Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 12.03.2010 12.03.2010

“”Ilha do medo”” mostra maturidade da parceria Scorsese & DiCaprio

Quarta colaboração entre o ator Leonardo DiCaprio e o diretor Martin Scorsese, “Ilha do medo”, que estréia hoje, é possivelmente o melhor trabalho deles juntos. Não perca. A partir do best-seller “Paciente 67”, de Dennis Lehane, Scorsese construiu um thriller psicológico, com toques noir, como há um bom tempo não se via nas telas (o próprio diretor já havia experimentado algo do gênero com “Cabo do medo”, de 1991). E tudo isso com uma trama relativamente simples:

DiCaprio faz o papel do agente Teddy Daniels, que acompanhado do colega Chuck (Mark Ruffalo) chega a uma ilha/hospital psiquiátrico/presídio que abriga criminosos com problemas mentais para investigar o desaparecimento de uma das pacientes, Raquel (Emily Mortimer), condenada por matar seus filhos de forma tão cruel quanto aparentemente calculada.

O lugar é literalmente açoitado por tempestades. E dois médicos um tanto misteriosos (vividos magistralmente por Ben Kingsley e Max von Sidow) são responsáveis pelo tratamento, sobre o qual pairam dúvidas.  

À medida que desconfiança de Daniels sobre os métodos dos médicos aumenta, ele tem visões e sonhos que Scorsese transforma em delírios perturbadores. Por trás disso estão a experiência do agente como soldado na Segunda Guerra e a morte de sua mulher num incêndio criminoso.

A tempestade, as visões, os personagens bizarros, tudo contribui para um crescente clima fóbico, e de questionamento do que é ou não “realidade”, que tem em seu desfecho um “twist”, uma reviravolta daquelas de sair se perguntando “como eu não pensei nisso?”.

DiCaprio – que esteve em três filmes de Scorsese (“Gangues de Nova York“”, “”O aviador“” e “”Os infiltrados“”, esse vencedor do Oscar em 2007), tem aqui a melhor performance da já histórica parceria com o diretor (ainda que sua atuação como Howard Hughes em “O aviador” tenha sido bem rica em nuances). Demonstração de amadurecimento não só da colaboração, mas também do astro que, com 35 anos, já pode dar de ombros para seu passado em “Titanic”.

“”Ilha do medo”” foi o filme de abertura da última edição do Festival de Berlim, em fevereiro, quando passou fora de competição. Daqui a um ano, mais ou menos, vamos ver que louros a dupla irá colher nas principais premiações mundo afora.

Veja abaixo um trailer legendado de “”Ilha do medo””:

 

Recomendamos para você