Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 13.07.2010 13.07.2010

México: Juan Rulfo, fotógrafo

O autor mexicano Juan Rulfo começou a fotografar na década de 60 e descobriu, naquelas primeiras imagens, omundo que também estava em seus textos. Seus registros funcionam como umaespécie de extensão de sua obra literária.

A exposição México: Juan Rulfo,fotógrafo – promovida pelo Instituto Cervantes,  em parceria com a editora Lunwerg e a FundaçãoJuan Rulfo –, de 7 de julho a 7 de agosto, na nova sede do Instituto emBotafogo, apresenta 70 registros em preto e branco de desertos, povoados,arquiteturas e retratos, que conectam os dois mundos nos quais Rulfo transitouem vida – o literário e o fotográfico.

Juan Rulfo viveu 69 anos, mas,como escritor, lançou apenas dois livros. Apesar de publicar pouco, El Llano emLlamas, coletânea de contos publicada em 1953, e Pedro Páramo, romance de 1955,são obras de grande projeção dentro da literatura mexicana e latino-americana.E é com esse universo contido em seus livros que dialogam suas fotografias – umacervo de mais de seis mil negativos.

 A obras de Juan Rulfo são associadas aosprimeiros narradores do ‘realismo mágico’ latino-americano, que tem outrosrepresentantes ilustres como o autor colombiano Gabriel Garcia Marquez.

Em 1970, o escritor foi agraciadocom o Prêmio Nacional de Literatura, no México. E, em 1983, conquistou o PrêmioPríncipe das Astúrias, na Espanha.  Apóso crescimento de sua popularidade na década de 50, Rulfo se recolhe e passaentão a se dedicar à fotografia, sua outra paixão.



Serviço:

México: Juan Rulfo, fotógrafo

Instituto Cervantes Rio de Janeiro – Sala de Exposições(térreo)

Rua Visconde de Ouro Preto, 62, Botafogo.
De 7 de julho a 7 de agosto. De segunda a sexta, das 11 às19h; sábados, das 11 às 14h.

Entrada Gratuita

Informações: 3554-5910

 

Recomendamos para você