Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 30.11.-0001 30.11.-0001

Nobel da Literatura 2010

O escritor, político e jornalista peruano Mario Vargas Llosa venceu o Prêmio Nobel da Literatura 2010. Entre as apostas para receber a maior premiação mundial das letras este ano estavam o argentino Juan Gelman, o mexicano Carlos Fuentes, os espanhois Javier Marías e Juan Marsé e o paraguaio Néstor Amarilla.

Nascido em 28 de março de 1936 em Arequipa, no Peru, Vargas Llosa é considerado um dos maiores nomes da literatura em língua espanhola. Ele escreveu mais de 30 romances, peças de teatro e ensaios, entre elas: A cidade e os cachorros (1963),  Conversa na catedral (1969), A casa verde (1966)  Pantaleão e as visitadoras (1973) e Travessuras da menina má (2006). O sonho do celta, seu novo romance, deve ser publicado em breve. 

Mario Vargas Llosa, que está em Manhattan, onde se encontra a lecionar na Universidade de Princeton, é o 103.º Prémio Nobel da Literatura, atribuído pela primeira vez em 1901. No ano passado a distinção foi atribuída a Herta Müller.

Neste ano, a Alfaguara já publicou por aqui A casa verde e Os chefes/Os filhotes e a Objetiva acaba de lançar Sabres e utopias. No dia 3 de novembro, chega às livrarias, o novo romance do escritor. El sueño del celta narra a vida do irlandês Roger Casement (1864-1916), diplomata britânico que denunciou os abusos cometidos durante a colonização no Congo belga e posteriormente no Peru, no processo de extração da borracha do Amazonas.

Segundo a Academia Sueca, o prêmio ficou com Llosa por sua “”cartografia das estruturas de poder e de fortes imagens da resistência, da rebelião e da derrota do indivíduo””. 

Com informações do Expresso – Portugal

Recomendamos para você