Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Livros 17.07.2020 17.07.2020

Pablo Neruda confessa que viveu

Pablo Neruda

Ricardo Reyes Basoalto, nome de batismo de um dos maiores poetas latino-americanos, Pablo Neruda, nasceu no Chile, na cidade de Parral, em 12 de julho de 1904. Filho de um operário ,José del Carmen Reyes Morales e de uma professora,  Rosa Basoalto Opazo, ficou órfão de mãe muito cedo, sendo criado pela sua madrasta, a quem se referia com carinho em sua obra, como mamadre.

A escolha do nome artístico Pablo Neruda, que após uma ação civil se tornaria seu nome real,  veio aos 17 anos de idade, fruto de sua admiração pelo poeta checo Jan Neruda. É por esse nome que seria conhecido como um dos maiores poetas em Língua Castelhana do Século XX, ganhador do prêmio Nobel de literatura, e que foi também político e diplomata.

A vida de Pablo Neruda

Pablo Neruda cresceu em Temuco, no Chile e aos 13 anos de idade publicou seu primeiro trabalho, um artigo chamado Entusiasmo e Perseverança no jornal local La Mañana .Seu talento para a poesia se manifestaria pouco tempo depois, e consta que o jovem Ricardo começou a usar o pseudônimo de Pablo porque seu pai, um homem simples, não aceitava muito bem a ideia de ter um filho cuja profissão era poeta.

Pablo Neruda se mudou para Santiago do Chile para estudar pedagogia em francês, onde começou a ganhar os primeiros prêmios de poesia e a publicar na revista ‘juventud’. Mas foi com a coletânea Crepusculário de 1923, que se tornou conhecido pela elite intelectual chilena. A essa, seguiu-se Vinte poemas de amor e uma canção desesperada de 1924 que também é considerada um ponto alto do início de sua carreira.

Sua carreira diplomática começou em 1927, quando foi nomeado cônsul do Chile na Birmânia, atual Myanmar,  assumindo o mesmo cargo na França e Espanha estando lá durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), quando escreveu Espanha no Coração. Hino às Glórias do Povo na Guerra. Lá também se tornou amigo de outro grande poeta, Federico Garcia Lorca, que morreu na guerra.  Foi também embaixador no México de 1940 a 1942.

Em 1945, após terminar a carreira diplomática, Pablo Neruda se elegeu senador pelo Partido Comunista Chileno, mas só exerceu o mandato por um ano. Após a eleição do presidente Gabriel González Videla, foi obrigado a viver na clandestinidade e se exilar do Chile, para onde só voltaria em 1952, para apoiar a primeira tentativa de eleição para presidente de Salvador Allende.

Neruda voltou a morar no Chile desde então, quando recebeu vários títulos e honrarias internacionais, como a de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Oxford, em 1965 e o Prêmio Nobel de Literatura de 1971. Depois de receber esse prêmio, Neruda foi convidado por Salvador Allende, finalmente eleito presidente doo Chile, após 3 tentativas, para ler sua poesia para uma multidão de 70 mil pessoas no Estádio Nacional do Chile.

A morte de Pablo Neruda

Augusto Pinochet deu um  golpe militar e depôs Salvador Allende em 11 de setembro de 1973, instaurando uma violenta ditadura, marcada por perseguições, torturas, prisões políticas e muitos mortos e desaparecidos. Pablo Neruda, que já estava doente, com câncer de próstata, foi transferido às pressas de sua Casa de Isla Negra para a Clínica Santa Maria, em Santiago do Chile, onde viria a falecer em 23 de setembro.

Embora a causa divulgada da morte de Neruda tenha sido o câncer de próstata, pelo clima violento da época, foi levantada a hipótese de ele ter sido assassinado, envenenado pelo regime do General Pinochet.  Muito tempo depois, em 2013, seu corpo foi exumado para averiguar a hipótese do envenenamento, mas exames toxicológicos realizados nos EUA e Espanha confirmaram que a causa da morte realmente foi o câncer.

Seu livro de memórias, Confesso que Vivi, foi publicado postumamente, em 1974.

Os amores de Pablo Neruda

A poesia de Neruda versava sobre o amor, e assim ele viveu, tendo sido casado 3 vezes, primeiro com a holandesa Maruca Reyes, com quem teve a filha Malva, que sofria de hidrocefalia e morreria aos 9 anos. Divorciando-se em 1942, casou-se depois com a artista argentina Delia de Carril, com quem ficaria casado até 1966, quando se divorciou novamente, se casando com Matilde Urrutia, com quem viveu até o fim da vida.

Pablo Neruda da Cultura Pop

Além de ser um dos poetas mais lidos e conhecidos do mundo, tendo suas frases citadas por muita gente, Pablo Neruda teve sua vida contada no filme Neruda, de 2016, mas sem dúvida a obra mais conhecida é O Carteiro e o Poeta, uma obra ficcional em que Neruda, exilado na Itália, ensina poesia a um carteiro quase analfabeto, para que ele impressione a garçonete por quem é apaixonado.

Nada poderia ser mais Neruda.

Recomendamos para você