Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 22.07.2013 22.07.2013

O anime ‘Monster’ e seus diversos temas e diálogos

Por Cristina de Oliveira
 
Monster é uma adaptação fiel da série adulta de mangá de Naoki Urasawa, publicada entre 1994 e 2001. O anime conta com 74 episódios recheados de perseguições, mistérios e personagens complexos.
 
A trama se desenvolve em torno do Dr. Kenzou Tenma, um neurocirurgião competente e dedicado que, ao optar por operar Johan, um garoto que chegara gravemente ferido, em vez do ilustre prefeito da cidade, perde prestígio no hospital e, devido ao desenrolar dos fatos ligados a essa escolha, torna-se suspeito de assassinatos.
 
Veja a seguir alguns temas que perpassam essa história eletrizante e que fazem do anime Monster uma obra para se assistir com olhos bem abertos.
 
HERÓI FUGITIVO
Atestar a inocência é um dos motes que tem colocado heróis na estrada há tempos. Em O Incrível Hulk, HQ da Marvel adaptada para TV e cinema, e em O Fugitivo (1993), filme protagonizado por Harrison Ford, os respectivos protagonistas fogem para provar que são inocentes.
 
O Dr. Tenma, de Monster, também. Irredutível em seus propósitos, ele quer capturar Johan, o menino que salvou no passado, mas que depois se mostrou um terrível psicopata, para assim provar sua inocência e livrar o mundo do terrível assassino. Mas como é um foragido da polícia, o médico ainda tem que lidar com a perseguição do detetive Lunge. De quebra, Tenma faz amigos pela estrada e os ajuda em diversas situações, num clima de road movie.
 
Dr. Tenma: sua determinação o conduz por um caminho repleto de mistérios e intrigas
 
ESTRANHA RELAÇÃO ENTRE GÊMEOS
Não é de hoje que a relação entre irmãos gêmeos é retratada na ficção. Em Guerra nas Estrelas (1977), a princesa Leia luta ao lado do seu irmão gêmeo Luke Skywalker; em Gêmeos – Mórbida Semelhança (1988), temos os opostos, inseparáveis e perturbadores irmãos Mantle; no clássico literário de Alexandre Dumas, O Homem da Máscara de Ferro, o irmão gêmeo do rei é mantido preso sob uma terrível máscara.
 
Em Monster também há uma relação peculiar entre os gêmeos Anna Liebert, inicialmente desmemoriada, mas que aos poucos vai se lembrando do irmão, e Johan Liebert, um frio psicopata que parece só se importar com a irmã. Ambos dividem um misterioso passado, que pode dizer muito sobre a ligação entre eles.
 
Mistérios se escondem no passado dos irmãos Liebert
 
DETETIVES FORA DE SÉRIE
 
No rol dos detetives especiais, como o esquentado e durão Falcão Maltês, de 1941, o genial Sherlock Holmes, o superinteligente e excêntrico L, do mangá e anime Death Note, ou mesmo o detetive Monk do seriado homônimo (2002), que sofre de transtorno obsessivo-compulsivo, além de vários outros, está o detetive Lunge de Monster, que não fica atrás em termos de perspicácia e manias. Altamente analítico, persegue Tenma implacavelmente. Inteligente, metódico, eficiente, Lunge completa o pacote com manias pouco convencionais, como o fato de digitar as informações, deduções e pensamentos em um teclado… invisível.
 
Lunge não dá folga para Tenma durante sua perseguição
 
PSICOPATAS MARCANTES
Psicopatas também são personagens recorrentes na telona. Temos alguns exemplos memoráveis, como o frio Norman Bates de Psicose (1960), o estranho Alexander DeLarge de Laranja Mecânica (1971), a obcecada fã n° 1 Annie Wilkes de Louca Obsessão (1990), o playboy rico e “boa-pinta” de Psicopata Americano (2000) e o insano, inteligente e canibal Hannibal Lecter de O Silêncio dos Inocentes (1991).
 
Com lugar de honra nessa galeria terrível, Johan Liebert, o “monstro” do título do mangá/anime, transforma a vida do Dr. Tenma num calvário de perseguições e mistérios. Johan é doce, envolvente, com uma aparência angelical e com uma habilidade incomum para falar e convencer. Ele consegue ser adorado quando quer e manipula qualquer um ao seu bel prazer. Na dúvida, é bom ter cuidado com o charme diabólico de Johan – se não, até nós corremos o risco de cair em suas garras.
 
Johan Liebert: psicopata manipulador, mas altamente educado, amável e controlado
 
QUEDA DO MURO DE BERLIM, NAZISMO E EXPERIÊNCIAS MACABRAS
A queda do Muro de Berlim e a Guerra Fria são panos de fundo para muitas produções cinematográficas de sucesso, como Asas do Desejo (1987), Adeus Lênin (2003) ou mesmo o filme A Onda (2008, refilmagem de uma produção norte-americana homônima de 1981).
 
No mangá/anime Monster, a trama se inicia em 1986 (pouco antes da queda do Muro de Berlim, em 1989). No transcorrer da história, surgem políticos suspeitos, o fantasma do nazismo, ex-espiões que foram vítimas de lavagem cerebral e estranhas experiências feitas com crianças em orfanatos sinistros.
 
ERA UMA VEZ…
Dentre os muitos elementos no enredo de Monster, temos a oportunidade de conhecer uma pequena obra-prima dentro de outra: o conto infantil criado especialmente para o mangá/anime, cuja história se entrelaça com a narrativa dos irmãos Anna e Johan. Em O Monstro Sem Nome, temos uma criatura que atravessa o mundo em busca de um nome. A cada vitima que encontra pelo caminho, cede um desejo em troca do nome da pessoa, mas quem aceita a proposta paga com a própria vida. 
 
Os “inofensivos” contos infantis em Monster dizem muito sobre os personagens e o enredo
 
Recomendamos para você