Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 16.09.2009 16.09.2009

Mostra de cinema argentino no CCCB Rio de Janeiro e Brasília

Ahistória do cinema argentino registra dois importantes períodos, ambosconhecidos com “”Nuevo Cine””. O primeiro deles foi entre 1959 e 1966,quando uma produção intensa foi interrompida pelo golpe de 66. Em 1997, olançamento de Pizza, Birra e Faso, deAdrián Caetano e Bruno Stagnaro,marcou a retomada da produção argentina, após um conturbado período político eeconômico, e o nascimento do “”Nuevo Cine””, que continua até hoje comuma variada e premiada produção. 

Com 27 títulos dos dois””Nuevo Cine””, quase todos inéditos comercialmente, a mostra Do Novo ao Novo Cinema Argentino – Birra,Crise e Poesia, nome inspirado no filme de Caetano e Stagnaro, traz para o CCBB Rioum amplo painel do cinema produzido por nossos vizinhos e que ainda é bem poucoconhecido do público brasileiro. Com curadoria de Priscila Miranda, queselecionou filmes que “”carregam crise e poesia em suas histórias””, amostra foi apresentada também no CCBB São Paulo (19/08 a 6/09), e segue emcartaz no CCBB Brasília (8 a 27/09). 

Amostra exibirá 12 longa metragens do primeiro ciclo do Novo Cinema, de ElJefe (1958), de Fernando Ayala, até Pajarito Gómez – una vida feliz, de RodolfoKuhn (1965). Aprodução foi intensa de 1961 a 1966, ano do golpe, quando muitos artistassairam de cena. É desse período, de 1965, o clássico Crónica de um niño solo,de Leonardo Favio, considerado o melhor filme de cinema sonoro argentino por cem críticos, historiadores e investigadores de cinema em esquisa realizada em 2000.

O filme que marca osegundo Nuevo Cine, quando o cinema renasce após um conturbado período políticoe econômico, é Pizza, Birra e Faso, de Adrián Caetano e Bruno Stagnaro, lançado em1997. Desta fase, serãoexibidos na mostra 15 filmes, entre eles um dos primeiros trabalhos de LucreciaMartel, o curta Rey Muerto (1995); La sonámbula (1998), de FernandoSpiner; Bolivia (2001), Adrián Caetano e  De quien es el portaligas(2007), deFito Paez. 

Paraapresentar o “”Nuevo Cine””, vem ao Rio os produtores EduardoCostantini e Chino Fernández. Eles participam de dois debates na Sala de Cinemado CCBB Rio: dia 17 de setembro, 20h, sobre Produção e Difusão, com ocoordenador da Superintendência de Acompanhamento de Mercado da Ancine MarceloIkeda e o professor e pesquisador André Gatti; e no sábado, 19, 20h30, sobre””Cinema Argentino por ele mesmo””. 

Confira a programaçãono blog da mostra Do Novo ao Novo CinemaArgentino – Birra, Crise e Poesia.

Recomendamos para você