Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 19.04.2013 19.04.2013

Kevin Bacon em boa forma na série ‘The Following’

Por Maíra Araújo*
 
Já sabemos que serial killer dá o que falar, não é mesmo?
 
Em The Following, então, nós temos um cara pirado, mas extremamente inteligente, manipulador e charmosíssimo.
 
O nome? Joe Carroll, interpretado pelo James Purefoy (que fez o Marco Antônio, na Roma da HBO) deixando os nervos do Kevin Bacon a flor da pele.
 
Sim, Kevin Bacon está novamente entre nós! E muito bem, obrigada, por sinal.
 
Ele entra na pele de um agente do FBI que volta com tudo a ação depois de uma fase de porres e boemia  – quem sabe o sucesso da interpretação seja justamente porque ele não precisa exatamente 'imaginar' tudo, cá entre nós…
 
E eu disse que a fase de porres e boemia veio depois de conseguir capturar o Joe? Ah, então, você passa a imaginar como o vilão daqui é meticuloso quando já começa sabendo que ele conseguiu escapar de uma prisão de segurança máxima.

Então, temos ai o 'casal 20' do drama da série: Joe Carroll e Ryan Hardy – que ainda tem suas aventuras baseadas na seita maluca que o Carrol montou, inspirada nas linhas de ninguém menos que Edgar Allan Poe (fino, meu bem!) e costurada através de seus "amigos".

 
Sim, entre aspas mesmo, porque essa turma é algo no mínimo bizarra. Podemos traduzir como criaturas piradas que se apaixonaram pela causa a primeira 'facada' por se identificarem com os anseios assassinos do sedutor líder.

O que evita a série cair na monotonia de mortes em série é justamente a participação desses 'amigos', que dão novas sacadas a cada episódio e deixam a gente roendo as unhas.

 
Além de, claro, o fato mais inédito que já vi na minha vida de seriados: O FBI e a polícia SEMPRE chegam atrasados – e ai é claro que nesses atrasos você pula da cadeira, se joga do sofá, rói o que resta das unhas e por ai vai.

Vale pela novidade da trama, pela forma diferente como eles abordam a morte, principalmente pela ligação poética e artística, bem como a percepção que temos de cada personagem – sempre chave para algo – que vão aparecendo.

 
O duelo emocional entre Carrol e Hardy é instigante. E é Kevin Bacon, gente!
James Purefoy na pele de Joe Carroll 
 
 
*Assistente de Comunicação da Saraiva (Fortaleza – CE)
 
Recomendamos para você