Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

Oscar 2010 tem disputa acirrada entre “”Avatar”” e “”Guerra ao terror””

A 82ª cerimônia de entrega do Oscar, que acontece no domingo, dia 7 de março, já é uma das mais polêmicas dos últimos tempos. O que é bom, afinal a premiação da Academia andava um tanto morna. Prova disso é que a disputa entre o blockbuster milionário (“”Avatar””), tido como revolucionário em termos de efeitos especiais, e um filme independente (“”Guerra ao terror””), de orçamento relativamente tímido, mas muito elogiado pela crítica, já vem se dando nos bastidores.

Não bastasse a curiosa concorrência entre ex-marido (James Cameron) e ex-mulher (Kathryn Bigelow), o embate teve capítulos emocionantes nos últimos dias. Primeiro, um dos produtores de “Guerra ao terror” foi banido da cerimônia por tentar fazer propaganda contra o inimigo em um mail endereçado aos membros da Academia. Depois, soube-se que um sargento está processando a produção porque o filme seria baseado em sua própria história.

Por fim, a participação do ator Sacha Baron Cohen foi cancelada, ele que estava programado para fazer uma sátira a “Avatar” ao lado de Ben Stiller. O motivo: poderia “chatear” o homem que deu à industria um novo recorde de bilheteria, com mais de US$ 2,5 bilhões até agora. Os acontecimentos pegaram os últimos dias de votação e podem influenciar a favor do Sr. Titanic.

Se “Guerra ao terror” ganhar estaremos diante de uma bela zebra. De olho no grande público, que cada vez mais se distancia do cinema e se aproxima da internet (pirataria, YouTube etc.), mas que agora se sente de novo atraído pela tela grande por conta da tecnologia 3D de filmes como “Avatar”, a Academia deve seguir a tendência apontada pelos Globo de Ouro, premiação em que o filme de Cameron faturou os principais troféus (filme e direção).

Diferentemente, por exemplo, dos Baftas e dos Producers Guild Awards, honrarias que privilegiam um pouco menos a indústria, e de que o filme de Bigelow saiu prestigiado. Ah, vale lembrar que a categoria “”melhor filme”” deve repetir o resultado de “”melhor direção””, uma velha tendência da Academia.

Outra possível zebra neste primeiro ano com dez concorrentes ao Oscar de melhor filme, apontada pela imprensa americana nos últimos dias, seria a vitória do ótimo “Bastardos inglórios”, de Quentin Tarantino. Seria uma saída bem elegante, a meu ver.

A propósito, o filme também teve suas chances aumentadas em relação “Guerra ao terror” na categoria de roteiro original, assinado por Tarantino. Outra aparente “barbada” é a estatueta de melhor ator coadjuvante para o excelente Christoph Waltz, o ao mesmo tempo temido e histriônico vilão do longa, o sargento Hans Landa.

Outros troféus “batata” devem ser os de melhor ator para Jeff Bridges, por sua atuação em “Crazy heart”, e pela qual ele já levou o Globo de Ouro. E o de atriz coadjuvante para Mo’Nique, por “Preciosa”, desempenho vencedor na mesma premiação.

Outra categoria em que pairam dúvidas é a de melhor atriz. Vencedora do Screen Actors Guild Awards e do Globo de Ouro, Sandra Bullock tem boas chances por conta de sua atuação em “The blind side”. A moça voltou a ter “peso” em Hollywood em 2009, ano em que também lançou a comédia de sucesso “A proposta”. O ano também foi bom para Meryl Streep, que concorre por “Julie & Julia” e já levou o Globo por “Simplesmente complicado”. Mas ainda há alguma chance para Carey Mulligan e sua elogiada performance em “Educação”.

Entre as produções concorrentes ao Oscar de melhor filme estrangeiro, as chances de “A fita branca”, vencedor da Palma de Ouro 2009 e do Globo de Ouro 2010, só diminuem – e pouco – diante de “O segredo dos seus olhos”, de José Juan Campanella, diretor de “O filho da noiva”.

Veja abaixo a lista com os principais indicados ao Oscar 2010:

MELHOR FILME:

“”Avatar””

“”Um sonho possível””

“”Distrito 9″”

“”Educação””

“”Guerra ao terror””

“”Bastardos inglórios””

“”Preciosa””

“”Um homem sério””

“”Up – altas aventuras””

“”Amor sem escalas””

MELHOR ATOR:

Jeff Bridges (“”Crazy heart””)

George Clooney (“”Amor sem escalas””)

Colin Firth (“”Direito de amar””)

Morgan Freeman (“”Invictus””)

Jeremy Renner (“”Guerra ao terror””)

MELHOR ATRIZ:

Sandra Bullock (“”Um sonho possível””)

Helen Mirren (“”The last station””)

Carey Mulligan (“”Educação””)

Gabourey Sidibe (“”Preciosa””)

Meryl Streep (“”Julie & Julia””)

ATOR COADJUVANTE:

Matt Damon (“”Invictus””)

Woody Harrelson (“”O mensageiro””)

Christopher Plummer (“”The last station””)

Stanley Tucci (“”Um olhar do paraíso””)

Christoph Waltz (“”Bastardos Inglórios””)

ATRIZ COADJUVANTE:

Penélope Cruz (“”Nine””)

Vera Farmiga (“”Amor sem escalas””)

Maggie Gyllenhaal (“”Coração louco””)

Anna Kendrick (“”Amor sem escalas””)

Mo’Nique (“”Preciosa””)

DIRETOR:

Kathryn Bigelow (“”Guerra ao terror””)

James Cameron (“”Avatar””)

Lee Daniels (“”Preciosa””)

Jason Reitman (“”Amor sem escalas””)

Quentin Tarantino (“”Bastardos Inglórios””)

FILME ESTRANGEIRO:

“”Ajami””, de Scandar Copti, Yaron Shani (Israel)

“”A fita branca””, de Michael Haneke (Germany)

“”O segredo de seus olhos””, de Juan José Campanella (Argentina)

“”Um profeta””, de Jacques Audiard (França)

“”A teta assustada””, de Claudia Llosa (Peru)

ROTEIRO ADAPTADO:

Neill Blomkamp e Terri Tatchell (”Distrito 9”)

Nick Hornby (”Educação”)

Jesse Armstrong, Simon Blackwell, Armando Iannucci, Tony Roche (“”In the loop””)

Geoffrey Fletcher (”Preciosa””)

Jason Reitman e Sheldon Turner (“”Amor sem escalas””)

ROTEIRO ORIGINAL:

Mark Boal (”Guerra ao terror”)

Quentin Tarantino (”Bastardos inglórios””)

Alessandro Camon e Oren Moverman (”O mensageiro”)

Joel Coen e Ethan Coen (“”Um homem sério””)

Bob Peterson, Pete Docter, Tom McCarthy (”Up – altas aventuras”)

ANIMAÇÃO:

“”Coraline””

“”O fantástico senhor Raposo””

“”A princesa e o sapo””

“”O segredo de Kells””

”Up – altas aventuras”

 

Recomendamos para você