Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Games 27.05.2013 27.05.2013

Os games que reestrearam no Nintendo 3DS

Por Míriam de Souza
 
Obter a ilusão de um espaço tridimensional através de duas imagens em pontos diferentes. A tecnologia do 3D estereoscópico é usada no cinema há quase 100 anos – os primeiros registros foram de filmes rurais exibidos em Nova York.
Hoje, depois do fenômeno Avatar, as produções em três dimensões são extremamente populares. A tendência presente no cinema também é seguida pelos televisores: algumas empresas têm modelos que vêm acompanhados de óculos especiais para ver transmissões desse tipo.
Em 2011, a empresa japonesa Nintendo entrou no mercado tridimensional. O console Nintendo 3DS tem duas telas. Uma delas é autoestereoscópica, ou seja, produz o efeito 3D sem a necessidade de óculos específicos.
O console é compatível com games do Nintendo DS, da geração anterior, mas um de seus atrativos é a possibilidade de jogar com perspectiva. Por isso, alguns jogos que fizeram sucesso no passado são relançados para o sistema, desta vez em três dimensões.
 
DK COUNTRY RETURNS 3D
 
Capa do game Donkey Kong Country Returns 3D. O jogo é baseado em série do Super Nintendo
 
Segundo game mais vendido do Super Nintendo Entertainment System (SNES), Donkey Kong Country colocava o macacão Donkey Kong ao lado do pupilo Diddy Kong. No jogo de plataforma de 1994, o objetivo era recuperar as bananas roubadas pelos Kremlings, crocodilos liderados pelo malvado King K. Rool.
O retorno da série aconteceu em 2010, no Wii, com Donkey Kong Country Returns. Agora, as aventuras da dupla ganham três dimensões. A versão para 3DS, que chega ao Brasil no dia 25, terá um mundo com fases exclusivas e a opção de um modo de jogo mais fácil.
 
THE LEGEND OF ZELDA: OCARINA OF TIME 3D
 
As aventuras mais famosas de Link ganharam versão tridimensional em 2011
 
A mais famosa aventura de Link fez sucesso no Nintendo 64, em 1998, e foi um dos primeiros hits do Nintendo 3DS, em 2011. O gameplay é muito semelhante ao da versão original, mas o giroscópio do console portátil pode ser usado para olhar ao redor ou mirar com arco, bumerangue ou outras armas. A tela de toque pode ser usada para equipar itens facilmente ou para tocar a ocarina que dá título ao game.
 
 
STAR FOX 64 3D
 
Depois do sucesso no Nintendo 64, Star Fox foi relançado no console portátil 3DS
 
A versão single-player do remake tem dois modos básicos: o “64 mode”, quase idêntico ao game lançado em 1997, e o “3DS mode”, que se adapta à perspectiva 3D e ao uso do giroscópio do aparelho. Com o sensor de movimento, é possível “pilotar” o console como um manche de avião, e os movimentos são reproduzidos pela nave Arwing.
 
TOM CLANCY'S SPLINTER CELL 3D
 
O game portátil é um remake de Splinter Cell: Chaos Theory (2005), parte da série inspirada pelo escritor Tom Clancy. O militar Sam Fisher é enviado ao Peru para localizar um norte-americano capturado por um grupo separatista. Durante a aventura, o jogador abusa de técnicas do gênero stealth (com o objetivo de passar despercebido pelo inimigo). Ser encontrado por guardas faz com que alarmes sejam disparados, o que torna o game mais difícil. Se forem acionados muitos alarmes ao mesmo tempo, é fim de jogo.
 
CAVE STORY 3D
 
Capa do game independente Cave Story, que foi refeito em três dimensões para o console da Nintendo
 
Desenvolvido em cinco anos durante o tempo livre do japonês Daisuke Amaya, Cave Story é um jogo de plataforma em duas dimensões. As fases se desenrolam em uma caverna dentro de uma ilha. O personagem principal, Quote, tenta recuperar a memória enquanto explora o ambiente. Em 2011, chegou para o portátil da Nintendo a versão 3D do jogo independente. Amaya pediu demissão do emprego que ocupava para supervisionar a transição para três dimensões – felizmente, tudo deu certo.
 
FROGGER 3D
 
O sapo que precisava atravessar a rua foi um dos primeiros sucessos da japonesa Konami. Desde 1981, foram mais de 20 milhões de cópias vendidas no mundo. O jogador precisa fazer o anfíbio cruzar uma movimentada avenida e, depois, um rio com troncos de árvores, tartarugas e crocodilos. Na época de seu lançamento, Frogger recebeu versões para quase todos os principais consoles, como Intellivision, Atari 5200, Commodore 64 e ColecoVision. Três décadas depois, a versão de Nintendo 3DS tem fases que se passam em Nova York, no Oriente e até em avenidas no espaço.
 
RAYMAN 3D
 
O personagem Rayman, da Ubisoft, também foi recriado em 3D
 
Quando foi lançado, em 1999, Rayman 2: The Great Escape foi elogiado pelo uso avançado dos gráficos 3D. Nada mais adequado do que levar os trabalhados cenários para o Nintendo 3DS. A versão de 2011 é uma adaptação do game lançado no Dreamcast, console da Sega. O protagonista, Rayman, é capturado por robôs piratas e tem que despertar magias antigas para conseguir escapar.
 
 
 
 
 
 
 
Recomendamos para você