Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 30.11.-0001 30.11.-0001

Para mudar de vida, mude de cidade

Por Andréia Silva e Carol Cunha
 
Mudança. Em alguns livros, esse é o momento pelo qual os protagonistas passam em busca de uma virada na vida, algo que faça tudo ter sentido. Terminar um namoro, cortar o cabelo, sair do emprego, enfim, tudo é válido em busca desse novo momento. No entanto, além disso, uma coisa é comum em boa parte desses personagens: para iniciar de fato uma nova fase na vida, mudar de cidade é crucial.
Você já parou para pensar em quais são as cidades mais comuns para ser palco desses momentos de transformação? Relembrando as crises e experiências de algumas personagens da literatura, o SaraivaConteúdo listou algumas dessas metrópoles e o que elas trouxeram para a virada dessas personagens:
Paris, França
Em Anna e o Beijo Francês, de Stephanie Perkins, a adolescente Anna, filha de um famoso escritor norte-americano, não quer se mudar para Paris. Mas ao chegar à Cidade Luz, ela conhece um bonito francês, o que seria perfeito se ele já não tivesse uma namorada. O que poderá acontecer na cidade mais romântica do mundo?
Nova York, EUA
A cidade cosmopolita norte-americana parece ser o cenário ideal para muitos romances chick-lit. Foi lá que duas garotas interioranas desembarcaram para trilhar suas carreiras.
Uma delas é Carrie Bradshaw, que conhece aquelas que seriam suas três inseparáveis amigas: Charlotte, Miranda e Samantha. A história que antecede esse encontro está em Diários de Carrie, da autora Candace Bushnell, e depois se desenrola na série Sex and the City, que tem a cidade de Nova York como a quinta protagonista.
Já em O Diabo Veste Prada, da escritora Lauren Weisberger, a jornalista Andy Sachs vai parar em uma das revistas de moda mais influentes do mundo, a Runway Magazine. Totalmente out do mundo fashion, ela enfrenta uma editora linha dura, mas acaba se saindo bem.
Em Becky Bloom – Delírios de Consumo na 5º Avenida, de Sophie Kinsella, a inglesa que adora fazer compras se muda para a Big Apple com o namorado. A meca mundial do consumo parece ser o paraíso. Até chegarem as primeiras faturas do cartão de crédito…
Outra personagem que vai parar na metrópole é Lizzie Nichols, a adorável fofoqueira criada por Meg Cabot. Em A rainha da Fofoca em Nova York, após uma temporada na França, Lizzie se muda para Nova York em busca do sonho de abrir um ateliê de vestidos de noiva. Ela vai passar por uma nova fase, que inclui morar com seu namorado e batalhar para conquistar um emprego.
No romance erótico feminino Toda Sua, segundo livro da série Crossfire, Eva Tramell foi admitida numa das mais renomadas agências de publicidade dos Estados Unidos e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para Manhattan. Lá, ela conhece um milionário e começa uma relação intensa, capaz de levá-la a extremos.
Personagens brasileiros também foram para Nova York buscar novos ares. Uma delas é Duda, protagonista de Como Quase Namorei Robert Pattinson, de Carol Sabar. Embora esteja viajando para estudar seis meses na cidade norte-americana, o grande plano dela é conhecer o astro de Crepúsculo.
 
Os Diários de Carrie e O Diabo Veste Prada são exemplos de livros cujo enredo se passa em Nova York
Roma, Itália
A autora e protagonista de Comer, Rezar e Amar, Elizabeth Gilbert, está em um momento indeciso de sua vida quando decide fazer uma viagem rumo a Roma, Índia e Indonésia. Os sabores da comida italiana, as dificuldades da meditação e até um novo amor com sotaque brasileiro vão provocar uma mudança completa em sua vida.
Los Angeles, EUA
Quase todas as obras de Marian Keyes, autora da série de livros Melancia, falam de momentos de virada na vida de personagens femininas. Uma delas é Los Angeles. Nela, a personagem Maggie Walsh vai para Hollywood depois de deixar o marido. Lá, passa a frequentar festas badaladas por celebridades, busca oportunidades para vender seus roteiros e tenta descobrir o que quer fazer de sua vida.
Rio de Janeiro, Brasil
Macabéa, personagem de A Hora da Estrela, de Clarice Lispector, é uma jovem alagoana que chega ao Rio de Janeiro. Órfã, humilde e com uma educação muito repressora e religiosa, na nova cidade, apesar de não ter consciência da sua vida, ela desperta novos desejos, como arrumar um emprego e ter o primeiro namorado.
São Paulo, Brasil
Mudar de cidade para estudar é o sonho de muitas jovens do interior. Em As Meninas, de Lygia Fagundes Telles, três universitárias se conhecem num pensionato de freiras em São Paulo, durante a ditadura. Na metrópole, vão passar por momentos que a tornam tão frágeis quanto fortes. Lorena é de uma família rica e vive sufocada pelo passado; Ana Clara se perde numa espiral de drogas e romances sem futuro; e Lia entra na luta armada para combater a ditadura.
Londres, Inglaterra
No livro Você tem Meia Hora, a autora Camila Nascimento Silva conta a história de Bia, uma aeromoça romântica que acaba de ser abandonada pelo seu noivo, após três anos de noivado. Ela entra em depressão e sente a hora da virada quando é chamada para um emprego em Londres.
Outra personagem que vai parar na capital inglesa após terminar o noivado é Darcy Rhone, protagonista do romance Presentes da Vida, de Emily Giffin. Mimada e egoísta, ela tem um emprego glamouroso e um noivo que a ama. Tudo desmorona quando Darcy engata um caso com o melhor amigo do namorado. Então, ela parte para a cidade britânica na esperança de recomeçar do zero.
Buenos Aires, Argentina
Em A Cordilheira, romance do escritor Daniel Galera, Anita é uma jovem escritora recém-saída de um relacionamento amoroso e ainda sob o impacto do suicídio de uma amiga. Em crise pessoal e profissional, quando um livro seu é lançado em Buenos Aires, ela decide fazer as malas e passar uma temporada na cidade portenha. A vida ganha novos ares quando ela se envolve com um fã argentino e passa a conviver com seus excêntricos amigos.
 
O astro de Crepúsculo é o alvo da peronagem no livro Como Quase Namorei Robert Pattinson
 
 
Recomendamos para você