Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

Indicados ao Oscar chegam às telas brasileiras

 
Por Camila da Silva Bezerra
O Artista
A jovem Skeeter sempre sonhou em ser escritora. Quando finalmente atinge o seu objetivo, ela dá início a um projeto ousado para a sociedade americana da década de 60: escrever um livro sobre a saga das empregadas negras no sul do país – palco da luta contra o racismo – a favor dos direitos civis.
 
O trabalho, que aproxima a escritora das trabalhadoras Aibileen e Minny, gera polêmica e coloca-as em grandes problemas.
É com esse roteiro que o filme Histórias Cruzadas abre a série de lançamentos dos indicados ao Oscar em 2012.
 
Histórias Cruzadas é o primeiro longa que concorre ao Oscar com estreia em fevereiro
 
 
Concorrendo aos prêmios de Melhor Filme e Melhor Atriz Coadjuvante, a adaptação de The Help, da escritora Kathyrin Stockett, chega às telas dos cinemas brasileiros no dia 3 de fevereiro
 
Cena de Histórias Cruzadas
 
Já no dia 10 de fevereiro, entra em cartaz o preto e branco O Artista. Vencedor de três categorias do Globo de Ouro – entre elas o de Melhor Filme –, o longa inspirado nos filmes mudos da década de 50 é um dos principais favoritos à estatueta de ouro, com dez indicações.
 
 
“O francês O Artista tem tudo para ser o primeiro filme estrangeiro a levar o Oscar de Melhor Filme. A película é uma simpática homenagem ao cinema mudo e conta com uma impecável atuação de Jean Dujardin, que entre caras e bocas, absorve toda ingenuidade dos atores do cinema da década de 20”, aposta o crítico de cinema Carlos Larios.
 
Em 17 de fevereiro, vale a pena fazer uma sessão dupla, já que estreiam A Invenção de Hugo Cabret e A Dama de Ferro.
 
A adaptação da história do menino que vive em uma estação de trem em Paris lidera a lista de indicados ao Oscar deste ano, com 11 indicações.
 
Responsável pelo funcionamento dos relógios da estação onde vive, Hugo conhece Isabelle, com quem vive uma misteriosa aventura em 3D.
 
A Invenção de Hugo Cabret 
 
“O filme é bem estruturado e é um dos melhores em tecnologia tridimensional desde Avatar. Além de ser tecnicamente perfeito, a película é um ode ao cinema, dirigido por um dos maiores cineastas da história, que é Martin Scorsese. O diretor, inclusive, pode ganhar novamente o Oscar por Hugo Cabret (ganhou por Os Infiltrados), já que, no Globo de Ouro, ele venceu o favorito da categoria, que era o francês Michel Hazanavicius de O Artista”, continua Larios.
 
O estudante Maicon Milanezi também aposta no êxito do longa. “Além de prêmios técnicos, como de efeitos visuais e mixagem de som, acho que ele é um forte concorrente ao prêmio de roteiro adaptado. Talvez, mesmo estando concorrendo com nomes de peso, que já ganharam diversos prêmios pré-Oscar este ano, ainda há uma chance de vermos Martin Scorsese segurando a estatueta de melhor direção”, disse.
Em A Dama de Ferro, os holofotes giram em torno de Meryl Streep, que revive as memórias da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher.
 
A política foi a primeira mulher a ocupar o maior posto político britânico. Logo no início do seu governo, em 1979, Margaret tomou uma série de medidas para controlar as taxas de inflação, os altos índices de desempregos, a crise petrolífera e a recessão econômica em que se encontrava a Europa.
 
 
Tais ações lhe renderam o apelido que dá nome ao filme. Coube a Streep recriar a postura rígida da ministra, que não sorria ou chorava em público a fim de não demonstrar fraqueza.
 
Missão cumprida, a atriz é forte candidata à estatueta de Melhor Atriz. “Meryl Streep faz com que o filme A Dama de Ferro não seja um fracasso. A atriz está muito bem na interpretação e mais uma vez conseguiu superar todas as expectativas da crítica”, comenta Tiago Britto, crítico do site Cinema Detalhado.
Vale conferir também o recém-lançado Os Descendentes, filme que chegou às telonas em 27 de janeiro e pode levar os prêmios de Melhor Filme, Melhor Ator, Diretor, Edição e Roteiro Adaptado.
Os escolhidos pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood serão anunciados em 26 de fevereiro, no Kodak Theatre, em Los Angeles.
 
 
Recomendamos para você