Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 10.02.2010 10.02.2010

Eucanaã Ferraz, poética da sensibilidade

Por Ramon Mello
Foto de Tomás Rangel

> Assista à entrevista exclusiva de Eucanaã Ferraz ao SaraivaConteúdo 

Ainda menino,Eucanaã Ferraz deitava no colo de sua mãe e pedia que cantasse 
“aquela música do mundo que caiu”. E sua mãe, paciente, entoava os versos deMaysa. Eucanaã não confirma, mas talvez tenha sido através da música o primeirocontato com a poesia. E, pelo visto, esse encontro poético será freqüente navida do poeta e professor.

Além deescrever seus livros – Cinemateca (ente os 10 finalistas doPrêmio Portugal Telecom 2009), Ruado mundoDesassombroMartelo O outro e o outro –, Eucanaã organizou Letra só, com letras demúsica de Caetano VelosoOmundo não é chato, com textos em prosa de Caetano; a antologia Veneno antimonotonia – Os melhorespoemas e canções contra o tédio; e, Poesia completa e prosa deVinicius de Moraes, junto com o amigo Antonio Cicero – iniciando assim umaintensa relação com o poeta, músico e diplomata.

“Minhahistória com Vinicius de Moraes não é, digamos assim, antiqüíssima. […] Eunão tinha grande intimidade com a poesia dele, mas é claro que a conhecia etinha por ela um grande apreço. […] É,portanto, uma longa história, ainda que recente, essa minha com o Vinicius. E,sem dúvida, ele é um dos grandes encontros da minha vida”, defende Eucanaã,professor de Literatura Brasileira na Faculdade de Letras da UniversidadeFederal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Apesar dapopularidade, Vinicius é pouco lido, como a maioria dos autores brasileiros. Eainda carrega o preconceito dos acadêmicos em relação à sua obra poética. Areorganização dos livros realizada por Eucanaã Ferraz é uma maneira de rompercom esses estigmas. Um trabalho que o manterá envolvido com poetinha – apelidocarinhoso, e não diminutivo, que ganhou em vida – pelo menos, até 2012.

Em paralelo atudo isso, o poeta voltou-se à infância, e escrevendo para crianças. O primeirolivro foi Poemas da Iara.Seu último livro infantil, de 2009, Bichode Sete Cabeças, com ilustrações do artista plástico português André daLoba. Neste livro, alguns seres fantásticos da mitologia – como a fênix, queressurge das cinzas depois de morrer – e outros assustadores – como amandrágora, o dragão e o zumbi – ganham vida.

> Confira o site de Eucanaã Ferraz

> Eucanaã Ferraz na Saraiva.com.br

> Assista à entrevista exclusiva de Eucanaã Ferraz ao SaraivaConteúdo

Share |

Recomendamos para você