Bel Sanmax por Bel Sanmax Livros 02.01.2020 02.01.2020

As mais influentes heroínas da literatura

O gênero mais popular da literatura contemporânea é o romance. Historicamente, personagens femininas protagonizaram algumas das obras mais queridas pelo público, que permanecem no topo da lista das mais vendidas até os tempos de hoje.

“Mocinhas”, sim, mas apenas no sentido clássico de categorizar uma protagonista. Mulheres como Elizabeth Bennet, de Orgulho e Preconceito, e Jo March, de Mulherzinhas, são nativas de épocas que já ultrapassam um século, quando a sociedade caminhava guiada por outros códigos sociais.

As mais poderosas heroínas da Marvel

Mesmo assim, elas são as donas da história: detentoras de personalidades que desafiavam o status quo da época, e de mentes criativas e geniais, à frente de seu tempo (apesar de serem personagens fictícias). Mas o brilhantismo dessas mulheres não se restringia a uma competição de gêneros.

O fato de mulheres célebres, que moram nas páginas de clássicos de todas as épocas, também esperarem pelo príncipe no cavalo branco, não diminui o valor de suas conquistas e ambições. Ademais da capacidade de guiarem o leitor rumo ao universo de suas histórias, são tais personagens as responsáveis pelo sucesso das obras entre leitores de ambos os sexos, inúmeras nacionalidades e idades.

Fizemos uma lista com as heroínas e protagonistas de obras queridas e célebres da literatura contemporânea – todas elas já recriadas para o cinema e séries. Confira!

DAENERYS TARGARYEN

Livro: Guerra dos Tronos/Game of Thrones
Autor: George R. R. Martin
Dramaturgia: Game of Thrones – (Hulu)

CONFIRA A LOJA ESPECIAL DE GOT NA SARAIVA

Mãe de Dragões, Khaleesi, Rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Protetora dos Sete Reinos, a Não-Queimada e Quebradora de Correntes.

Estes são os títulos de Daenerys Targaryen, a última mulher de sua linhagem, os valirianos, e a (em tese!) herdeira da família Targaryen, os responsáveis por unir os Sete Tronos sob uma mesma coroa.

Daenerys é mais do que uma princesa e governante: ela também é uma “montadora de dragões” em batalhas, comandante e estrategista de guerra. Como muitas de suas antepassadas, Dany ultrapassa as barreiras preconcebidas do gênero em Westeros, o continente fictício criado por George R.R Martin para a saga das crônicas do Gelo e do Fogo, a qual ela é a coprotagonista ao lado de Jon Snow.

Dany foi a primeira “montadora de dragões” a surgir em um século e meio, quando montou Drogon pela primeira vez.

JO MARCH

Livro: Mulherzinhas (Little Women)
Autora: Louisa May Alcott
Filme: Mulherzinhas, de Greta Gerwig (2019)

O LIVRO MULHERZINHAS NA SARAIVA

Jo, a independente e impetuosa irmã das quatro heroínas do livro, é a personagem principal do romance.

Inspirada na trajetória da própria autora, narra a história das mulheres da família March durante Guerra Civil Americana. O pai deixa a casa da família para lutar no conflito, e a trama segue os anos de 1861 a 1865 (o livro foi publicado em 1868).

Ao contrário das irmãs e das mulheres que conhecia, Jo sonha em ser uma escritora bem-sucedida e alcançar a independência financeira.

O amor, no entanto, literalmente bate à porta, quando o aspirante a músico Laurie, dono de um espírito livre e uma gorda herança, muda-se para a casa vizinha. É ele quem a incentiva a publicar seus contos e dar vazão à carreira de escritora, e torna-se seu melhor amigo.

BOUDICA

Livro: Boudica Vol 1 ao 3
Autor: Manda Scott

Filme: Centurião (2016)

Inspirada em uma personagem real, parte do folclore celta da Irlanda e Escócia, Boudica (ou Boudicea), é uma rainha guerreira, e líder de sua tribo, os Iceni, na luta contra a dominação romana. Alta e forte, ela foi descrita pelo historiador romano Tácito como um ser “selvagem e feroz”, e é considerada uma heroína nacional em tempos atuais.

Depois de ter seus direitos de sucessão negados após a morte do marido (os celtas não faziam distinção de gêneros quanto a líderes), Boudica liderou uma revolta de seu povo contra o exército de Roma, e comandou mais de 100 mil homens em suas batalhas.

Boudica - a Magnifíca História da Mais Famosa e Temida Rainha Guerreira de Todos Os Tempos

Boudica - a Magnifíca História da Mais Famosa e Temida Rainha Guerreira de Todos Os Tempos (Cód: 3437997)

R$109,90 em até 0x de R$ 0 sem juros Quero este produto

ELIZABETH BENNET

Livro: Orgulho e Preconceito
Autora: Jane Austen
Filme: Orgulho e Preconceito (2005)

A TRILOGIA DE HEROÍNAS DE JANE AUSTEN NA SARAIVA

 

A família queria que ela se casasse para garantir o futuro das irmãs – não o pai, que sempre a viu como a mais intelectual de suas cinco filhas. Lizzie, no entanto, não possuía uma personalidade de quem é persuadido a fazer o que os outros querem, apesar de fazer de tudo pelo bem-estar de suas irmãs. Ela preferia a companhia de seus livros a bailes, e se recusava a fazer com que a busca por um marido fosse o catalisador de sua existência.

Elizabeth, que afinal, conhece um par à altura na figura do Sr. Darcy, é uma das heroínas mais populares da autora. Jane Austen é também um dos maiores ícones literários da história, por conta de suas visões vanguardistas para a época (1813 é o ano de lançamento do livro), quando questionava os critérios de aprovação social das mulheres: capacidade física e beleza, e boa situação financeira para atrair um “bom marido”.

OFFRED

Livro: O conto da Aia
Autora: Margaret Atwood
Série: O conto da Aia – (Hulu)

O CONTO DA AIA NA SARAIVA

Offred não é o nome real desta personagem: depois que o partido pró totalitarismo fundamentalista cristão dominou os Estados Unidos, através de um golpe de estado, June foi designada a ser uma Aia, ou uma “parideira” para as famílias do alto escalão do partido.

O motivo é o fato de haver uma epidemia coletiva de infertilidade. Abusada, silenciada, separada da família e da filha, estuprada pelo patrão, Offred (que significa “do Fred”, seu “dono”, em inglês) não perde a garra e a força em sobreviver: sua voz está dentro dela, e é a liberdade que nunca podem lhe tomar.

HERMIONE

Livros: a saga Harry Potter
Autora: J. K. Rowling
Filmes: Harry Potter – 1 a 8

Hermione é uma das bruxas mais geniais e capazes da comunidade bruxa do universo de Harry Potter. A melhor amiga do protagonista, parte fundamental da trajetória rumo à derrota de Voldemort e dos Comensais da Morte, é também corajosa, valente e auto-confiante quanto ao conhecimento que adquiriu nos estudos.

Já adulta, casada com Rony e mãe de duas crianças, Hermione assume o cargo de Ministra do Ministério da Magia do Reino Unido, e lidera o movimento para a libertação dos elfos domésticos.

Box Harry Potter - Série Completa

Box Harry Potter - Série Completa (Cód: 9032983)

R$259,90 em até 0x de R$ 0 sem juros Quero este produto

KATNISS EVERDEEN

Livro: Jogos Vorazes

VEJA O LIVRO AQUI 

Autora: Suzanne Collins

Filmes: saga Jogos Vorazes (de 1 a 4) 2012

Após a morte do pai, Katniss, então com 16 anos, torna-se a responsável por cuidar de sua família, composta da irmã e da mãe. Moradoras do distrito mais pobre de Panem, a república utópica da trama,  que substituiu os países da América do Norte, Katniss alimenta a família através de animais que caça com seu arco e flecha.

A vida dela muda quando sua irmã caçula é escolhida para participar dos ‘Jogos Vorazes’, uma competição anual promovida pelo governo para entreter a população, na qual dois jovens devem combater os escolhidos de todos os distritos. A batalha é até a morte: o vencedor é o único sobrevivente.

Katniss se oferece para ir no lugar da irmã, e torna-se um ícone do espírito da resistência contra à dominância do governo, por conta de suas atitudes compassivas quanto aos concorrentes.

LISBETH SALANDER

Livro: Os Homens que Não Amavam as Mulheres

ENCONTRE O LIVRO AQUI

Autor: Stieg Larsson

Filme: A Garota da Tatuagem de Dragão (2011)

Lisbeth Salander é a heroína da trilogia Millennium, do escritor sueco Stieg Larsson. Lisbeth é uma hacker solitária, na faixa dos 20 anos, que não confia em ninguém, apenas na sua capacidade de invadir qualquer computador.

Sua trajetória de vida foi difícil.

A justiça a designou por anos a um tutor temporário, pois ela era considerada incapaz legalmente, depois de ser internada em uma clínica psiquiátrica quando jovem (seu lar era turbulento e os pais abusivos). Este homem, quem deveria zelar por sua segurança, a chantageou e a abusou sexualmente.  Lisbeth se defendeu, e deixou nele marcas, para que não esquecesse o que fez.

Ela é uma heroína sem querer ser uma: quando descobre uma conspiração, a denuncia. Apesar de seu exterior a fazer parecer inacessível e antissocial – o que ela de fato é, Lisbeth é uma sobrevivente. Sua história de vida a permite ser empática quanto ao sofrimento e injustiça alheios. Seu “superpoder”, além de ser um gênio da tecnologia, é, afinal, a compaixão e ausência de medo de fazer o que acha certo.

Recomendamos para você