Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

É Tudo Verdade volta a abrir com documentário musical em 2013

Por Edu Fernandes
 
“Festival é espelho”, disse Amir Labaki, diretor do É Tudo Verdade, na coletiva de imprensa sobre o evento. Por essa razão, é de se esperar que a mostra traga em sua programação documentários musicais, gênero em efervescência na produção nacional dos últimos anos.
Nos filmes de abertura, o festival se mostra fiel à realidade. No ano passado, o É Tudo Verdade começou com a exibição de Tropicália e, em 2013, outro documentário musical inicia o evento em São Paulo. No dia 4 de abril será realizada a sessão para convidados de Paulo Moura – Alma Brasileira. No Rio de Janeiro, a abertura é com o longa Plimpton!.
As semelhanças entre Paulo Moura e Tropicália não ficam apenas no gênero cinematográfico. Ambas as produções são compostas predominantemente de imagens de arquivo, e a musicalidade nelas retratadas se aproxima. Se os tropicalistas tiveram de brigar pela incorporação das guitarras elétricas na música brasileira, Moura foi acusado de tocar saxofone muito à moda estrangeira.
Compositor, multi-instrumentista, arranjador e maestro, Paulo Moura teve formação musical erudita. Ficou famoso pelo jazz, mas também executou com talento gêneros genuinamente brasileiros, como chorinho, samba e bossa nova.
 
Cena do filme Tropicália
O que separa os dois títulos é o orçamento. Tropicália teve o apoio da Record e o aparato de uma grande produtora. Paulo Moura – Alma Brasileira é um documentário mais pessoal, feito sob encomenda do próprio artista pouco antes de morrer, em 2010.
Em sua simplicidade, o filme transborda criatividade. Há momentos de intimidade, apresentações pelo Brasil e no exterior e fotos do arquivo da família. A estreia comercial do documentário está agendada para 3 de maio.
Mais informações sobre o É Tudo Verdade podem ser encontradas no site oficial do evento. Conheça outros documentários musicais em cartaz no festival:
 
Cena do filme Cidade do Som
Cidade do Som – Dave Grohl visita o Sound City, lendário estúdio de Los Angeles. Por lá passaram artistas do calibre de Johnny Cash e Nirvana.
Filha Problema – A pianista argentina Martha Argenich fala sobre sua vida e seu trabalho. A entrevista foi concedida à sua filha e, por isso, a intimidade da artista aflora.
Sinfonia Paulistana, um Novo Olhar – Billy Blanco compôs Sinfonia Paulistana em seus quinze movimentos. A obra ganha um ensaio visual que destaca sua contemporaneidade.
 
Veja o trailer de Paulo Moura – Alma Brasileira:
 

Links relacionados:

 
 
Recomendamos para você