Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Filmes e séries 09.04.2020 09.04.2020

7 Filmes sobre a Páscoa para aproveitar o feriado

A Páscoa, independente de tradições e crenças religiosas, é um momento de celebração e reunião familiar. Os Ovos de Páscoa são aguardados ansiosamente e trocados como presentes para celebrar a data, que possui significados diferentes para cada religião.

Porém, nessa fase temporária de isolamento social, conversar por telefone, mensagens de texto ou chamadas de vídeo são ótimas alternativas para ficar perto, mesmo longe, das pessoas que amamos. Uma boa ideia para manter o espírito de união à distância, é assistir a um mesmo filme, cada um na sua casa. Por isso, sugerimos alguns filmes para assistir na Páscoa que deixarão essa celebração ainda mais especial.  

Os Dez Mandamentos

Lançado em 1956, Os Dez Mandamentos, clássico do cinema produzido por Cecil B. DeMille, conta a narrativa bíblica do Êxodo, desde o momento do nascimento de Moisés, seu papel como enviado de Deus para libertar os judeus da escravidão no Egito, até a sua morte, às portas da terra prometida.

Os 10 Mandamentos traz alguns dos melhores atores de todos os tempos, como Charlton Heston, no papel de Moisés, e Yul Brynner como o faraó Ramsés II. 

É um programa para a tarde inteira. Com mais de três horas de duração e uma narrativa que prende o telespectador, o filme parece voar. A cena que mostra o Mar Vermelho se abrindo, mereceu o Oscar de efeitos especiais e até hoje impressiona aqueles que estão  acostumados com os efeitos visuais digitais dos filmes mais recentes.

A Fantástica Fábrica de Chocolate

Lançado em 2005 e dirigido por Tim Burton, A Fantástica Fábrica de Chocolate traz Johnny Depp no papel do excêntrico Willy Wonka, que vive recluso em sua fábrica de chocolates, acompanhado dos Oompa Loompas. Na tentativa de encontrar um sucessor para seu empreendimento, Willy Wonka lança um concurso em que apenas cinco barras de chocolate trarão um convite dourado e os ganhadores poderão conhecer sua fábrica de chocolates.

A história baseada no livro escrito por Roald Dahl em 1964 já havia sido filmada em 1971, mas não fez muito sucesso no cinema. Mas depois de algum tempo, e muitas exibições na TV, ganhou status cult e milhões de fãs ao redor do mundo. Como curiosidade, o Willy Wonka vivido por Gene Wilder nessa versão é muito amado pelos fãs, ‘estrelando’ centenas de memes que não param de ser criados.

A Paixão de Cristo

A Paixão de Cristo, filme produzido por Mel Gibson e lançado em 2004, traz Jim Caviezel no papel principal de Jesus e conta as últimas 12 horas da vida de Cristo de acordo com os evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João do Novo Testamento. Em um esforço de reconstituição da época, todos os diálogos do filme foram gravados em Aramaico, Latim e Hebraico.

Na época do lançamento, a Paixão de Cristo causou controvérsias por algumas cenas violentas para um filme bíblico. Ainda assim, foi um grande sucesso, tendo a maior bilheteria dentro dos Estados Unidos para um filme que não era falado em inglês.

A Origem dos Guardiões

Em A Origem dos Guardiões, animação lançada em 2012 e dirigida por Peter Ramsey, o Coelhinho da Páscoa não é tão fofinho. Ele é o Coelhão, uma espécie de super-herói, que luta ao lado de versões igualmente duronas do Papai Noel (Norte), Fada-dos-Dentes, Sandman e Jack Frost contra o terrível Breu, o Bicho-Papão, que quer transformar os sonhos das crianças em pesadelos, para se tornar invencível.

Embora alguns personagens como Sandman e Jack Frost não façam parte do imaginário das crianças brasileiras, isso não atrapalha em nada a compreensão da história, que é emocionante. Diversão na certa!

Ben Hur

Ben Hur, filme de 1959, dirigido por William Wyler, é um clássico do cinema que foi indicado a 12 Oscars e venceu 11, onde novamente vemos Charlton Heston em um papel icônico em um épico, como o do nobre hebreu, Judah Ben Hur, que na época de Cristo é traído por Messala, romano de quem foi amigo de infância, sendo aprisionado e escravizado, enquanto sua família perde todas as posses. As cenas da batalha naval e da corrida de bigas entraram para a história do cinema.

 

A história, inspirada no livro ‘Ben-Hur, uma história do Cristo’, de Lew Wallace, foi refilmada em 2016 com Jack Huston no papel de Judah Ben Hur e Morgan Freeman no papel do Sheik Liderim, que dá a Judah a chance de aprender a conduzir bigas e finalmente se vingar de Messala. Jesus, cujo rosto não aparecia totalmente na primeira versão cinematográfica, dessa vez é mostrado por inteiro, interpretado pelo ator brasileiro Rodrigo Santoro.

Hop – Rebelde sem Páscoa

A animação Hop – Rebelde sem Páscoa, com direção de Tim Hill e lançamento em 2011, traz a Páscoa como pano de fundo para um divertido conflito de gerações entre Junior, um coelho que não quer seguir a tradição familiar de 4 mil anos de fabricar e entregar ovos, e ser um coelho da páscoa, para se tornar músico e fazer sucesso em Hollywood.

O conflito com seu pai faz com que Junior fuja para a terra dos humanos e lá encontre Fred, um jovem pressionado pela família a finalmente conseguir um emprego. Após o susto de encontrar um coelho que fala, Fred irá ajudar Junior a se tornar um baterista de sucesso e conquistar Hollywood.

Jesus de Nazaré

Jesus de Nazaré, clássico dirigido pelo italiano Franco Zefirelli e lançado em 1977, na verdade é uma minissérie que pode ser facilmente maratonada, conta a história de Jesus do momento de seu nascimento até a crucificação.

O elenco traz uma verdadeira constelação de estrelas do cinema, como Anne Bancroft, Ernest Borgnine, Claudia Cardinale, James Earl Jones, James Mason e Lawrence Olivier, que alguns creditam como o maior ator de todos os tempos, além de Robert Powell, no papel de Jesus Cristo.

A curiosidade sobre Robert Powell é que ele não fez nenhum outro papel relevante na carreira, mas consta que quando Zefirelli o viu, o achou tão perfeito para o papel que dispensou Al Pacino e Dustin Hoffman, que disputavam o papel principal.

Recomendamos para você