Bel Sanmax por Bel Sanmax Música 07.06.2018 07.06.2018

Quem é e o que pensa Halsey, uma das cantoras mais influentes da nova geração do pop

 Aos 23 anos, Halsey acumula dois hits no top 10 mundial (uma delas, Closer, por quase 12 semanas), seu segundo disco alcançou o topo da lista dos álbuns mais vendidos (Hopeless Fountain Kingdom), e recebeu duas indicações ao Grammy, entre outros feitos.

Halsey, que está na parte final de sua mais recente turnê internacional, tem o Brasil como um dos destinos do show, em junho de 2018.

As novas minas do pop: Alessia, Anne-Marie, Hailee, Bebe e Zara

Conhecida pelas canções povoadas por letras emocionais, que relatam momentos de dor, dúvida e sofrimentos, Halsey conquistou seu público justamente por cantar a sua verdade.

“Eu não sou apenas uma droga de mártir que está tentando fazer com que todos esses jovens perdidos e desajustados se sintam melhor (com as músicas); eu também preciso que eles me ajudem a me sentir normal” – Halsey

Halsey - Hopeless Fountain Kingdom

Halsey - Hopeless Fountain Kingdom (Cód: 9721953)

R$28,90 em até 1x de R$ 28,90 sem juros Quero este produto

A biografia de Halsey não seria um livro de poucas páginas. Ela esteve desabrigada ainda adolescente, luta há anos contra uma doença mental e outra crônica, já sofreu violência sexual e um aborto espontâneo.

A mensagem de suas músicas e persona, no entanto, apesar de melancólica, é recebida pelos fãs como uma que provoca esperança, aceitação. Autoproclamada controladora, Halsey diz que essa característica se deve ao fato de querer preservar sua autonomia artística e não ser manipulada.

“As pessoas gostam de mim porque nos primeiros seis meses da minha carreira, minha maquiagem estava borrada e minhas roupas eram sujas ” – Halsey

Halsey lançou sua primeira música de maneira independente em 2012. Desde então, ela faz a própria maquiagem, desenha e produz seus figurinos, merchandising e capas de álbuns.

O ABC de Halsey:

1- Halsey/Ashley

Halsey é seu nome artístico, porque ela se chama Ashley Nicolette Frangipane. A inspiração para a mudança veio da Rua Halsey, em Nova York, quando ela percebeu que a palavra é um anagrama de Ashley.

Os motivos que levaram Dua Lipa ao topo da música pop

“Eu cresci em Nova Jersey e sempre pegava o trem para Nova York, e estava me metendo em muitos problemas”, explicou ela em entrevista à revista Nylon. “Quando eu tinha 17 anos, estava saindo com um cara que tinha 24 anos, e ele morava na Rua Halsey, no distrito do Brooklyn. Foi nesta época que comecei a compor música, e quando passei a sentir que fazia parte de algo muito maior do que a minha pequena cidade no meio do nada, em Nova Jersey. Halsey é como se fosse uma manifestação de todas as partes exageradas de mim, como um alter ego”.

2 – Ele & Eu

Halsey e G Easy – Reprodução Twitter

Halsey e o namorado, o rapper G-Easy, são comprometidos a motivarem um ao outro profissionalmente – mesmo que isso signifique alguns puxões de orelha no processo.
“Nós somos os maiores fãs um do outro, e também os críticos mais duros, então podemos dizer um ao outro o que outras pessoas podem ter medo de nos dizer”, explicou Halsey em entrevista durante o prêmio de música da Billboard de 2018.

“A melhor coisa que você pode ser para o seu parceiro ou procurar em um parceiro é alguém que quer que você seja uma pessoa melhor” – Halsey sobre G-Easy

O casal, que divide os microfones na música Him & I , se conheceu em “uma festa”, declarou G-Easy, de 28 anos, sem entrar em maiores detalhes. Eles nunca esconderam o relacionamento, que ficou claro para o público quando eles se beijaram de verdade durante um show, em agosto de 2017, na época do lançamento da colaboração. “Eu acho que ela é uma artista incrivelmente talentosa, que realizou muitas coisas ainda tão jovem”, disse ele em entrevista à revista Fuse.

3 – Halsey, o filme

Halsey – Capitol Records

Ela não confirma nem nega, mas Halsey assinou um contrato com o estúdio de cinema Sony, para produzir um filme sobre sua vida. A ideia, segundo o site Deadline, é que o projeto, estrelado por ela, seja uma espécie de Rua das Ilusões, de Eminem.

Halsey, que assumiu a direção de seu mais recente videoclipe, Alone, tem um papel no filme de Lady Gaga e Bradley Cooper, Nasce uma Estrela, com estreia em outubro de 2018. Ela não esconde que gostaria de se dedicar mais à carreira da atriz.

4 – Reconhece essa voz?

Halsey – Capitol Records

Por falar em atuação e Hollywood, Halsey já tem uma certa experiência, mas não é algo de conhecimento do grande público: ela é uma “atriz” de voz, e também trabalha como dubladora: “Eu faço um pouco desse trabalho, mas não coloco meu nome real nos créditos”. Entre os programas com a voz de Halsey, estão Scooby-Doo e American Dad. “Eu tenho uma voz estranha, então eu a abraço”, explicou.

5 – Juventude Transviada

Halsey entrou na bem conceituada Escola de Design de Rhode Island, mas depois de um semestre abandonou a faculdade por acreditar ser uma perda de tempo. Apesar de ter sido admitida com uma bolsa de estudo, ela também percebeu que não teria como arcar com os custos do material. Seus pais não concordaram com a decisão e a expulsaram de casa.

“Em algum ataque de raiva adolescente, pensei em irritar meus pais e me inscrevi como compositora. Eu fui um semestre e meio, o que deu certo para mim ” – Halsey sobre abandonar a faculdade

“Lembro-me de uma vez em que eu tinha 9 dólares na minha conta bancária, e comprei um pacote com quatro energéticos para ficar acordada durante dois ou três dias, porque era menos perigoso não dormir”, declarou ela, que dormia na casa de amigos ou conhecidos, até ser abrigada pela avó. Halsey sempre fala sobre a infância modesta, e quando passou a ganhar dinheiro como cantora, bancou a faculdade de seu irmão mais novo.

6- Ela detesta rótulos

Reprodução twitter

Halsey nunca escondeu nada sobre si ou deixou de falar sobre suas questões pessoais e emocionais em entrevistas. Isso fez com que as histórias e fatos sobre sua vida se tornassem material para categorizá-la.

Por já ter declarado ser bissexual, sofrer de transtorno bipolar e ser filha de um pai negro e mãe branca, inventaram para ela a alcunha de “tri-bi”, a qual Halsey abomina.

“O mais engraçado é que a maior batalha que tive que superar na minha carreira não foi ser bissexual, birracial ou bipolar. Foi todo mundo pensar que eu estava explorando essas coisas para me promover”

“Eu odeio isso, a ideia de que algo assim pode ser banalizado na forma de uma merda de hashtag. Quero dizer, há sim muita ‘bifobia’ – as pessoas se recusam a aceitar a bissexualidade como uma sexualidade real. E eu sou sim birracial, e tenho a cor de pele branca, o que é uma perspectiva única. Então, essas pessoas dizem coisas como: ‘Oh, essa merda da Halsey tri-bi! Ela nunca perde uma oportunidade de falar sobre isso!’. Minha vontade é sentar com eles como uma mãe e dizer: “Seis meses atrás você estava implorando por um artista que falasse sobre essa merda! Mas então se eu faço, você diz: ‘Ah, ela não. Que seja outra pessoa”.

7- Ativismo

Halsey – Capitol Records

Halsey usa sua celebridade para apoiar  questões sociais, de saúde e consciência social. Autoproclamada feminista, foi durante um discurso da Marcha das Mulheres norte-americana, em 2017, que revelou ter sofrido abusos no passado. Em sua declaração em forma de poema, ela narrou experiências de meninas reais com abortos clandestinos, estupros e a falta de suporte do governo.

Camila Cabello: conheça a nova estrela do pop que domina as paradas

A artista recentemente compartilhou com o público sua luta contra a endometriose, uma doença sem cura que atinge mulheres na idade reprodutiva, e que pode levar à infertilidade. Halsey revelou ter congelado os óvulos, para proteger sua fertilidade. Ela já se submeteu a múltiplas cirurgias como parte do tratamento, e credita um aborto espontâneo, o qual sofreu enquanto se apresentava, à doença.

 

Recomendamos para você