Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Música 22.06.2012 22.06.2012

Projetos paralelos: Del Rey, uma brincadeira que deu certo

Por Diego Muniz
 
O que começou com uma formação despretensiosa, em 2003, se transformou em um dos projetos paralelos mais bem-sucedidos. Formado por Chiquinho, Felipe S, Samuel, Vicente (integrantes do Mombojó) e China, a Del Rey presta homenagem a Roberto Carlos e Erasmo Carlos. Para entender como é feita a pesquisa do repertório e a diferença entre a carreira oficial, o SaraivaConteúdo conversou com o tecladista Chiquinho Moreira. Veja.
 
Entre tantos nomes, como vocês chegaram ao Roberto e Erasmo Carlos?
 
Chiquinho Moreira. Não teve nenhum tipo de pré-seleção. Só tivemos a ideia de tocar um monte de música massa deles.
 
Todos da banda já curtiam a obra dele?
 
Chiquinho Moreira. Acho que não. De fato, todo mundo conhece Roberto Carlos desde pequeno, nem que seja por osmose familiar mesmo. Sabe aquelas músicas que você já sabe a letra de cor, mesmo sem nunca ter cantado na vida? Esse é o espírito.
 
Como é feita a pesquisa e o filtro para o repertório?
 
Chiquinho Moreira. Roberto tem um milhão de megahits. A gente tem uma lista de 42 músicas que sabemos tocar e outra lista de umas 50 que precisamos aprender, que não podem faltar. Ou seja, a pesquisa é muito fácil, o filtro é que vai muito da nossa vibe na temporada. Tem época que estamos mais animados pra tocar mais de "dor de cotovelo" e tem épocas que estamos mais a fim de botar fogo na festa mesmo. Acho que Roberto nos rende repertório pra todas as ocasiões, classes e idades.
 
Como dar a identidade da Banda com repertório exclusivo e conhecido?
 
Chiquinho Moreira. Esse sim é um desafio. Nossa modesta bagagem de artista autoral ajuda a dar um pouco dessa nova identidade, claro. Mas, de modo geral, a gente tenta adaptar as músicas à nossa maneira com o que temos à mão no momento. E, de certa forma, é esse nosso jeito que faz uma galera resgatar Roberto Carlos dos armários das memórias familiares. Já veio muita gente falar que "nem sabia que eu gostava tanto de Roberto Carlos". Acho que essa é a graça da historia e a nossa real homenagem.
 
Qual foi o maior aprendizado da banda ao resgatar a obra de Roberto e Erasmo?
 
Chiquinho Moreira. Que as músicas mais simples podem mexer e mudar muito a cabeça da gente.
 
Vocês comentam que o Del Rey não vai lançar um CD e que quem quiser ouvir, é só comprar os discos do Roberto Carlos. Qual é a ideia?
 
Chiquinho Moreira. Que graça tem um CD de uma banda que tenta tocar igual ou parecido com discos que já foram lindamente gravados? Eu fico com o Rei, é muito melhor.

 
E um DVD ao vivo? Você acha possível?
 
Chiquinho Moreira. O lance visual pode traduzir melhor o clima de homenagem e diversão que o show tem. Por ora, não está muito nos nossos planos, mas quem sabe, né?
 
Existe alguma preocupação para o projeto do Del Rey não se tornar maior que o Mombojó e a carreira solo do China?
 
Chiquinho Moreira. A gente sempre teve esse cuidado. Às vezes, temos que dar um limite para certas coisas. Mas, de modo geral, acho acabamos encontrando uma forma de o Del Rey só ajudar nas nossas carreiras.
 
Por que Del Rey? Como surgiu o nome da banda?
 
Chiquinho Moreira. O nome quem deu foi Vicente (baterista), foi ele quem deu o "Mombojó" também. Del Rey tem um pouco há ver com a coisa do "Rei Roberto". Também é válida a associação com o clássico automóvel da época da nossa juventude.
 
Qual a diferença de um projeto paralelo para o trabalho de carreira?
 
Chiquinho Moreira. Nossa carreira exige uma dedicação enorme. Estamos há 11 anos queimando pestana e tendo ideias diariamente pra fazer a coisa crescer. O Del Rey anda sozinho, mesmo sem nunca ter que se levar tão a sério. No Del Rey, a gente se dedica a se divertir, sempre
 
Qual o futuro do Del Rey?
 
Chiquinho Moreira. Que seja eterno enquanto dure e que dure para sempre. Ou pelo menos enquanto a gente estiver se divertindo tanto quanto agora.
 
Continue lendo
Reportagem sobre as bandas Del Rey, Dizmaia e Seu Chico. Leia aqui
Entrevista com Chiquinho Moreira, tecladista da banda Del Rey. Leia aqui
Entrevista com Tibério Azul, vocalista da banda Seu Chico. Leia mais
 
 
Recomendamos para você