Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 22.11.2012 22.11.2012

Drama sobre amizade reúne astros do cinema francês

Por Edu Fernandes
 
Há tempos os atores franceses dividem-se em produções locais e participações em Hollywood. Desde Alain Delon (Olhos de Tigre) a Catherine Deneuve (Repulsa ao Sexo), passando por Gérard Depardieu (Missão Babilônia), esse hábito se perpetua. Em Até a Eternidade, que chega em DVD e Blu-Ray em breve, podemos ver pelo menos dois exemplos atuais desses intérpretes migratórios ao lado de outros grandes nomes do cinema francês.
 
Na última cerimônia do Oscar, Jean Dujardin levou a estatueta dourada de melhor ator por O Artista. Antes disso, ele era uma figura conhecida da televisão francesa, com poucas empreitadas cinematográficas, normalmente cômicas. Agora ele já está no elenco do próximo filme de George Clooney (Tudo pelo Poder), ambientado no período da Segunda Guerra Mundial. Já em Até a Eternidade, ele interpreta Ludo, um homem carismático que sofre um grave acidente automobilístico e fica em coma.
 
Ele e seus amigos tinham planejado uma viagem de férias na praia. Agora que Ludo está hospitalizado, os companheiros questionam se devem levar o programa adiante. Eles decidem fazer as malas, mas sempre usar o telefone para saber o estado de Ludo.
 
Nesse grupo está Marie, com quem Ludo tinha um conturbado relacionamento. O papel é interpretado por Marion Cotilard, que também já conquistou o Oscar. Em 2008, a atriz foi premiada pela atuação em Piaf – Um Hino ao Amor, no qual atuava em francês. Desde então, Marion já tem uma carreira consolidada em Hollywood, com participações nos últimos filmes de Christopher Nolan: A Origem e Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge.
 
O dono da casa onde os amigos costumam passar as férias é o nervoso Max. O papel pertence a François Cluzet, conhecido do grande público por seu trabalho em Intocáveis, atual candidato francês ao Oscar de filme estrangeiro. Antes disso, François acumulou dez indicações ao prêmio César, o “Oscar francês”. Saiu vencedor pela produção Não Conte a Ninguém (2006), dirigido por Guillaume Canet (assim como Até a Eternidade).
 
A relação entre Vincent (Benoît Magimel) e Max (François Cluzet) ficou conturbada quando a amizade se transformou em paixão
 
A principal razão do nervosismo de Max é que Vincent, um dos integrantes do grupo, declarou-se apaixonado por ele. Os dois são casados, e as esposas e filhos participam da viagem. Vincent é interpretado por Benoît Magimel, que costuma participar de produções francesas de ação (Cavaleiros do Ar e Forças Especiais). No lado dramático, ele já foi premiado em Cannes como melhor ator por A Professora de Piano (2001).
 
Há outro ganhador de Cannes no elenco de Até a Eternidade. Em 2003, Gilles Lellouche foi contemplado no festival francês por Pourquoi… passkeu. No grupo de amigos, o ator vive Éric, um ator garanhão. Ele vai à casa de praia com uma namorada, mas a relação entre os dois está em crise. Éric quer passar a imagem de um homem seguro, mas os sinais de que se tornará cada vez mais solitário conforme a idade avança o tornam uma criatura vulnerável. Lellouche é famoso por vários outros filmes, como Inimigo Público no 1 (2008) e também pelo já citado Não Conte a Ninguém.
 
Guilles Lellouche e Laurent Lafitte em cena de 'Até a Eternidade'
 
Mais um ator que estava no elenco do trabalho anterior de Canet completa o grupo de Até a Eternidade. Laurent Lafitte interpreta o romântico Antoine, que não consegue esquecer a ex-namorada. Apesar de todos os sinais contrários, ele ainda acredita na chance de reconciliação com a amada. 
 
A reunião que, em geral, deveria ser alegre é severamente afetada pela constante preocupação com Ludo. Esse cenário emotivo e tenso é extremamente fértil para que outros conflitos aflorem. Assim, momentos de fortes emoções estão espalhados em várias cenas do longa.
 
Veja o trailer de Até a Eternidade:
 

 
 
Recomendamos para você