Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Filmes e séries / Livros 10.06.2020 10.06.2020

Dia dos namorados em quarentena: O distanciamento social dos casais da ficção

dia dos namorados quarentena

O dia dos namorados de 2020 vai ser um pouco diferente do que estamos acostumados. Por causa da pandemia, muitos casais apaixonados não poderão passar a data juntos. Alguns estavam em cidades, ou até países, diferentes quando o  problema começou, e não conseguiram voltar antes que voos fossem cancelados e as viagens se tornassem muito difíceis, ou mesmo proibidas.

Outros vivem na mesma cidade, mas são homens e mulheres profissionais de saúde, que têm passado seus dias em hospitais, na linha de frente da guerra contra a Covid-19, lutando para salvar pessoas doentes, e correndo o risco de se contaminarem. E que para não expor seus entes queridos a esse mesmo risco, têm se mantido distantes deles. Inclusive, da cara metade.

Para homenagear os casais que estão nessa situação de distanciamento social, e também aqueles que não estão, mas gostam de histórias de amor inspiradoras, que conseguem superar a distância, vamos falar de alguns dos mais famosos casais da ficção que tiveram de passar um tempo longe separados, em uma situação parecida com a do isolamento social.

Ulisses e Penélope – A Odisseia, de Homero.

O amor de Penélope e Ulisses, ou Odisseu, foi contado em um dos poemas épicos mais importantes da história da humanidade, a Odisseia, de Homero, que conta a volta do herói Ulisses para Ítaca após a Guerra de Tróia, que levou 10 anos. A Odisseia foi  escrita no século VIII antes de Cristo e é considerada a inspiração de outros poemas importantes que vieram depois, como a Eneida de Virgílio e Os lusíadas de Camões.

Penélope era filha de Icário, príncipe de Esparta, que muito afeiçoado à filha, não aceitava a ideia de ela se casar e partir. Por isso, instituiu uma série de jogos e desafios que somente o vencedor poderia desposar Penélope. Sendo Esparta a cidade dos guerreiros mais duros de toda a Grécia, pode-se imaginar que os jogos não deviam ser fáceis. Muitos se candidataram, mas o vencedor foi Ulisses. E mesmo a contragosto, Icário teve de consentir o casamento.

Na véspera do casamento, Ulisses teve de partir para a Guerra de Tróia, onde foi um dos líderes das forças gregas, se destacando não somente por sua coragem, mas pela inteligência de criar os estratagemas para que os gregos conseguissem vencer a guerra, como o célebre Cavalo de Tróia. A Guerra de Tróia durou 10 anos, e a volta de Ulisses e seus guerreiros, mais 10, totalizando 20 anos em que Penélope esperou a volta dele a Ítaca.

Nesse meio tempo, Icário tentava de todas as maneiras convencer Penélope a escolher outro marido, dizendo que Ulisses havia morrido na guerra ou que jamais voltaria. Mas Penélope, inteligente, convicta do que queria, e principalmente apaixonada por seu marido, recusava e usava truques e artimanhas para enganar seu pai e os numerosos pretendentes que a assediavam.

Pressionada, ela usava artifícios como a teia de Penélope, um tecido que ela tecia durante o dia, afirmando que quando estivesse terminado, escolheria um novo marido entre os pretendentes. Mas durante a noite, desfazia tudo o que havia feito durante o dia, fazendo com que o trabalho não terminasse nunca. Descoberta e posta contra a parede, propôs ao pai que aceitaria um pretendente que conseguisse encordoar o arco de Ulisses, que só ele era capaz.

O único que conseguiu foi justamente um camponês, que na verdade era Ulisses disfarçado, que após enfrentar a feiticeira Circe, e o canto das sereias, havia conseguido retornar a Ítaca. Após colocar os outros pretendentes para correr, Ulisses se casou com Penélope, e tiveram um filho chamado Telêmaco.

Clark Kent e Lois Lane – Superman, de Jerry Siegel e Joe Shuster

via GIPHY

Criado em 1938 por Jerry Siegel e Joe Shuster e publicado pela DC Comics desde então, o Superman foi o primeiro personagem do conceito que hoje conhecemos como super-herói, explorado tanto pela DC como por sua rival, Marvel estrelando nesses mais de 80 anos histórias em quadrinhos, filmes para o cinema, desenhos animados e séries de TV, lutando sozinho ou ao lado dos heróis da Liga da Justiça como Batman, Mulher-Maravilha e Aquaman.

Lois lane foi criada no mesmo ano de 1938, aparecendo como interesse romântico do kriptoniano Kal El  em seu disfarce de Clark Kent já na revista Action Comics 1, onde ocorreu a primeira aparição do Superman.  Tanto nos quadrinhos quanto na cultuada série de TV dos anos 90 Lois & Clark, as aventuras do Superman,  Clark Kent/Superman e Lois lane se casaram em 1994.

Por mais que seja uma mulher independente, inteligente, bem-sucedida profissionalmente, e casada com bem, um super homem, a vida conjugal de Lois Lane com Clark Kent não é exatamente tranquila. Clark passa o tempo envolvido nas missões da liga.

Então, o que mantem Lois Lane na relação? A resposta é simples: Eles se amam! O suficiente para que Clark passe anos no espaço, e quando volta, encontra Lois com um filho, que depois descobre ser dele, como mostrado em Superman, O Retorno e volte literalmente da morte, como foi mostrado no filme Liga da Justiça e nos quadrinhos clássicos A Morte do Superman e O Retorno do Superman.

Geralt e Yennifer – The Witcher de Andrzej Sapkowski

via GIPHY

Geralt de Rivia e Yennifer de Vengerberg não nasceram para ficar juntos. Geralt é um Witcher,  um guerreiro mutante com força e habilidades místicas sobre-humanas que ganha a vida caçando monstros. Teoricamente, ele nem poderia se apaixonar, já que não nasceu assim, mas passou por um doloroso processo de transformação quando era criança que além de seus poderes, lhe deu um tempo de vida longo. Mas ele é incapaz de sentir emoções.

Yennifer não nasceu como a mulher deslumbrante capaz de seduzir, e se quiser, manipular, quem desejar. Descendente de elfos e humanos, Yennifer, nasceu com uma deformidade que fazia com que todos a tratassem mal. Foi em um desses episódios que  manifestou os poderes que a atraíram a Aretuza, onde se tornou uma maga poderosa. Lá também, através de uma dolorosa magia, ela adquire sua aparência belíssima, em troca de sua capacidade de ser mãe.

Com um histórico como esse, nenhum dos dois seria candidato a ser um casal romântico, mas após um encontro tumultuado, que envolve o combate a um Djinn, uma espécie de gênio preso em uma garrafa, Geralt e Yennifer acabam tendo uma noite de amor. Geralt descobre que é capaz de apaixonar, e é correspondido por Yennifer, mas com os seus próprios objetivos, ela o abandona.

Boa parte da trama da séria da Netflix, que teve uma primeira temporada aclamada pela crítica e pelos fãs, e cuja filmagem da segunda temporada foi atrasada pela pandemia, mostra esse amor à distância entre Geralt e Yennifer, que não ficam juntos não porque não podem, mas porque não querem, embora o destino sempre os coloque lado a lado novamente.

Então, se puder passar seu dia dos namorados da quarentena com sua cara vontade, aproveite bem. Namore muito, assistam a um bom filme, dê um presente que ele ou ela gostem e pensem que talvez a distância só aumente o amor.

Recomendamos para você