Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

Ewan McGregor é destaque de O golpista do ano

Falou-se tanto sobre Jim Carrey e Rodrigo Santoro interpretando um casal gay, que se esqueceu de mencionar que Ewan McGregor é a melhor coisa de O golpista do ano (versão terrível para o original I love you, Phillip Morris), que estreou na última sexta-feira. Com sutileza de movimentos, gestos e olhares, McGregor dá o tom dessa comédia, nada rasgada, algo agridoce, mas que rende boas risadas.

Esforçando, com algum sucesso, para deixar de lado seus maneirismos, Carrey vive Steven, homem que foi adotado na infância e, desde que descobriu sua “condição”, tem como objetivo ser uma pessoa “perfeita”: torna-se policial, casa-se, tem filhos, é temente a Deus etc. Esconde um “pequeno” detalhe: é gay.

Após um acidente de carro que considera uma epifania, ele resolve sair do armário. Mas “ser gay é caro”, o próprio Steven diz, então ele passa a sustentar seus luxos e de seu namorado, Jimmy (Santoro, bem no papel), com golpes dos mais variados.

Preso, Steven conhece Phillip (McGregor), por quem se apaixona e com que chega, novamente à custa de seu talento golpista, dividir a cela. Porém, aos poucos, os mesmos golpes, e ainda sucessivas fugas e voltas ao xilindró, acabam minando a relação, que sofre outra reviravolta num momento aparentemente “amargo” desta história até doce.

A trajetória imprevisível do personagem lembra a de um Forrest Gump – O contador de histórias. Mas o filme tem mais o ritmo de um Prenda-me se for capaz. Na interseção entre os dois, surgem personagens tão insólitos quanto interessantes. E o mais curioso: baseados em pessoas de carne e osso. Steven Jay Russell existiu e existe, e vale à pena até ler mais sobre o sujeito na wikipedia, em inglês. Mas deixe para depois do filme.

Veja abaixo o trailer legendado do filme:

Recomendamos para você