Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Games 26.03.2013 26.03.2013

Luigi, o caça-fantasmas

Por Míriam de Souza
 
Luigi tem medo de fantasmas. Muito medo. Isso tornou as coisas difíceis quando o encanador teve que procurar Mario, seu irmão, em uma mansão assombrada. Aconteceu em Luigi's Mansion, de 2001. No dia 29, o jogo ganha uma continuação, Luigi's Mansion: Dark Moon, para 3DS. O escudeiro do mascote da Nintendo sai novamente à caça das almas penadas.
 
Em 30 anos de existência, é a terceira vez que Luigi protagoniza um jogo. A primeira foi em Mario is Missing!, game educacional não muito conhecido com enigmas de geografia. O irmão menos famoso ganhou destaque de verdade quando o Nintendo GameCube foi lançado, em 2001: Luigi's Mansion foi o primeiro jogo da franquia Mario para o console.
 
A estrela do game, com sua eterna boina verde, recebe uma boa notícia. Venceu um concurso e ganhou uma mansão – mesmo sem ter se inscrito em nada. Luigi combina um encontro com o irmão no imóvel novo. Quando chega lá, percebe que as fotos da casa não eram tão sinceras. O local estava abandonado e cheio de fantasmas. E o pior de tudo: Mario tinha desaparecido.
 
Mesmo com pavor de fantasmas, Luigi tem que enfrentá-los para salvar o irmão. Ele é ajudado pelo professor E. Gadd, que percebeu que a melhor maneira de caçar os monstros é usar um aspirador de pó chamado “Poltergust 3000”. O maior desafio é derrotar o King Boo, rei dos fantasmas, que prendeu Mario em uma pintura.
 
Luigi Persegue o cão fantasma Polterpup
 
Doze anos depois, o professor E. Gadd pede novamente a ajuda de Luigi. Um artefato chamado Dark Moon se quebrou em cinco pedaços, e isso fez com que os fantasmas ficassem agressivos. Cabe ao encanador usar outro aspirador de pó – desta vez, a arma se chama “Poltergust 5000” – para explorar casas mal-assombradas e recuperar os fragmentos.
 
Há diversos tipos de fantasmas no game, e cada um tem que ser derrotado de uma maneira. Normalmente, Luigi tem que apontar sua lanterna para atordoá-los e, depois, tentar sugá-los com o aspirador. Mas alguns deles ficam escondidos e só podem ser encontrados com a luz ultravioleta do herói.
 
Entre os fantasmas que perseguem Luigi, lá está Boo
 
ASSOMBRANDO DESDE 1988
 
Os Boos, por exemplo, são fantasmas que só podem ser encontrados com a lâmpada especial. Eles são criaturas brancas, com sobrancelhas marcantes e boca muito grande, com presas afiadas. Nos games Mario, o fantasma Boo é tímido. Costuma se esgueirar atrás do jogador, perseguindo-o. Quando o player finalmente se vira para enfrentá-lo face a face, Boo esconde seu rosto com as mãos sobrenaturais.
 
Faz tempo que os Boos começaram a assustar os irmãos Mario. Em Super Mario Bros. 3, de 1988, eles eram chamados de Boo Diddley – uma brincadeira com o nome do cantor e guitarrista Bo Diddley. Dois anos depois, em Super Mario World, os fantasmas apareciam novamente. E não sumiram mais, para azar de Luigi. Boo está presente em pelo menos cinquenta jogos do Mario. Além dos games de plataforma principais, eles podem ser vistos em Mario Kart, Mario Tennis, Paper Mario, Mario Party, Yoshi's Island e diversas outras séries baseadas no universo.
 
Em Super Mario 64, lá estão eles se esgueirando atrás do encanador. Quando ele se vira para ver o que está acontecendo, o Boo fica transparente. É preciso dar um golpe lateral ou traseiro, pegando o inimigo de surpresa, para derrotá-lo. Já em Super Mario Bros. Deluxe, só é possível vencer Boo de uma maneira: em uma corrida. Há um modo de jogo chamado “You vs. Boo”. O objetivo é completar a fase antes do fantasma, quebrando o recorde de tempo.
 
Luigi enfrenta King Boo, rei dos fantasmas
 
BOOS PARA TODOS OS GOSTOS
 
Mario e Luigi em versão fantasma? Por que não? Em Super Mario Galaxy, existe um tipo de cogumelo chamado Boo Mushroom. Ele é branco e tem o rosto de um desses monstros estampado. Ao coletá-lo, os heróis transformam-se em Boo Mario e Boo Luigi, fantasmas bigodudos que usam as tradicionais boinas coloridas. Com a mudança, eles podem atravessar paredes, ficar invisíveis e entender Booish, a língua dos Boos.
 
Nem todo Boo é malvado. Na verdade, em Paper Mario, o protagonista é ajudado por Lady Bow, líder dos fantasmas de Boo's Mansion. Ela ataca os inimigos com seu leque e tem uma habilidade que torna Mario invisível, o que o protege de golpes dos adversários.
 
Cenário com Boos em Super Mario Galaxy 2
 
O que a maioria dos Boos quer é dar um susto nos protagonistas. Eles tomam uma posição neutra, sem apoiar vilão nem mocinho. Mas um dos caras malvados consegue uni-los em torno de si: King Boo. Ele é o principal antagonista da série Luigi's Mansion. Muito maior do que um Boo comum, ele usa uma coroa cravejada de pedras preciosas. Seu poder aumenta conforme o número de fantasmas ao seu redor. Uma das únicas coisas que King Boo teme é o aspirador de pó usado como arma por Luigi. O problema é que o italiano tem ainda mais medo de seu nêmesis – e terá que enfrentá-lo mais uma vez em Luigi's Mansion: Dark Moon.
 
 
Recomendamos para você