Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 10.01.2013 10.01.2013

O que acontece em Vegas permanece em Vegas

Por Diandra Renesto
 
Sorte, azar, romance, luxo e mistérios. Las Vegas é o palco perfeito de acontecimentos recheados de ações e emoções.
 
Com a era dos cassinos, iniciada em novembro de 1989 por Bugsy Siegel, membro da máfia que abriu o famoso Flamingo Hotel, a cidade do estado de Nevada tornou-se palco de tudo que envolve liberdade, libertinagem e, claro, diversão.
 

Não é à toa, portanto, que “O que acontece em Vegas permanece em Vegas” foi um bordão repetido diversas vezes em várias produções cinematográficas ao longo dos anos.

 
De um paciente em estado terminal a um grupo de amigos realizando uma despedida de solteiro, muitas tramas se apoiaram nas luzes e na arquitetura moderna desse lugar tão requisitado. E no próximo dia 11/01, o filme O Dobro Ou Nada entra oficialmente para a lista das obras com esse cenário.
 
Dirigida por Stephen Frears (Ligações Perigosas), essa comédia dramática tem um elenco estrelado por: Bruce Willis (Duro de Matar), Rebecca Hall (Vicky Cristina Barcelona), Catherine Zeta-Jones (Chicago), Vince Vaughn (Separados Pelo Casamento) e Joshua Jackson (Lenda Urbana).
 

A história, baseada nas memórias da escritora Beth Raymer, fala sobre uma ex-dançarina (Rebecca Hall) que vira garçonete, mas acaba envolvida em um esquema de apostas ilegais em Las Vegas, influenciada pelo personagem de Willis, que interpreta um apostador profissional.

E no embalo dessa estreia, nada melhor que relembrar outros roteiros marcantes que se passaram no mesmo ambiente.
 
 
 
Na segunda parte da trilogia de Francis Ford Coppola (Apocalypse Now), a trama se divide em duas histórias paralelas.
 
De um lado, o filme apresenta a infância de Dom Vito Corleone (Marlon Brando, Último Tango em Paris) e, de outro, Michael Corleone (Al Pacino, Scarface), seu filho, está no comando da família, tentando expandir os negócios cada vez mais.
E nessa expansão estão inclusas muitas visitas a instalações e propriedades de uma Las Vegas ainda no início que, entre outros atributos, faz desse filme uma viagem histórica no tempo, mostrando como o império dos cassinos foi se formando.
E no livro de Mario Puzzo, em que a obra se baseia, os detalhes podem ser ainda mais bem apreciados.
O Poderoso Chefão 2 venceu em 6 categorias no Oscar e foi a primeira sequência a levar o prêmio de melhor filme.
 
 
Neste drama, que rendeu a Nicolas Cage o Oscar de melhor ator, a cidade ganha uma conotação mais melancólica.
Ben Sanderson (Cage) é um produtor de cinema alcoólatra que vive em Los Angeles. Após ser demitido, decide ir para Las Vegas com um plano suicida de beber até morrer.
Lá, ele conhece Sera (Elisabeth Shue, De Volta Para O Futuro), uma prostituta também vinda de Los Angeles, e os dois se apaixonam perdidamente.
Os dois passam a morar juntos, cada um respeitando os defeitos e o estilo de vida do outro. Porém, o estrago que a bebida causou em Sanderson é algo que não tem mais como resolver.
Dirigido por Mike Figgis (Garganta do Diabo), o roteiro é baseado no livro autobiográfico de John O'Brien, publicado em 1990.
 
Casino – 1995
 
 
Neste filme, a Las Vegas dos anos 70 se apoia em 3 personagens arquetípicos importantes.
Um diretor de cassino vivido por Robert De Niro (Taxi Driver),uma prostituta influente, papel de Sharon Stone (Instinto Selvagem) e um gângster interpretado por Joe Pesci (Esqueceram de Mim).
Juntos, eles vão delineando para o público o universo de uma cidade dominada pela máfia nos primórdios de sua fundação.
Martin Scorsese (Os Infiltrados) é o responsável pela direção de um roteiro escrito a quatro mãos com Nicholas Pileggi, autor do livro de mesmo nome que deu origem à obra cinematográfica.
Com críticas extremamente positivas, apesar do excesso de violência apresentado, Casino é um filme tão marcante quanto a cidade em que se passa.
 
 
 
Uma história que mostra a linha tênue entre os verdadeiros valores e as vantagens de uma vida de glamour.
Ben Campbell (Jim Sturgees, Across The Universe) é um garoto de Q.I. muito elevado do MIT que, precisando pagar a faculdade, se aproveita de sua inteligência acima da média para conseguir dinheiro.
Ao conhecer o professor Micky Rosa (Kevin Spacey, Beleza Americana), Ben passa a fazer parte de um grupo que conta cartas e que, com um código infalível, quebra a banca de diversos cassinos em Las Vegas nos fins de semana.
Mas as coisas começam a sair de um modo diferente do planejado, e o protagonista precisa decidir até onde vão os seus limites.
Quem assina a direção é Robert Luketic (Legalmente Loira) e a trama também tem, como matéria-prima, um livro, o best-seller Bringing Down The House de Ben Mezrich.
 
 
 
Por mais inusitado que pareça, romances também podem nascer nessa cidade emblemática.
E é exatamente o que acontece com Joy McNally (Cameron Diaz, Quem Vai Ficar Com Mary) e Jack Fuller (Ashton Kutcher, Efeito Borboleta).
Ela viaja para Las Vegas para superar o fim do noivado, ele para superar a demissão.
 
Após uma noite de muita bebedeira e diversão, ambos descobrem que se casaram.
Mas antes de desfazerem o mal-entendido, acabam ganhando US$ 3 milhões em uma máquina caça-níquel. Porém, para ficarem com o dinheiro, precisam provar que são realmente um casal.
Começam então a morar sob o mesmo teto e, em meio a muitas brigas, um grande amor acaba surgindo.
A direção é de responsabilidade de Tom Vaughan (Garoto Nota 10) e a história teve um excelente retorno financeiro.
 
 
 
Tudo que Phil (Bradley Cooper, Sem Limites) e Stu (Ed Helms, O Grande Dave) queriam era proporcionar para o amigo Doug (Justin Bartha, A Lenda Do Tesouro Perdido) uma despedida de solteiro inesquecível.
O que, no caso, realmente aconteceu, mas não da forma como eles esperavam.
Os 3 companheiros, juntamente com o futuro cunhado de Doug, Alan (Zach Galifianakis, Um Parto de Viagem), partem para Las Vegas. Lá chegando, começam a aproveitar as atrações locais.
Mas no dia seguinte, acordam em um lugar desconhecido, sem saber absolutamente o que se passou na noite anterior, e descobrem que o noivo está desaparecido.
A partir disso, inicia-se uma verdadeira jornada cômica em busca de pistas que os façam entender como foi que as coisas saíram errado.
E, claro, eles precisam correr contra o tempo para que o casamento de Doug ainda se realize.
Dirigido por Todd Phillips (Starsky & Hutch), o filme foi um grande sucesso, atingindo a marca de comédia censurada para maiores de 18 anos mais lucrativa da história.
Ganhou uma continuação, lançada em 2011, e uma terceira parte da história está por vir em 2013.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Recomendamos para você