Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Música 25.09.2014 25.09.2014

Inimigos, inimigos … músicas à parte

Por Tiago Wonka
Quem não conhece uma pessoa que, como diria a expressão, “o santo não bate”? Assim como nós, os artistas também! Entre afetos e desafetos, tapas e beijos, volta e meia aparece aquela música que especula-se ser uma cutucada em fulano ou uma indireta ao sicrano. E é aí que começa o “barraco”. Para nós é ótimo, pois, se for para render bons trabalhos musicais, que comece a batalha!
É o caso das rappers Lil’ Kim e Nicki Minaj, cuja briga pelo posto de “rainha do rap” se arrasta desde 2009. Nicki deixou um recado ao seu desafeto nas músicas “Stupid Hoe” e “Roman in Moscow” do álbum Pink Friday: Roman Reloaded. Lil’ Kim, por sua vez, respondeu em seu novo single “Identity Theft”, que tem Minaj na capa.
Aproveitando que os ânimos estão quentes, que tal relembrar outras “tretas” de artistas convertidas em boas músicas?
“EXPRESS YOURSELF” X “BORN THIS WAY”
Quando surgiu, em 2009, Lady Gaga foi apontada como a principal candidata a ser sucessora de Madonna, ocupando o trono de Rainha do Pop. As duas cantoras chegaram a gravar um especial do programa Saturday Night Live em que simulavam uma briga. Em 2011, Gaga lançou a música “Born This Way” (Born This Way), primeiro single do seu terceiro álbum, de mesmo nome.
Comparações com o hit “Express Yourself” (Like a Prayer) de Madonna começaram a pipocar. Tanto na melodia quanto na mensagem da letra, as canções realmente são parecidas. Gaga negou que os trabalhos fossem similares, mas Madonna disse em entrevista que levou como uma homenagem e achou o single de Gaga “redutivo”. Na MDNA Tour, de 2012, a veterana fez um mashup das duas músicas, uma bela alfinetada em sua rival novata. A brincadeira está registrada no DVD MDNA World Tour.
“SUPERMAN” X “OBSESSED”
Ninguém sabe ao certo o que aconteceu entre os cantores Eminem e Mariah Carey, mas o que temos plena certeza é que corações foram dilacerados, tamanha a briga musical entre eles. Segundo o rapper, os dois se envolveram rapidamente, fato que nunca foi confirmado por Mariah. A briga começou quando Eminem mandou um recado para Mariah na música “Superman”, do álbum The Eminem Show: “Se você morresse, eu não compraria uma vida por você, você está tentando ser minha nova esposa? Qual é, Mariah?”.
Ele voltou a provocar a cantora em “Bagpipes from Baghdad”, do álbum Relapse: “Mariah, o que aconteceu com a gente? Por que a gente se separou?”. Desta vez, Mariah não deixou passar batido e, em resposta, lançou a música “Obsessed” (Memoirs of an Imperfect Angel), de 2009: “Garoto, por que você está tão obcecado por mim? (…) Mesmo que fosse o último homem na Terra, ainda não me conseguiria”. A letra conta a história de um homem obcecado que afirma estar tendo uma relação com ela. Pegando mais pesado, o rapper lançou “The Warning”, canção com áudios de correios de voz, supostamente deixados por Carey em sua secretária eletrônica.
“HOW DO YOU SLEEP?” x “TOO MANY PEOPLE”

Os dois maiores nomes dos Beatles, John Lennon e Paul McCartney, já se estranharam, e foi feio. O motivo? Na faixa “Too Many People” (Ram), Paul fazia uma crítica às pessoas que tentavam mudar a forma de pensar das outras: “Muitas pessoas violando práticas, não deixe que eles te digam o que você quer ser”. John, que na época já estava em sua fase “paz e amor”, sentiu-se ofendido com as palavras veladas do ex-companheiro de banda. Raivoso, ele deu sua resposta de forma bem agressiva em “How do You Sleep?” (Imagine): “Você vive com os certinhos que dizem que você era o rei, pula quando sua mãe lhe diz qualquer coisa; a única coisa que você fez foi ontem, e desde então você se foi; você é apenas outro dia; ah, como você consegue dormir?”.

Apesar de nunca mais terem gravado nada juntos, felizmente, no final, os dois voltaram a ser amigos. Isso porque McCartney escreveu “Let Me Roll It” (Band on the Run), canção que soa como uma paródia de um trabalho de Lennon. Este gostou tanto da nova provocação que usou o riff da música em uma composição própria. Paz entre os lendários!

“ROCK N’RAUL” X “PARA MANO CAETANO”
Caetano já tinha uma briga antiga com Raul Seixas, e em 2000 lançou a música “Rock n’ Raul”, do álbum Noites do Norte. Além de provocar o falecido maluco beleza, a música cutucava também Lobão, quando se referia a ele como “o lobo bobo”. O roqueiro, que não era santo, também já tinha criticado Caetano na época.
Lobão, por sua vez, aproveitou o lançamento do seu álbum ao vivo, Lobão 2001: Uma Odisséia no Universo Paralelo, para responder ao baiano com versos bem diretos na música “Para Mano Caetano”: “Numa canção de exílio manifesta, aquele banzo baiano. Meu amado Caetano, me ensinando a falar inglês, London, London. E verdades, que eu, Lobón, contesto, como empolgado aprendiz, enviando esta aresta a quem tanto me disse e diz: amado Caetano: chega de verdade! Viva alguns enganos! Viva o samba, meio troncho, meio já cambaleando”.
A briga continuou avançando, até que, em 2008, Caetano lançou mais uma música provocativa: “Lobão tem Razão” (Zii &Zie), ironizando as críticas do adversário: “Mais vale um Lobão do que um leão. Meto um sincerão. E nada se dá. O rock acertou quando você tocou com sua banda e tamborim na escola de samba. E falou mal do seu amor”. Foi a última resposta musical, mas claro que Lobão não ficou quieto, deixando bem clara sua posição em uma entrevista para O Jornal do Brasil.
“CRY ME A RIVER” X “EVERYTIME”
Em 2000, o mundo da música americana tinha um casal favorito. Eles atendiam pelo nome de Britney Spears e Justin Timberlake. O relacionamento que durou dois anos terminou em uma briga bem feia.
Após esse episódio, o “príncipe do pop” lançou a música “Cry Me a River”, do seu primeiro álbum solo, Justified. Dizem que a letra é uma referência clara à situação de traição que passou ao lado da “princesa do pop”: “Você não precisa dizer o que fez. Eu já sei, descobri através dele. Agora não há mais chances entre você e eu, isso não te deixa triste?”. Britney então escreveu “Everytime”, do álbum In The Zone, que parece um pedido de desculpas para Timberlake: “Eu devo ter feito chover, por favor me perdoe, minha fraqueza causou sua dor e esta música é meu pedido de desculpas”. Essas teorias nunca foram confirmadas pelos dois.
Este foi nosso top 5, mas, na música, ainda existem muito mais barracos do que esses. Você se lembra de mais algum? Pode dizer nos comentários!
Recomendamos para você