Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 21.06.2013 21.06.2013

Personagens revisitados: as sequências da Pixar

Por Edu Fernandes
 
A amizade é tema recorrente nas produções do estúdio californiano Pixar. Uma dessas relações foi vista no cinema em 2001, na animação Monstros S.A.
O que o espectador não sabe é que, quando eram estudantes, James P. Sullivan e Mike Wazowski eram rivais. A história sobre o nascimento dessa amizade é o tema de Universidade Monstros, animação que estreia no Brasil em 21 de junho.
O olhudo verde e o gigante azulado são calouros no curso de Sustos. Mike sempre sonhou, desde a infância, em ser um assustador profissional, e por isso adota uma postura estudiosa ao entrar na faculdade. Sully é responsável por levar adiante o legado de sua família, composta de grandes assustadores. Isso não o impede de passar mais tempo em festas com os novos amigos do que na leitura de livros acadêmicos.
Essa é a primeira vez que a produtora resolve fazer um prólogo (ou prequel, para os mais modernos), mas está cada vez mais comum no calendário da Pixar a realização de sequências.
O primeiro longa do estúdio foi Toy Story (1995), que já teve duas continuações. A ideia original era lançar Toy Story 2 (1999) direto para o mercado de DVD, mas renegociações com a Disney mudaram os planos. Na época, o conglomerado de entretenimento atuava como distribuidor da Pixar. Depois, o estúdio foi comprado pela Disney.

Cena do filme Toy Story 3
As bilheterias mundiais da sequência chegaram a US$ 485 milhões, cerca de 34% superiores ao filme anterior. Toy Story 3 (2010) aumentou o sucesso e ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão em bilheterias. Os três filmes mantêm a carga dramática da franquia e agradam aos fãs que cresceram vendo as aventuras de Woody e Buzz.
Mas nem tudo são flores no mundo das sequências da Pixar. Em 2011 foi lançado Carros 2, continuação de uma das produções menos queridas pelos fãs do estúdio. O aumento de bilheteria entre as duas animações praticamente cobre apenas a inflação referente ao intervalo entre as duas estreias. Por outro lado, com numerosos personagens em cena, a franquia é uma mina de ouro quando o assunto é venda de produtos licenciados.

Cena do filme Carros 2
As premiações de Hollywood não perdoaram o deslize da Pixar. Carros 2 foi o primeiro filme da produtora a não levar o Globo de Ouro de animação desde a criação da categoria. No Oscar, o título sequer estava entre os indicados, outro amargo fato inédito na história do estúdio.
Pelo andar da carruagem, parece que a motivação atual da empresa é vender brinquedos e afins. A emoção do público e os prêmios ficam em segundo plano. Universidade Monstros é uma animação cativante e engraçada, mas longe de causar comoção e arrancar lágrimas como Monstros S.A.
Para o futuro, mais sequências estão a caminho. De tempos em tempos fala-se em Os Incríveis 2, e também existe uma possibilidade de um Toy Story 4.

Cena do filme Aviões
Por enquanto, o que existe de concreto é Aviões, spin-off de Carros produzido pela Disney, mas a Pixar não está envolvida na produção. O filme deve chegar aos cinemas brasileiros em 13 de setembro.
Com o estúdio com a mão na massa, teremos Procurando Dory, sequência de Procurando Nemo (2003). Ao que tudo indica, a história será sobre a busca pela família da peixinha esquecida. O filme está em produção, e a estreia está marcada para 25 de novembro de 2015 nos Estados Unidos.
 
Veja o trailer de Universidade Monstros:
 
 
 
Recomendamos para você