Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Filmes e séries / Música / Outros 14.05.2020 14.05.2020

O impacto do coronavírus na cultura pop

impacto coronavírus cultura pop

A pandemia do coronavírus é a maior crise que já atingiu o mundo nesse milênio. Todas as indústrias foram afetadas, mas o entretenimento, que quase sempre depende de reunir multidões, foi um dos mais atingidos. Por isso, o impacto do coronavírus na cultura pop foi imenso. Veja o que foi cancelado ou adiado por causa do Covid-19 no Brasil e no mundo. E veja como muitos artistas estão driblando essa situação com criatividade e solidariedade.

Shows adiados ou cancelados no Brasil por causa do coronavírus.

Taylor Swift
A autora de Bad Blood, Look What You Made Me Do, Shake It Off, Blank Space, e outros hits tinha shows agendados em São Paulo no Alliance Parque em 18 de abril, mas teve que cancelar por causa da quarentena do coronavírus. As datas para os novos shows de Taylor Swifit foram reagendadas, a confirmar, nos dias 18 e 19 de julho no mesmo local.

Metallica e Greta Van Fleet
O Metallica tinha shows agendados em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte no mês de abril, trazendo como banda de abertura o Greta Van Fleet, que também já tem uma legião de fãs no Brasil, embora alguns roqueiros mais ortodoxos ainda torçam o nariz para os competentes garotos, por achar que a assumida influência de Led Zepellin seja um plágio.

Os fãs brasileiros já tinham ficado com receio do cancelamento antes mesmo do coronavírus, por causa das notícias de que o frontman James Hetfield havia sido internado em uma clínica de reabilitação para tratar o alcoolismo, cancelando datas na Austrália e Nova Zelândia. Mas os produtores já confirmaram a nova data para dezembro de 2020.

Lolapalloza Brasil
O Lolla é um dos festivais internacionais mais ecléticos do cenário musical mundial, sempre misturando gerações e estilos, e que já virou tradição no concorrido calendário de grandes eventos no Brasil. As edições dos anos anteriores trouxeram nomes tão diferentes quanto Pearl Jam, Imagine Dragons, The Killers, Lana Del Rey, Mallu Magalhães,  Red Hot Chilli Peppers, e Mano Brown.

A edição 2020 do Lollapalloza Brasil também foi adiada por causa da pandemia de coronavírus, e foi remarcada para os dias 4, 5 e 6 de dezembro. Entre as atrações estão o rappers Travis Scott, os roqueiros do The Strokes e a lenda do Hard Rock Guns `n´ Roses, trazendo além do polêmico vocalista Axl Rose, o guitarrista Slash e o baixista Duff Mckagan, na turnê que tem o irônico nome de Not in This Lifetime.

Kiss
Parece que dessa vez os quatro mascarados do Kiss , Gene Simmons, Paul Stanley, Thommy Thayer e Eric Singer, vão mesmo aposentar as maquiagens de ‘The Demon”, “Starchild”, “Spaceman” e “Catman”. A The End of The Road Tour estava programada para passar pelo Brasil em maio, mas os shows em Brasília, Uberlândia, São Paulo, Ribeirão Preto, Curitiba e Porto Alegre foram remarcados, e acontecerão entre 10 e 19 de Novembro de 2020. Confira as datas exatas.

Billie Eilish
A turnê ‘Where do we go now’? da cantora Billie Eilish,  passaria pelo Brasil em 30 de maio, no Allianz Parque, em São Paulo. Até o momento, não há novas datas confirmadas do fenômeno adolescente do pop. Acompanhe o blog para novas atualizações.

Backstreet Boys
A veterana boy band Backstreet boys chegou a tocar no Rio de Janeiro em 13 março, mas o Show em São Paulo, que seria no dia 15, foi cancelado. Ainda não há novas datas agendadas.

Sammy Hagar
O incansável Sammy Hagar  viria ao Brasil à frente do The Circle, que conta com seu ex-colega no Van Halen, Michael Anthony no baixo, Vic Jonhson na guitarra e Jason Bonhan (filho do lendário John Bonhan)  na bateria. Toda a turnê mundial foi cancelada, e não há novas datas confirmadas, inclusive no Brasil.

The Offspring e Pennywise
Duas das mais relevantes bandas de punk rock da atualidade, o Offspring e o Pennywise estavam excursionando juntas. A tour passaria pelo Brasil em março, com datas em Uberlândia, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro e São Paulo. Os shows foram adiados por tempo indeterminado.

Wu Tang Clan
A lenda do Hip Hop Wu Tang Clan tinha shows confirmados no Brasil em 8 de abril, que foram cancelados por causa da crise do coronavírus, e a princípio estão reagendados para o final de 2020, entre novembro e dezembro.

Shows, turnês e eventos adiados no exterior

Não foi somente no Brasil que o coronavírus causou um estrago imenso em toda a indústria de cultura pop. Em todo o mundo, shows e eventos de todos os gêneros foram cancelados ou adiados. Veja os principais.

Madonna.
A turnê de Madam X, álbum mais recente de Madonna, já tinha tido algumas datas canceladas em Paris por causa de uma lesão no joelho da cantora de 61 anos. Logo em seguida a crise do coronavírus se agravou, obrigando o ícone pop a suspender o restante de sua turnê europeia.

Pearl Jam
A lenda do grunge de Seattle, Pearl Jam lançou em março seu novo algum, Gigaton, e estava com uma tour pela América do Norte agendada para promover o novo trabalho, mas que foi adiada pela segurança dos fãs, equipe e banda.

The Rolling Stones
A No Filter Summer Tour dos Rolling Stones, que ia começar em maio em San Diego e terminar em Atlanta em julho de 2020 foi adiada devido à pandemia. Keith Richards, Mick Jagger, Charlie Watts e Ron Wood vão ficar em casa durante a pandemia Se você puder, faça o mesmo!

BTS
Grupo mais popular do gênero K-Pop, o BTS  cancelou a turnê que faria no mês de abril no seu país de origem, a Coreia do Sul, por causa da pandemia.

Green Day
O trio de Punk Rock Green Day formando por Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt e Tré Cool também cancelou a perna asiática da turnê de lançamento de seu mais recente trabalho, Father of All.

Coachella Festival
A edição 2020 do eclético festival Coachella, que reúne anualmente no deserto da California atrações de Rock, Indie, eletrônico e Hip Hop foi adiado para outubro, mas uma das atrações principais, uma reunião do lendário Rage Against The Machine está mantida.

Avril Lavigne
A roqueira canadense Avril Lavigne cancelou 14 datas da perna europeia e mais toda a perna asiática da Head Above Water Tour.

Olimpíadas de Tóquio 2020.

Os Jogos olímpicos são o maior evento esportivo do mundo, verdade. Mas as cerimônias de abertura e de encerramento são superproduções que contam com a presença de grandes nomes da cultura pop como J.K. Rowling, Gisele Bundchen e Daniel Craig. Os shows já contaram com nomes como Paul McCartney, Jimmy Page,  Jennifer Lopez e Ivete Sangalo.

Estreias de filmes canceladas pela pandemia de  coronavírus

O impacto da pandemia não afetou a cultura pop somente nos shows ao vivo. Muitos filmes esperados pelos fãs com grande ansiedade tiveram suas estreias adiadas, já que a necessidade de isolamento social impede a abertura das salas de cinema.

007 Sem Tempo Para Morrer
Programado para ser a última aventura de Daniel Craig na pele do espião James Bond, na série do cinema de ação mais duradoura da cultura pop, 25 filmes em 58 anos, teve a estreia mundial na China cancelada, e não tem data definida no resto do mundo.

Um lugar silencioso 2
A sequência de Um lugar silencioso, filme em que uma família deve se manter em silencio para se manter a salvo foi adiada por tempo indeterminado.

Velozes e Furiosos 9
Uma das mais longevas sagas de ação do cinema atual, o nono episódio de Velozes e Furiosos, novamente com Vin Diesel a frente do elenco, ficou para abril de 2021.

Mulher Maravilha 1984
A sequência do bem-sucedido filme sobre a super-heroína da DC, com Gal Gadot novamente no papel principal, estava marcada para junho desse ano, mas foi adiada para agosto de 2020.

Mulan
A versão live action da animação da Disney sobre a menina chinesa que se disfarça de rapaz, entra no exército do imperador e salva a China, Mulan chegaria ao cinema em 26 de março, mas foi adiado para 23 de julho de 2020.

Novos Mutantes
Depois de vários atrasos devido à compra da Fox pela Disney, os fãs terão de esperar mais um pouco para ver o aguardado spin off de X-Men com clima de terror, que teve o cultuado diretor mexicano, e nerd assumido,  Guillermo Del Toro na direção.

Gravações Adiadas pelo coronavírus
Os fãs não são os únicos que não devem se arriscar em aglomerações e manter o distanciamento social. Os atores, diretores e toda a equipe que participa da produção de séries e filmes teve de fazer o mesmo, adiando o início de filmagens muito aguardadas.

Falcão e o Soldado Invernal
A série que vai mostrar as aventuras dos dois mais famosos coadjuvantes de  Steve Rogers, o Capitão América nos quadrinhos e nas telas, após os eventos de Vingadores – Ultimato, teve as gravações interrompidas

Shang Shi
Shang-Chi and The Legend of The Ten Rings, sem título ainda em português, que vai trazer para as telas em versão live action o cultuado personagem chinês da Marvel, Mestre do Kung Fu, teve as filmagens adiadas depois que o diretor Destin Daniel Cretton testou positivo para Covid-19, mesmo não apresentando sintomas.

Stranger Things 4
A quarta temporada de Stranger Things seria filmada no Canadá e Estados Unidos, um dos países mais atingidos pela pandemia, e foi adiada. Os fãs, por enquanto terão de rever as três primeiras temporadas.

The Batman
A nova versão live action do Cavaleiro das Trevas, que já causou polêmica entre os fãs quando anunciou Robert Pattinson , o vampiro da série Crepúsculo no papel de Bruce Wayne / Batman teve as filmagens, que ocorriam no Reino Unido, outro país muito afetado pela pandemia, adiadas .

The Witcher segunda temporada
Depois do grande sucesso da primeira temporada de The Witcher, a segunda temporada da série baseada em games, trazendo Henry Cavill no papel principal teve as gravações interrompidas. Mas a princípio, a estreia para 2021 está mantida.

O Senhor dos Anéis
As gravações da série baseada no clássico de J.R.R Tolkien estava sendo filmada na Nova Zelândia, assim como foram os filmes da trilogia cinematográfica O Senhor dos Anéis, dirigida por Peter Jackson,  foram interrompidas. Ainda não há data para retomarem.

Animais Fantásticos 3
O terceiro filme baseado nos livros de J.K. Rowling teve o início das gravações adiado, sem previsão de reinício.

O fenômeno das lives

Mesmo a quarentena do coronavírus tem o seu lado bom.  Não podendo fazer shows ao vivo por causa do distanciamento social, muitos artistas descobriram nas lives do Facebook uma maneira de se manterem próximos de seu público.

Uma das primeiras foi a que Elton John comandou da cozinha da sua própria casa, que contou com as participações de gente de peso com Billie Eilish, Alicia Keys, Mariah Carey e Lady Gaga, cada um da sua casa e conclamando as pessoas a fazerem o mesmo. O show levantou 8 milhões de dólares em doações para socorristas norte-americanos em dificuldades financeiras.

Outro grande Festival Live foi em 18 de abril, uma parceria entre a ONG Global Citizen, o diretor da Organização Mundial de Saúde (OMS) Thedros Adanom, e Lady Gaga, o One World Togheter At Home, que contou também com shows transmitidos da casa de Paul McCartney, Andrea Bocelli, Eddie Vedder, Billie Joe Armstrong, Elton John, Chris Martin e outros.

No Brasil, as lives chegaram com força. Também para levantar doações, os sertanejos Jorge e Mateus quebraram a internet. Ou melhor, o recorde de número de pessoas assistindo a uma live pelo Youtube ao mesmo tempo: 3 milhões de pessoas. Antes deles, o recorde era do também sertanejo Gustavo Lima, que em março colocou 750 mil pessoas para acompanhar sua live, superando o recorde que Beyoncé tinha desde 2018: 500 mil pessoas.

Mas o recorde da dupla durou pouco. Alguns dias depois Marília Mendonça, a rainha da sofrência, ultrapassou o recorde da dupla: Sua live foi acompanhada simultaneamente por 3,2 milhões de pessoas!

Recomendamos para você