Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 13.06.2011 13.06.2011

Precisa transformar tudo em franquia?

Por Marcelo Forlani do blog Omelete

Estreia esta semana no Brasil Kung Fu Panda 2. A animação da DreamWorks é uma sequência do filme de 2008 que tem Jack Black dublando Po, o animal bicolor do título, que realiza o seu sonho de aprender kung fu e lutar ao lado de seus ídolos, os Cinco Furiosos – Louva-a-Deus (Seth Rogen), Macaco (Jackie Chan), Garça (David Cross),Tigresa (Angelina Jolie) e Víbora (Lucy Liu).

Nesta sequência, depois de ver seu sonho realizado, agora Po vai atrás de outra coisa: descobrir mais sobre si mesmo.

Poucas vezes valeu tanto a pena ver um filme em uma versão 3D quanto nesta animação. As imagens dos personagens e dos cenários são lindas e as cenas de ação combinam com a técnica do 3D estereoscópico.

Mas lá no final, depois de tudo, surge uma cena que deixa um “”gancho”” para uma nova continuação da série. Ok que o sucesso é quase certo e que eu veria fácil uma nova aventura de Po e seus amigos, mas por que é que Hollywood precisa ficar o tempo todo mostrando para o espectador que vai ter um próximo filme? Todo mundo já sabe que a indústria cinematográfica é isso, uma indústria e que, por isso mesmo, visa lucros.

Sinto saudades dos tempos em que um filme era só um filme, não um possível início de uma nova franquia.

Recomendamos para você