ruanda

Retrata o conflito entre os Tutsis e os Hutus, ocorrido na década de 1990. Hotel Ruanda, Dirigido por Terry George, em 2004, relata a história real de Paul Rusesabagina, que salvou a vida de 1268 pessoas no genocídio – seu ato foi comparado ao de Schindler, na época do Nazismo.

Temas mais atuais
 

Tiros em Columbine

O filme, dirigido por Michael Moore, em 2002, investiga o fascínio dos estadunidenses por armas de fogo. Para ilustrar a cultura bélica, rememora o caso da escola Columbine, onde os garotos Dylan Klebold e Eric Harris mataram 14 alunos e um professor, em 1999.
 
Diamante de Sangue

Diamante de Sangue foi dirigido por Zwick, em 2006, e é baseado na guerra civil de Serra Leoa, ocorrida em 1990. O conflito era financiado com “diamantes de sangue” e durou até 2002.
 
Cena de Diamante de Sangue
 
 

A Ilha

O filme aborda a questão da clonagem humana, tão falada na atualidade. Foi dirigido por Michael Bay, em 2005.
 

Paraísos Artificiais

O filme trata da questão das drogas. Dirigido por Marcos Prado, conta a história de dois irmãos que participam do tráfico internacional de drogas sintéticas. A estreia é dia 27 de abril de 2012.
 

Carandiru

O filme, de 2003, abordou a realidade dos presídios brasileiros. Baseado no livro Estação Carandiru, de Drauzio Varella, foi dirigido por Hector Babenco. O elenco conta com Rodrigo Santoro e Gero Camilo.
 

Laughing Out Loud

Comédia dirigida por Lisa Azuelos, fala sobre a atual juventude cercada de tecnologia e redes sociais. Assim como Cilada.com, discute a utilização desses recursos modernos no mundo de hoje. Estreia no dia 25 de maio de 2012.
 
A natureza como protagonista
 
O Dia Depois de Amanhã
Dirigido por Emmerich, em 2004, aborda o tema do aquecimento global, em pauta na mídia na época da estreia e ainda hoje. O cientista Jack Hall (Dennis Quaid) descobre que a Terra passará por uma nova Era do Gelo.
 
A produção fala sobre a má utilização dos recursos naturais, que provoca alterações na natureza. Até mesmo uma questão política verdadeira foi retratada no filme: a não adesão dos norte-americanos ao Protocolo de Kyoto.
 
Rio
A animação dirigida por Carlos Saldanha, Rio (2011), também não deixou de chamar a atenção para uma questão ambiental séria: a biopirataria.
 
A arara azul Blu é capturada na floresta e levada para Minnesota, nos Estados Unidos. De lá, ela volta ao Brasil e cai nas mãos de contrabandistas de aves raras.
 
Economia no cinema
 

Margin Call: O Dia Antes do Fim

A crise financeira de 2008, que abalou o mundo todo, também foi parar nas telonas. Margin Call, do cineasta J.C. Chandor, retrata as 24 horas que antecederam a crise e explica como foi o processo, além de comentar a quebra do Banco Lehman Brothers. O filme estreou em dezembro de 2011.
 
Trabalho Interno
Outro filme também sobre a Crise de 2008 é o documentário Trabalho Interno, dirigido por Charles Ferguson. Fala da perda de emprego da população e das relações entre políticos e economistas.
 
Recomendamos para você