Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 18.11.2014 18.11.2014

Educadora lança DVD em que histórias clássicas ajudam a ensinar inglês

Por Marina Fidalgo
Um sofá da sala que vira um “navio pirata”, com uma tripulação cheia de imaginação e criatividade, foi fundamental para que um menino de 4 anos que sabia o idioma inglês, mas não queria conversar nele, pudesse soltar a voz in English.
Foi com esse primeiro aluno que a educadora Sosô Uribe, juntamente com o irmão Juan, desenvolveram um método de ensino lúdico, no qual a língua inglesa é tratada de maneira contextualizada. Mas o que seria exatamente essa contextualização? “É misturar o inglês e o português de um jeito que a criança naturalmente descubra o significado das palavras, em que o ensinamento é feito em situações de interesse da criança, em uma brincadeira que ela gosta, por exemplo, sem ficar em uma repetição sem sentindo”, explica Sosô.
20 anos depois dessas primeiras aulas e após observar que o método funcionava muito bem com os alunos da escola de inglês que dirige junto com o irmão em São Paulo, ela começou a desenvolver o projeto de gravar um DVD em que as crianças descobrissem as palavras em inglês no decorrer da contação de histórias e com o auxílio de gestos e figuras.
“Tudo começou quando gravei um vídeo simples, em 2008, em que conto a fábula ‘The Gingerbread Man’. Colocamos no YouTube e as mães dos alunos vinham e elogiavam, mas eu achava que elas só estavam sendo gentis. Mas a atriz Maria Fernanda Cândido chegou para mim e disse que eu tinha talento e que deveria fazer um DVD. Isso ficou na minha cabeça e, depois de um tempo, fechamos uma parceria com uma produtora, cujo dono é pai de alunos da escola. Foi assim que começou a produção do DVD Fairy Tales – Storytelling by Sosô Uribe.”
Depois de selecionar as cinco histórias que usaria – Chapeuzinho Vermelho, João e Maria, Galinha Ruiva, Cachinhos Dourados e Os Três Porquinhos –, tendo como parâmetro que eram personagens e enredos que a maioria das crianças já conhece (assim a associação do inglês fica mais fácil), Sosô foi selecionar quais elementos lúdicos, ilustrativos, usaria em cada narrativa.
Cenas do DVD Storytelling – Fairy Tales (By Sosô Uribe)
“Uso fantoches nos Três Porquinhos, que geralmente chamam mais atenção dos menorezinhos, mas nas outras histórias optei por linguagens um pouco mais abstratas, como os livros em 3D, o kamishibai, que é uma pequena caixa de madeira habitual no teatro japonês, ilustrações em um grande livro (big book), entre outros elementos elaborados com a educadora e artista Aline Vianna.”
O filho de 5 anos de Sosô, Leonardo, também contribuiu com o projeto. “Na história da Chapeuzinho Vermelho, por exemplo, ele dizia: ‘Ela não conhecia o lobo, né, ela achava que ele era um cachorrão!’, aí eu inseri essa observação dele no enredo, da Chapeuzinho interagindo inicialmente com o lobo como se ele fosse um cachorro, dizendo ‘good dog, good dog!’”. Até nas apresentações que faz hoje em dia, Sosô fica atenta ao que faz sucesso com as crianças no momento. “Agora é a música ‘Let It Go’, do Frozen, em que canto um trecho com o público; é importante ter essa interação”.
Todas as histórias, recomendadas para crianças a partir de 2 anos, são apresentadas em duas versões: bilíngue (inglês e português) e apenas em inglês. Assim que os pequenos se familiarizam com a primeira versão, já podem assistir à outra, somente em língua inglesa.
                                                                                                                                   Divulgação
Sosô Uribe em apresentação Hora da Criança – Contação de História Fairy Tales
Mas como os pais sabem que chega esse momento, em que o filho fica confortável só com o idioma estrangeiro? “Não tem regra; se a criança já quiser começar assistindo em inglês, não tem problema nenhum. Geralmente as crianças assistem à versão bilíngue e depois vão para a versão só em inglês. Mas muitas vezes elas nem percebem que estão assistindo só em inglês, já estão ‘dentro’ daquele universo. No final, as próprias crianças estão recriando as historinhas para os pais”.
Captar a atenção dos pequenos não é tarefa fácil. Para isso, Sosô dá algumas dicas aos pais, durante a contação de história.

“Histórias curtas são boas para manter o interesse. Vozes diferentes, fina e grossa, onomatopeias (fazer o barulho de que está fechando uma porta, subindo uma escada…), cantar canções e interagir com o livro (fazer carinho quando a história cita, chacoalhar o livro em uma momento de emoção/aventura). Tudo o que puder fazer de caras e bocas, barulhos e interação, gera atenção. Para ela absorver o idioma, é importante fazer um gesto ilustrativo e apontar para o objeto em questão, para dar a base do que está falando.”

Assista aos Três Porquinhos no DVD Storytelling – Fairy Tales by Sosô Uribe:

Hora da Criança – Contação de História Fairy Tales, com Sosô Uribe
Quando: 22/11, às 16h
Onde: Saraiva Shopping Center Norte (Travessa Casalbuono, 120 – Vila Guilherme, São Paulo)
Quando: 23/11, às 16h
Onde: Saraiva Shopping Higienópolis (Avenida Higienópolis, 618 – Higienópolis, São Paulo)
Recomendamos para você

Os produtos Saraiva mais comentados