Bel Sanmax por Bel Sanmax HQ 20.01.2020 20.01.2020

Marvel vs DC: as características próprias das gigantes das HQs

A década de 2010 foi marcada pela dominância dos filmes de super-heróis nos cinemas. Os dois gigantes dos quadrinhos, Marvel e DC, deram vida a seus personagens nas telas através de diversos de tipos de narrativa, de filmes de origem a sagas de “super grupos”, como Vingadores e Liga da Justiça.

O debate de qual delas seria a “vencedora” no duelo pelos tíquetes de cinema é um tema constante. A Marvel, factualmente, sai na frente nos quesitos quantidade de produções e elogios da crítica e dos fãs. A DC, no entanto, é a detentora do posto de líder no desenvolvimento de séries sobre heróis para a TV e serviços de streaming, com a “concorrente” entrando no jogo bem depois.

CONHEÇA A PÁGINA ESPECIAL DA SARAIVA DE HQS E GRAPHIC NOVELS

Comparações e “disputas” a parte, os dois universos são diferentes e ricos em características próprias conferidas às tramas e personagens. O mundo ama o Batman como ama o Homem-Aranha, por exemplo, e quem ganha com a oferta de entretenimento live-action são os telespectadores.

CONFIRA NOSSO GUIA BÁSICO QUANTO AOS DIFERENCIAIS ENTRE A MARVEL E A DC

ORIGENS: DC

Warner Bros DC

Em 1935, a editora que viria a ser conhecida como DC Comics, então chamada National Allied Publications, foi lançada por Malcolm Wheeler-Nicholson.

O primeiro título publicado foi More Fun Comics/Fun: The Big Comic Magazine, uma compilação de histórias de criaturas e personagens fantásticos, como o Dr. Oculto.

Novo filme do Batman com Robert Pattinson explora lado detetive do herói de 80 anos

O nascimento de fato da DC se deu quando Wheeler-Nicholson fundiu a NAP com outras duas editoras, cada uma com seu foco editorial, a New Comics e Detective Comics, da qual adotou o nome definitivo, DC.

Foi a DC a responsável por apresentar ao mundo o conceito do super-herói, em junho de 1938, na icônica edição número 1 da Revista Action Comics, que trazia o Superman levantando um carro acima da cabeça, para o desespero dos vilões.

Batman e Mulher- Maravilha viriam em 1939 e 1941, respectivamente. E formariam com o Superman a Trindade da DC.

ORIGENS: MARVEL

Disney/Marvel

A Marvel surgiu em 1939, com o nome de Timely Comics, com os personagens Namor e Tocha-Humana, Ela pertencia a Martin Goodman, um primo de Stan Lee,(que era casado com Jean, outra prima de Lee). Seu maior ícone, o Capitão América, surgiria em sua própria revista, em março de 1941, esmurrando Adolf Hitler em outra ilustração que se tornaria um ícone do gênero.

Stan Lee começou a trabalhar lá bem jovem, e o primeiro roteiro que escreveu foi um conto sobre o Capitão América, ilustrado por Jack Kirby, em 1941. A parceria com Kirby, um dos maiores ilustradores e criadores do gênero em todos os tempos, viria a dar muitos frutos 20 anos depois.

TUDO SOBRE A FASE 4 DA MARVEL QUE COMEÇA EM 2020 NA TV E NO CINEMA

Em 1961 a Timely já tinha mudado de nome e passava grandes dificuldades financeiras. Em um jogo de golfe, Martin Goodman ouviu do editor chefe da DC, Jack Liebowitz, que a rival ia muito bem com as histórias da Liga da Justiça.

Percebendo que o público gostava de ver vários heróis juntos, Goodman deu a Stan Lee e Jack Kirby a missão de criar sua própria equipe de super-heróis. Assim nasceu o Quarteto Fantástico, primeiros personagens da Marvel como a conhecemos hoje, e que desde 2009 faz parte do Grupo Multimídia da Disney.

DIFERENÇAS PRINCIPAIS: MARVEL vs DC

“Tanto na DC quanto na Marvel existem heróis e vilões com poderes de origem mística, alienígena ou mutante”, explica Bernando Santana, editor sênior da DC Comics no Brasil, em depoimento ao Blog da Saraiva (arquivo).

A designação dos heróis e seus universos, poderes e realidades entre as duas gigantes são particulares.

Na Marvel, os X-Men, como exemplo, são categorizados como “mutantes”. Já a DC usa o termo “meta-humano”.

“Na Marvel, os seres superpoderosos têm (e sempre tiveram) uma abordagem mais pé no chão, enquanto na DC, pelo menos no que diz respeito aos personagens mais icônicos, os heróis ainda têm uma natureza um pouco ‘divina’”, explicou Santana.

O mesmo se aplica às locações das aventuras e narrativas: “A Marvel usa mais cidades reais – tradicionalmente Nova York – na maior parte das vezes. Já a DC posiciona os personagens em cidades fictícias bastante consagradas, como Metrópolis, Gotham City, Central City, Coast City”.

OS ALIENS

Super-Homem e os pais. Reprodução: DC Comics

DC

Em relação a número, a DC é a líder em personagens alienígenas, a começar pelo maior herói deles: Clark Kent, o Super-Homem, nascido Kal-El e originário de Krypton (assim como sua prima, Kara, a Supergirl/Supermoça).

A história de origem do vilão Coringa nos cinemas

Outros aliens de destaque no universo DC são Ajax, o Caçador de Marte (também conhecido por J’onn J’onzz) , o thanagariano Gavião Negro , a Estelar dos Titãs e o czarniano Lobo. As Tropas formadas pelos Lanternas Verde, Vermelha, Azul e Amarela são formadas, em sua maioria, por membros extraterrestres.

MARVEL

No cânon Marvel, principalmente com o desenrolar das narrativas dos heróis clássicos nas telas na década de 2010, os extraterrestres também são parte vital das histórias.

O mais icônico alien da Marvel, e também seu personagem mais “filosófico” é o Surfista Prateado.  Além dele há os Guardiões da Galáxia , formados pelo Senhor das Estrelas, Drax, Rocket Raccoon,Groot as irmãs Gamora e Nébula e seu pai “barra pesada”, Thanos, maior inimigo dos Vingadores.

Fazem parte das histórias da Marvel não somente seres alienígenas, mas raças inteiras deles, como os infames Skrulls, capazes de assumir qualquer forma, os Shia`rs, presentes nas histórias dos X-men e claro, os Krees, de onde veio Mar-Vell, o Capitão Marvel, de quem Carol Danvers, a Capitã Marvel, recebeu seus poderes.

Os Celestiais são uma raça de seres alienígenas que seria responsável pela criação de três raças que habitariam o Planeta Terra: os seres humanos, claro e escondidos dos olhos de todos os monstruosos Deviantes e os poderosos imortais Eternos.

SAIBA MAIS SOBRE OS ETERNOS E O ENREDO DO FILME QUE ESTREIA EM NOVEMBRO DE 2020

SERES E LUGARES MITOLÓGICOS

Tanto Marvel quanto DC sempre se inspiraram livremente em mitologias antigas para compor os seus universos e seus personagens.

DC

A Mulher-Maravilha é filha de Hipólita, rainha das amazonas, que de acordo com um mito da Grécia Antiga, eram mulheres guerreiras que viviam na ilha de Temiscira, onde nenhum homem podia pisar.

Os poderes da Mulher-Maravilha são dádivas dos deuses gregos, que somados ao seu treinamento como guerreira amazona a tornam um dos mais poderosos personagens da DC. E um de seus maiores inimigos é justamente o deus grego da guerra, Ares.

Outro personagem da DC que recebe seus poderes de seres mitológicos é Shazam, um menino que ao falar essa palavra ganha a aparência de um adulto e os dons dos seres lendários cujas iniciais formam o acrônimo do seu nome: Salomão (sabedoria), Hercules (força), Atlas (resistência), Zeus (poder), Aquiles (coragem) e Mercúrio (velocidade). (Ok, Salomão é um personagem bíblico, mas isso é outra história.)

O maior inimigo de Shazam, tão poderoso quanto ele, é o Adão Negro, que milênios atrás foi um herói que recebeu poderes dos deuses egípcios, mas se corrompeu, se tornando um dos maiores vilões da DC.

MARVEL

Se alguns dos maiores personagens da DC são inspirados em seres mitológicos, a Marvel trouxe os próprios para as suas páginas, com todos os lugares lendários que eles habitam.

O mais famoso deles sem dúvida é Thor, o deus do trovão, que assim como seu irmão trapaceiro, Loki, seu pai, Odin,o reino de Asgard e vilões como os Gigantes de Gelo, Hela, a deusa da morte e o demônio de fogo Surtur, vieram diretamente da mitologia nórdica.

Outra adaptação da Marvel para personagens mitológicos que vale a pena conhecer é a de Hércules, que trouxe para suas histórias outros personagens da mitologia grega, como seu pai Zeus, rei dos deuses do Monte Olimpo e também seus inimigos, sua madrasta ciumenta, Hera, seu tio Hades e claro Ares, o deus da guerra.

DIVERSIDADE SEXUAL

Ruby Rose como a Batwoman, na série de mesmo nome. Foto: Divulgação

MARVEL

O X-Men Estrela Polar foi o primeiro a protagonizar uma narrativa na qual houve um casamento homoafetivo.

Outros exemplos: Valquíria (de Asgard), Colossus (do universo Ultimate), Miss América, a advogada Jerry Hogwart (de Jessica Jones), o cowboy Billy Blue, o Pirata do Arco-Íris e o casal teen formado por Wiccano e Hulking.

A Capitã Marvel, nos próximos filmes do UCM, pode ser apresentada como queer, segundo rumores da indústria do cinema.

DC

O primeiro personagem retratado claramente como homosexual foi Estraño, o que em espanhol (ele é peruano) se traduz como queer.

Mulher -Maravilha (e também a maioria das amazonas) e Harley Quinn, dois dos maiores nomes do panteão DC, são bissexuais, assim como John Constantine. Quinn teve um relacionamento aberto com a Hera Venenosa.

Outros personagens queer da DC: o Lanterna Verde original, Alan Scott, a Batwoman, Tormenta, Maggie Sawyer, ex-capitã da polícia de Metrópolis e Escândalo Savage.

Recomendamos para você