Bel Sanmax por Bel Sanmax Filmes e séries 25.01.2020 25.01.2020

As maiores curiosidades sobre os prêmios Oscar

Atualmente considerada a premiação mais prestigiada do mercado cinematográfico, o Oscar, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, existe há quase cem anos. O instituto foi fundado em Los Angeles, nos Estados Unidos, em 1927. É na cidade que está localizado o distrito conhecido como Hollywood, nome que se tornou associado à cultura de cinema nascida nos EUA. 

LEIA MAIS SOBRE FILMES E SÉRIES NO BLOG DA SARAIVA

O distrito, formado de diversas colinas e um vale banhado por um rio, ganhou popularidade entre os executivos da indústria do cinema no início do século XX. Hollywood é uma área cujo clima é extremamente favorável, e na época, os terrenos custavam barato.

Depois do “boom” do advento dos estúdios na região, foram construídos teatros, hotéis, e muitos estabelecimentos voltados tanto para os profissionais do showbiz quanto para seus espectadores. É no coração de Hollywood, na parte plana, que está localizada a famosa “Calçada da Fama”.

Confira curiosidades sobre o maior prêmio do cinema internacional, O Oscar

PARASITA MESMO

Parasita, o filme do diretor sul-coreano Bong Joon Ho, foi o primeiro filme indicado também à categoria de melhor filme estrangeiro a vencer o Oscar de Melhor Filme, em 2020.

Joon Ho venceu também o prêmio de melhor diretor, e foi o único dos indicados da noite a receber dois Oscars.

Joon Ho não é um nome revelação na indústria do cinema internacional, no entanto: ele é o cineasta quem criou os prestigiados filmes Okja e Expresso do Amanhã, ambos em inglês.

Parasita, seu filme mais bem sucedido, curiosamente é o único que demanda legendas, o que o público norte-americano, e os críticos em Hollywood, costumavam ver como um impedimento ao maior prêmio do Oscar, o melhor filme.

TEM OSCAR SIM

– Como ator, Brad Pitt foi indicado quatro vezes, e ganhou na quarta, em 2020, como ator coadjuvante por Era Uma Vez em Hollywood, mas isso não quer dizer que ele não tinha estatuetas do Oscar em casa: como produtor executivo, ele recebeu o prêmio de melhor filme por Doze Anos de Escravidão, em 2012, e por Moonlight: Sob a Luz do Luar, 2017.

– Outro Bradley, o Cooper, recebeu oito indicações ao Oscar em sua carreira, uma delas em 2020, como produtor executivo de Coringa. Como ator, foram quatro nomeações. As outras duas são de melhor roteiro adaptado e melhor filme, por Nasce uma Estrela, de 2019. Uma curiosidade: os dois “Brads” são grandes amigos, e Pitt revelou em 2019 que Cooper foi quem o ajudou a conquistar a sobriedade. Pitt ingressou no Alcoólicos Anônimos desde a separação de Angelina Jolie, em 2016.

Joaquin Phoenix, quem venceu o Oscar de melhor ator em 2020, pela atuação no filme Coringa, havia sido indicado na categoria três vezes antes de receber a estatueta.

CLUBE DOS 2

– Nas últimas décadas, muitos dos atores e atrizes mais prestigiados do showbiz hollywoodiano foram premiados mais de uma vez. Eles são: Hilary Swank, Tom Hanks, Denzel Washington, Cate Blanchett, Robert De Niro, Dustin Hoffman, Michael Caine, Christoph Waltz, Jessica Lange e Sean Penn. Os mais recentes a receberem a segunda estatueta são Frances McDormand e Mahershala Ali.

– Em 2020, Renee Zellweger se uniu ao grupo e ganhou seu segundo Oscar, por sua atuação no filme Judy. O primeiro foi como atriz coadjuvante pelo filme Cold Mountain, de 2004.

HISTÓRIA

– A festa do Oscar é atualmente sediada pelo teatro Dolby, nos primeiros meses do ano, mas ao longo de sua existência foi realizada em uma série de locações em Hollywood.

– A primeira edição da premiação aconteceu dois anos após a formação da Academia, em 16 de maio de 1929, e durou quinze minutos. Os vencedores já haviam sido notificados e escolhidos, e a ocasião serviu apenas para entregar as estatuetas em mãos, na presença da imprensa especializada. Um jantar com os convidados se seguiu. Atualmente a premiação dura cerca de três horas e meia.

– O evento de grande porte e glamour que o mundo conhece hoje como Oscar passou a ser produzido quase trinta anos depois de sua primeira premiação. Em 1953,a  cerimônia passou a ser televisionada, mas apenas para o público norte-americano. Foi um sucesso instantâneo, pois permitiu aos telespectadores assistirem a seus ídolos em tempo real. Em 1966 o Oscar passou a ser transmitido internacionalmente.

Charles Chaplin foi o primeiro nome a receber uma homenagem honorária na história do Oscar, durante a premiação de estreia da Academia, em 1929. O Prêmio Especial se deu por seu trabalho no filme O Circo, o qual escreveu o roteiro, dirigiu e protagonizou.

O NOME E A ESTATUETA

– A origem da alcunha da cerimônia, Oscar, é cercada de mitos. Oscar seria o nome do tio de uma influente funcionária da Academia, que achava a estatueta a cara dele. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas oficialmente denominou o evento como Oscar em 1939, mas desde 1934 a comunidade cinematográfica usava o termo para se referir ao evento, que antes era chamado oficialmente de “The Academy Award of Merit” (que pode ser traduzido como o “Prêmio de Mérito da Academia”).

A estatueta retrata um cavaleiro segurando uma espada, e originalmente a base redonda era a de um rolo de filme, que continha cinco divisões, cada uma representando uma categoria da premiação original: melhores atores, produtores executivos, diretores, roteiristas e técnicos. O conceito da obra é o de simbolizar um “conquistador” da indústria de cinema. Vários tamanhos de base da estátua foram usados durante as primeiras décadas da premiação, mas desde 1945 as proporções são as mesmas.

–  O troféu do Oscar é confeccionado pelo estúdio Polich Tallix Fine Art Foundry, de Nova York , que leva três meses para fazer um lote de 50 peças.  As estatuetas, que individualmente ficam prontas em dez dias, são produzidas em bronze sólido, e revestidas de ouro 24 quilates, com o custo de 500 dólares a unidade.

– A estatueta mede 34,5 centímetros, e pesa 3.8 quilogramas.

– Sempre são produzidas estatuetas extras, pois para cada categoria há a possibilidade de empate, ou no caso de melhor filme, que a lista de produtores executivos contenha muitos nomes. Para manter o sigilo quanto aos resultados, todas as probabilidades de vencedores são gravadas antes em placas, e assim que é feito o anúncio ao vivo elas são inseridas na estatueta.

– A clássica pose dos vencedores dando “um beijinho” na estatueta é uma tendência lançada por Audrey Hepburn, em 1953, quando venceu o prêmio de melhor atriz pelo filme A Princesa e O Plebeu. 

– Em 2015, foi promulgada uma lei que obriga qualquer revenda de estátuas de Academia a começar pelo valor de um dólar. Steven Spielberg, por exemplo, pagou 578 mil dólares no Oscar recebido pela atriz Bette Davis, e a prática de comprar estatuetas antigas é comum entre colecionadores de memorabilias do cinema.

OS CAMPEÕES

Meryl Streep é a detentora do maior número de indicações nas categorias de atuação, com 21. Ela recebeu três prêmios, sendo um como coadjuvante. Os mesmos números fazem de Streep também a maior perdedora da história do Oscar.

Saiba mais sobre Meryl Streep, a maior intérprete do cinema

Jack Nicholson, com 12 nomeações, é o ator masculino mais indicado. Assim como Streep, ele foi premiado três vezes, duas como ator principal.

– O produtor executivo mais bem-sucedido na história do Oscar é Walt Disney. São 22 prêmios em seu nome, de categorias como melhor filme, animação e roteiro, além de quatro Oscars honorários.

Katharine Hepburn é a mais premiada atriz da história do Oscar, com quatro estatuetas. Ela nunca compareceu a nenhuma das cerimônias.

Daniel Day-Lewis é o único ator masculino a ser premiado três vezes na categoria de melhor ator.

– Apesar de Shirley Temple, a primeira atriz mirim a ficar famosa na história do cinema, receber um prêmio de melhor atriz em 1935, aos seis anos, a honraria foi honorária, e não era considerada uma categoria oficial. O mais jovem ator de fato, foi Tatum O’Neal. Em 1972, aos 10 anos, ela foi premiada pela atuação no filme Lua de Papel.

Christopher Plummer, parte do elenco de Entre Facas e Segredos, indicado ao prêmio de melhor roteiro original em 2020, detém o título de ator mais velho a receber uma estatueta. Em 2012, aos 82 anos, ele foi premiado por sua performance no filme Toda Forma de Amor.

– Apenas três filmes conseguiram o feito de receber o Oscar nas cinco principais categorias – melhor filme, ator, atriz, direção e roteiro: Um Estranho no Ninho, O Silêncio dos Inocentes e Aconteceu Naquela Noite.

– Os dois filmes mais indicados ao Oscar, mas que saíram da cerimônia sem nenhum prêmio, são: Decisão e A Cor Púrpura, ambos com 11 indicações.

O Retorno do Rei, o capítulo final da trilogia cinematográfica de Senhor dos Anéis, é o único filme a receber todos os prêmios aos quais foi indicado.

INJUSTIÇADOS DO OSCAR

Chaplin

Entre os considerados mais injustiçados pelo prêmio, está Charlie Chaplin. O cineasta é definido como “um artista precursor, importante empresário do ramo, extremamente popular com o público (quando Carlitos), com vasta filmografia”, afirma Christian Petermann, crítico de cinema em entrevista à Saraiva.

– Em 1972, a Academia resolveu compensar essa dívida e dedicou um prêmio honorário ao cineasta. “Muito obrigado. Esse é um momento emotivo para mim, e as palavras parecem tão fúteis, tão inúteis. Só posso agradecer pela honra de me convidarem para cá”.

– Outro grande nome que teve de se contentar com o prêmio de conjunto da obra foi Alfred Hitchcock, indicado e derrotado em cinco ocasiões como diretor. “A não-láurea de direção pode sugerir preconceito implícito com um cineasta que trabalha prioritariamente com o cinema de gênero, em especial o suspense policial”, analisou Petermann.

– Stanley Kubrick só recebeu um Oscar em sua carreira, pelos efeitos visuais de 2001 – Uma Odisseia no Espaço.

À ESPERA DE UM OSCAR

– Não foi só Leonardo DiCaprio quem passou anos e anos esperando sua vez em finalmente levar o Oscar para casa – foi só na sexta indicação que ele recebeu o prêmio, por O Regresso. O engenheiro de som Kevin O’Connell detém o recorde quanto ao maior número de indicações sem vitórias. Foram 21 nomeações até chegar a estatueta, em 2017.

Peter O’Toole, de Lawrence da Arábia, recebeu oito indicações ao longo de sua carreira. Em 2003, ele recebeu um Oscar honorário.

Outros casos notórios contemporâneos:

Amy Adams: 5 indicações.

– Glenn Close: 6 indicações.

Annette Bening: 4 indicações.

Ed Harris e Bradley Cooper: 4 indicações.

 

Recomendamos para você