Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 16.12.2011 16.12.2011

Os melhores do ano em um fim de semana

 
Por Marcelo Forlani do site Omelete
 
Neste último sábado e domingo liguei o fogão, peguei minha pipoqueira (não gosto das de micro-ondas), o milho e dois filmes. Era finalmente a hora de tirar o atraso e ver O Planeta dos Macacos – A Origem e X-Men: Primeira Classe.
 
 
Comecei pelo Blu-ray do primeiro, que acabou de sair por aqui. O filme é realmente muito bom como todos estavam dizendo, mas para mim não dá para ser chamado de "filme do ano". Top 10, com certeza. Top 5, provável. Mas não "O" melhor.
 
Toda a algazarra que a Fox Films está fazendo para conseguir cavar uma indicação de Melhor Ator para Andy Serkis faz sentido. O ator, que já havia se destacado fazendo o Gollum de O Senhor dos Anéis, empresta suas feições, atos e até voz ao chimpanzé Cesar em um realismo absurdo conseguido pelo pessoal da Weta – responsável pela computação gráfica.
 
Até por isso, muitos dos extras são dedicados a mostrar como é que a técnica de captura de movimento se transformou não só no Cesar, mas em todos os macacos do filme. É impressionante ver nas cenas deletadas, por exemplo, cenas em que Serkis, usando o (com o perdão da palavra, mas não há outra) macacão cheio de marcações, todo curvado, com a mão para baixo e uma dentadura. É o Cesar. Se aquilo não é atuar, não sei o que é.
 
Falemos agora um pouco sobre X-Men: Primeira Classe. Pela autossabotagem feita pelo próprio estúdio, que lançou alguns cartazes horríveis, eu não veria o filme. E que erro seria.
 
O longa-metragem dirigido por Matthew Vaughn é provavelmente o melhor blockbuster deste ano. Os efeitos são ótimos, os protagonistas James McAvoy e Michael Fassbender estão excelentes e a história é irretocável, com ótimo desenvolvimento de personagens, ambientação e ritmo.
 
Apesar de ter uma meia hora a mais que o novo Planeta dos Macacos parece que passa muito mais rápido. E ainda tem uma "pontinha" de Hugh Jackman fazendo seu Wolverine, além de várias outras citações dos mutantes vistos na trilogia dirigida por Bryan Singer e, depois, Brett Ratner.
 
E para você, quais os melhores filmes de 2011?
 
Recomendamos para você