Bel Sanmax por Bel Sanmax Filmes e séries 20.12.2018 20.12.2018

Os filmes originais do Netflix que você deveria assistir

Você já deve ter percebido que a oferta de filmes no cinema não é mais a mesma há alguns anos. Longas que antes tinham espaço nas salas de exibição e nas categorias de melhor do ano no Oscar, como O Discurso do Rei e Quem Quer Ser Um  Milionário?, hoje em dia provavelmente não teriam os mesmos números de bilheteria.

Mas o que teria acontecido para que só filmes de custo bilionário e superproduções dominassem as salas de cinema?

A resposta é simples: a maneira de ‘consumir’ entretenimento e cultura, em filmes e TV, migrou para a sala de casa, ou o quarto, ou qualquer outro lugar, através dos smart phones e TVs.

Enquanto o acesso á títulos premiados era apenas possível via cinema, por um longo período de intervalo (antes do lançamento em Blue-Ray e DVD), nos últimos anos o espaço de tempo é mais curto. Tudo graças aos serviços de Streaming.

Cabe no bolso $

De preço acessível (comparado aos bilhetes de cinema), com ofertas cada vez maiores de conteúdos de qualidade, a indústria do cinema se adaptou ao novo modelo de negócio: manter a produção dos filmes, de dramas, animações e documentários, mas lançá-los diretamente via Streaming. O público também abraçou a tendência.

Com a remessa cada vez maior de filmes estrelados e produzidos por grandes talentos, talvez você possa ter perdido alguns dos títulos mais bem-sucedidos em diferentes áreas da dramaturgia.

Confira uma lista de filmes que estrearam diretamente no Netflix, de vencedores do Oscar a favoritos do público e da crítica.

War Machine

O primeiro filme a ser estrelado por um astro de grande nome, Brad Pitt, exclusivamente para o Netflix. Produzido pela Plan B, de Pitt, o longa é inspirado em uma história real, narrada pelo falecido jornalista Michael Hastings no livro “The Operators: The Wild & Terrifying Inside Story of America’s War in Afghanistan”.

O filme mudou o jogo de como a indústria do cinema encarava as produções feitas para serem exibidas via streaming, e depois de Pitt embarcar no projeto centenas de outros atores da lista “A” de Hollywood passaram a “migrar” para a TV.

O longa é uma deliciosa oportunidade de ver o potencial de comédia de Brad Pitt, que vive um general condecorado a liderar as forças da OTAN no Afeganistão. Os bastidores de uma guerra que ninguém entende muito bem porque começou ou ainda não acabou.

Ícaro

Um documentário sobre os efeitos do doping na performance de um ciclista amador, também um jornalista investigativo. Essa era a premissa inicial do projeto de Bryan Fogel.

O filme, premiado com o Oscar de melhor documentário em 2017, no entanto, tornou-se um exposé sobre o sistema de corrupção e fraudes cometidas pelo comitê olímpico russo. A história muda radicalmente de rumo quando Fogel entra em contato com Grigory Rodchenkov, chefe do laboratório antidoping da Rússia.

My Beautiful Broken Brain

Lotje Sodderland tinha 34 anos quando sofreu um derrame hemorrágico, devido a uma má formação congênita. Ao despertar do coma, Lotje encontrou um mundo onde suas percepções sensoriais haviam mudado completamente. A comunicação como ela conhecia, com palavras, não faziam mais sentido.

Lotje, que trabalhava em uma produtora de vídeo, passou a documentar sua nova vida, seus desafios, suas percepções. O que se iniciou como uma filmagem caseira, através de seu telefone, tornou-se um documentário que explora as possibilidades de pesquisa científica em casos como o seu. Com participação de David Lynch.

Keith Richards: Under the Influence

O icônico guitarrista do Rolling Stones embarca em uma jornada rumo à sua formação como músico ao longo da carreira. Prestes a lançar seu primeiro álbum solo em 23 anos, Keith volta aos locais, estúdios que o marcaram e fazem parte da sua história.

Com participação de seus parceiros musicais, arquivos de filmagem e mais, o documentário é um mergulho ao coração do rock. Dirigido por Morgan Neville, de Supersize Me.

Legítimo Rei

A história de como o rei escocês Robert The Bruce conquistou a coroa de seu país, depois de anos de invasão inglesa. Chris Pine, de Star Trek e Mulher Maravilha, é quem interpreta o icônico herói escocês nesta produção.

Aaron Taylor-Johnson vive o nobre Lord of Douglas, um dos guerreiros que se juntam ao exército de Bruce, que busca recuperar a autonomia do país das mãos do rei inglês, Edward I.

Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississippi

Indicado a quatro Oscars em 2018, incluindo a categoria de melhor roteiro, o longa é o mais premiado da história de produções originais do Netflix. Mudbound narra a história de uma amizade considerada polêmica entre ex combatentes norte-americanos da Segunda Guerra Mundial: um negro e um branco.

O luto e as experiências traumáticas aproximam os recém-chegados soldados à área rural de Mississippi, então um dos estados mais atingidos pela segregação no país. Com Garret Hedlung e Mary J.Blidge.

Eu Não Sou Um Homem Fácil

A gigante de streaming resolveu investir em seu catálogo de filmes estrangeiros nos últimos dois anos e parte dessa leva foi a produção francesa Eu Não Sou Um Homem Fácil. Na trilha da tradição de comédias românticas inteligentes e sarcásticas, o longa propõe uma realidade alternativa do papel entre os gêneros.

Damien é mulherengo, chauvinista e altamente ‘bloqueado’ emocionalmente quando o assunto é relacionamento.

Depois de uma pancada na cabeça, ele acorda em um mundo onde Paris é regida por uma sociedade matriarcal e é obrigado a quebrar seus paradigmas. Com Vincent Elbaz, Marie-Sophie Ferdan.

Já Não Me Sinto em Casa Nesse Mundo

Vencedor do prêmio do júri no festival de Sundance, o longa narra a busca de Ruth pelos criminosos que vandalizaram sua casa. A solitária e melancólica Ruth anseia ser invisível, porque se sente deslocada da sociedade em que vive, principalmente em seu bairro, onde todos parecem felizes o tempo todo.

Quando ela decide abraçar a causa de correr atrás das suas coisas roubadas, sua vida monótona ganha novo rumo. Com Melanie Lynskey, de Dois Homens e Meio, e Elijah Wood, da trilogia de O Senhor dos Anéis.

Recomendamos para você