Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 06.11.2009 06.11.2009

Novo romance de Rubem Fonseca, também no Kindle

Por Bruno Dorigatti

Mais um livro de Rubem Fonseca chega àslivrarias. Em O seminarista (Agir), o matador de aluguel e ex-seminarista José, que já apareceu emtrês contos de Ela e outras mulheres (Companhia das Letras, 2006): “”Belinha””,””Olívia”” e “”Xânia””, está disposto a iniciar uma vida nova,quando se torna alvo de um antigo cliente.

“”José só trabalha por encomenda. É conhecidocomo O Especialista””. às 17h27 da última quarta, 4 de novembro, começou adivulgação, via Twitter da editora Agir, do novo romance deRubem Fonseca. Depois de mais de 20 anos, o escritor deixou a Companhia dasLetras, e estréia em grande estilo na nova editora, do grupo Ediouro. “”Josévive sozinho. E não sabe nada de seus clientes. José ama poesia e rock. José jáesteve por aí. Mas agora sua vida se revela em detalhes.José ouve rock e é conhecedorde pistolas. Não costuma errar.José vive no Rio de Janeiro, mas correu mundo aserviço. Quer se aposentar. Mas é difícil. José tem certeza: todos aqueles quematou mereceram. José detesta qualquer Papai Noel. Ainda mais quando eles fazemô!ô!ô!””, foram as twittadas seguintes, descrevendo um pouco mais dopersonagem.

O seminarista inaugura as ações na internet do grupo Ediouro (que reúne, entreoutras, a Agir, Nova Fronteira, Plugme) para os seus próximos lançamentos. Alémdo Twitter, o livro ganhou um site especial, onde é possível assistir à um vídeo promocional (assista abaixo), produzido pela Retina 78, que cuidou também do projeto gráfico, ondeo próprio Rubem lê em off e com sua voz rouca trechos da novela. No site, aindaconsta o trecho inicial danovela (que você lê ao final do texto, e um áudiodo autor lendo trecho do famoso conto “”A arte de andar nas ruas do Rio deJaneiro””. Quem comprar O seminarista, leva de brinde o livro A arte de andar nas ruas do Rio de Janeiro, com o referido conto, ilustrado pelas fotos de Zeca Fonseca,filho de Rubem, e que já havia feito trabalho semelhante, a partir de Bufo & Spallanzani.

O site resume assim o livro: “”Para oprotagonista de O seminarista, matar não causa remorso, mas também não causa prazer. É apenasseu trabalho, que lhe permite se dedicar àquilo que realmente ama: livros,filmes e mulheres. Não quer saber quem é a pessoa que será eliminada, nem mesmolê os jornais do dia seguinte.

Quando, no entanto, decide que já é hora deabandonar a profissão, descobre que não é tão imune aos efeitos de seustrabalhos e de suas escolhas como acredita ser, e tem que enfrentar fantasmasde um passado que pensa ter superado. Em seu décimo primeiro romance, RubemFonseca mais uma vez se mostra um dos mestres da narrativa brasileira, concisoe intenso, capaz de manter a tensão a cada página.””

Segundo Sérgio Rodrigues, em seu blog Todo Prosa, “”corre por aí à boca nem tão pequenaque O seminarista é, com muitos corpos (olha o duplo sentido) de vantagem, o livromais violento do escritor de 84 anos. O que, em seu caso, é muito””.

Amanhã também chegam às livrarias Os prisioneiros e Lúcia McCartney, iniciando a coleção que conta com a curadoria dojornalista Sérgio Augusto e pretende lançar dois títulos a cada dois meses. Emjaneiro, será a vez de Agosto e A coleira do cão.

Kindle

O seminarista será ainda o primeirolivro no País a sair com versão para Kindle e iPhone, o que deve acontecernas próximas semanas. Segundo Newton Neto, diretor-executivo da Singular, braçodo grupo Ediouro dedicado às novas tecnologias, em entrevista ao Blog do Link, d’ O Estado de S. Paulo, a empresa terá seuacervo completo no Google Books. 

“”Vamos ter todo catálogo de lançamentos daseditoras do grupo em versões digitais, principalmente para plataformas comoKindle e iPhone. A idéia também é explorar a cauda longa com lançamentosespecíficos para plataformas digitais como impressão sob demanda e e-books. Opreço dos primeiros e-books do grupo serão divulgados quando do lançamento donovo livro do Rubem Fonseca que será lançado simultaneamente para o iPhone eKindle, nas próximas semanas””, afirmou ao Blog do Link.

Ironicamente, Rubem Fonseca não leva muita fé noslivros eletrônicos, como escreveu em artigo para o Portal Literal,publicado em fevereiro deste ano:

“Respondam: há coisa melhor do que ler em umlivro? Além disso ele pode ser lido em qualquer lugar. Digam um lugar em que umlivro não pode ser lido?

Você pode ler os jornais na internet, no entantotodo mundo prefere ler as notícias no jornal de papel. Por que será? Vício?Conforto? Sabedoria? O significado da palavra inglesa Kindle é ‘arder,acender, incendiar’.

Querem saber de uma coisa, aqui entre nós?Esse Kindle me parece fogo de palha””. 

> Assista ao vídeo promocional do novo romance do escritor, e leia o começo de O seminarista

 

 

> Confira o site oficial do escritor

> Rubem Fonseca na Saraiva.com.br

# Livros 

# Livros importados  


Share |

Recomendamos para você