Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

‘O Grande Hotel Budapeste’: o time estrelado de Wes Anderson

Por Edu Fernandes
 
O pôster de O Grande Hotel Budapeste (Fox) traz as imagens e os nomes dos membros do elenco do filme que estreia no Brasil em 3 de julho. A quantidade de rostos conhecidos impressiona, mas é explicada pela presença do diretor Wes Anderson no comando. No decorrer de sua carreira, o cineasta acumulou parcerias de sucesso com atores que voltam a participar de seus trabalhos.
O diretor consegue reunir atores renomados em seu set por fazer longas que agradam à crítica e encontram sucesso com o público que é seu fã. A assinatura autoral e o alcance das produções assinadas por Anderson tornam-se muito atrativos para os atores.
O novo longa-metragem acompanha a jornada de Zero Moustafa, dono do estabelecimento que dá nome ao filme. Na maturidade ele é vivido por F. Murray Abraham (Homeland), que narra sua história de vida desde que começou a trabalhar no hotel como mensageiro. Na juventude, o personagem é vivido por Tony Revolori. Ambos são novidades nos longas de Wes.
O relato de Moustafa é ouvido por um escritor (Jude Law, de Terapia de Risco), o que o inspira a escrever um livro sobre o assunto quando é mais velho (Tom Wilkinson, de O Cavaleiro Solitário). Os intérpretes do autor também são novas “aquisições” ao time do diretor. As repetições no elenco se dão nos personagens coadjuvantes e em participações especiais.
 

Madame D. é o estopim do roteiro
O enredo se inicia nos anos 1930, quando Zero é treinado pelo concierge Gustave (Ralph Fiennes, de 007 – Operação Skyfall), que tem o hábito de se relacionar sexualmente com hóspedes idosas. Uma de suas conquistas é a Madame D., vivida por Tilda Swinton, que tem uma parceria recente com Anderson em Moonrise Kingdom (Universal).
Esse também é o caso de Edward Norton, que em O Grande Hotel Budapeste interpreta um militar que persegue a dupla de protagonistas.Em participações menores, também foram importados da produção anterior do cineasta Harvey Keitel e Bob Balaban.
 

O ganancioso Dmitri é o vilão
A caçada se dá porque Gustave foi acusado de matar a amante. Tudo não passa de uma armação de Dmitri, filho da falecida vivido por Adrien Brody, que já trabalhou com Wes Anderson em outros dois filmes desde Viagem a Darjeeling (Fox), em 2007.
Para se assegurar de seus planos, Dmitri conta com Jopling. O capanga é o papel de Willem Dafoe, que já esteve presente em outros dois trabalhos de Anderson. A última contribuição se deu na animação O Fantástico Sr. Raposo (Fox), em 2009.
 

Kovacs pode ajudar os protagonistas
Quem pode desbaratinar as artimanhas do vilão é Kovacs, o advogado que cuida do testamento da Madame. Ele é interpretado por Jeff Goldblum, que volta a trabalhar com Wes depois de dez anos, quando participou de A Vida Marinha com Steve Zissou (Buena Vista).
No desenrolar da história, os fãs do cineasta poderão curtir o humor que lhe é característico, bem como seu visual de personalidade, com uma paleta de cores não convencionais. Além disso, há a simetria nos enquadramentos que acompanham os personagens e os cenários.
Finalmente, há participações especiais de Owen Wilson (Pura Adrenalina), Bill Murray (Os Excêntricos Tenembaums) e Jason Schwartzman (Três É Demais). Esses atores acumulam muitas colaborações com Wes Anderson. Wilson chega a seu sexto filme e Jason teve cinco papéis. No entanto, Murray é o campeão absoluto, com sete parcerias com o realizador.
 
Veja o trailer de O Grande Hotel Budapeste:
 

 
 
Recomendamos para você