Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Música 11.11.2011 11.11.2011

“Fenômenos” dos reality shows musicais tentam recuperar espaço na cena pop com novos discos

Por Andréia Silva
Na foto, a cantora Susan Boyle
 
O mundo pop tem uma característica constante: o sobe e desce de artistas e o intenso fluxo de novidades que, do dia para a noite, se transformam em fenômenos. A mudança é mais intensa quando o artista em questão sai de um reality show. Literalmente, tudo muda do dia para a noite. 
 
Susan Boyle, Kelly Clarkson, Adam Lambert e Leona Lewis que o digam. Eles foram os queridinhos – alguns vencedores – dos principais reality shows musicais estrangeiros. Deixaram o público de boca aberta, chegaram ao nº. 1 das paradas e venderam milhões com seus discos de estreia. Agora, passada a fase da novidade e longe dos holofotes, eles se preparam para lançar novos discos e voltar à cena. Enquanto as três cantoras tentam marcar seu território frente às divas do pop, Lambert, com apenas um disco lançado, ainda está buscando uma identidade.
 
Um desses novos discos sai em novembro. Someone To Watch Over Me é o novo trabalho de Susan Boyle, a vice-ganhadora da edição 2009 do programa Britain’s Got Talent. Para quem se lembra, no ano em que foi descoberta, era raro passar um dia sem ter notícias do fenômeno Boyle. Agora ela aposta em versões de sucessos da música pop, como hits do Depeche Mode e do Tears For Fears, para alavancar a sua popularidade.
 
Com dois discos lançados, o fenômeno deu espaço a outras novidades do pop. Se o primeiro disco, I Dreamed a Dream, de 2009, foi um sucesso estrondoso, alcançando o topo das paradas em seis países e se tornando o mais vendido nos EUA e no Reino Unido naquele ano, o mesmo já não aconteceu com o segundo disco de Boyle, The Gift.
 
Embora esse não se pareça muito com o estilo da cantora, “Enjoy the Silence”, hit do Depeche Mode nos anos 1990, e “Mad World”, do Tears for Fears, foram escolhidas por ela para o novo disco por conta do tema. "Há certas canções que carregam lembranças, como as cartas que as pessoas me escrevem", afirmou Boyle, explicando que a temática do seu novo disco é "a pena, o amor, os tempos felizes e os tristes".
 
Veterana aos 29 anos
 
Aos 29 anos, Kelly Clarkson já é o que se pode chamar de veterana. Desde que venceu o American Idol, lá se vão quase dez anos de carreira para a autora de um dos maiores hits da década passada, “Because of You”. O megahit do segundo disco, Breakway, ajudou a impulsionar a carreira de Kelly fora dos EUA.
 
Apesar da popularidade e da boa repercussão com o público, nem tudo foram flores na carreira dessa texana. Após dois bem sucedidos discos, em 2007 ela decidiu investir em sua pegada rock no álbum My December – uma surpresa para muitos, inclusive a própria gravadora. A ideia não foi bem recebida pela RCA que, apesar de aceitar o lançamento, investiu pouco na divulgação do disco. Foi um dos momentos mais delicados na carreira de Kelly, seguido de outro lançamento que não obteve o mesmo êxito dos trabalhos anteriores.
 
Capa do novo disco, Stronger de Kelly Clarkson
 
Buscando reconquistar o espaço nas paradas musicais americanas e pelo mundo, a cantora lançou, no último mês, o disco Stronger, no qual ela se aproxima do pop que a consagrou, mais influenciada pela música dos anos 80 e 90.
 
O momento é de reconquistar o espaço entre as principais cantoras da música pop. Como escreveu a revista Spin, “Kelly não é nenhuma Kate Perry ou Carrie Underwood, ainda. Mas fique de olho nela”.
 
Lambert e Lewis voltam à cena em 2012
 
Outro vice-ganhador de um reality show que se deu muito bem foi o cantor Adam Lambert. Ele faturou o segundo lugar na edição 2009 do American Idol. Iniciante, essa é a hora em que Lambert vai – ou não – definir seu espaço no mundo pop, já que um segundo disco pode tanto consolidar sua carreira quanto abrir dúvidas sobre o real talento do cantor, que, se depender do quesito fãs, vai repetir o sucesso do primeiro álbum.
 
Ele mesmo já disse que o sucessor de For Your Entertainment, seu primeiro disco, que sairá em 2012, será muito pessoal. "Este álbum é diferente. Tem um tom mais sério e uma dose de honestidade. É real e pessoal", contou em entrevista à US Weekly. O disco já teve um single divulgado, Beg For Mercy.
 
Já a cantora britânica Leona Lewis, vencedora do programa The X Factor em 2009, adiou o lançamento de seu novo disco, Glassheart, para 2012, não se sabe se por falta de inspiração ou porque o primeiro single, “Colider”, não pegou nas paradas. A cantora ainda enfrentou um pequeno problema na justiça com o DJ sueco Avicii, que a acusou de plágio no single e brigou na justiça para ter o nome incluso nos créditos da faixa.
 
Para afastar a má fase, ela está apostando em boas parcerias para voltar ao centro das atenções. Recorreu ao rapper Ne-Yo, que está escrevendo material para o disco, e até gravou uma música com o DJ francês David Guetta. O disco deve sair no primeiro semestre do ano que vem.
 
 
 
Recomendamos para você